Cadastre-se grátis

Como escolher o melhor CDB? Compare o rendimento e invista melhor!

Escolher o melhor CDB passa por critérios como rendimento aporte mínimo, prazo de resgate e taxa de rendimento ao comparar com o CDI. Além disso, pondere sobre a liquidez e a segurança do investimento.

Os famosos Certificados de Depósito Bancário – ou CDB – vêm entregando a milhares de investidores resultados acima da média há um bom tempo. Desde os anos 60, década de sua regulamentação, o famoso “rendimento CDB” ocupa uma posição de destaque entre os melhores investimentos do mercado.

O Certificado é um título privado de renda fixa negociado entre bancos e pessoas físicas e jurídicas. Ele atrai diversos tipos de investidores: desde os mais conservadores até aqueles com perfil arrojado. Todos buscam alguns pontos em comum:

  • Segurança.
  • Diferentes prazos.
  • Facilidade.
  • E, principalmente, bom rendimento.

Esse material foi criado com um objetivo simples: mostrar a investidores o impressionante rendimento CDB e tudo que precisa saber para começar a aproveitá-lo.

Como funciona o CDB?

Se você não sabe como funcionam esses títulos, veja esse rápido esquema logo abaixo. É bem simples entender como ganhar dinheiro com esse investimento.

Todo título de Renda Fixa funciona, no geral, da mesma maneira: eles se resumem em um empréstimo entre o investidor e a instituição que emite o título. Após um período combinado (ou antes, dependendo do título), o emissor retorna o dinheiro emprestado somando os juros.

No caso do Certificado de Depósito Bancário, como seu nome diz, a transação ocorre entre os investidores e os bancos. Ou seja, bancos pegam recursos emprestados com pessoas físicas e jurídicas, usam esse dinheiro para financiar suas atividades e os pagam com certa valorização depois de certo período.

Carteira de Renda Fixa

funcionamento básico do CDB é exatamente esse. Existem, entretanto, alguns pontos que eles se diferem:

1. Prazo de resgate

Os bancos emitem títulos com diferentes vencimentos. Isto é, existem desde títulos que permitem a venda em qualquer data – a chamada liquidez diária – até aqueles que ficam anos em custódia do banco.

2. Aporte mínimo

São oferecidos papéis para qualquer “tamanho de bolso”. Existem títulos que exigem desde menos de R$1.000 até aqueles com aportes mínimos de R$ 50 mil.

3. Rendimento

Os juros que os bancos pagam para o investidor podem obedecer diferentes regras: existem títulos prefixados – que o valor já é certo desde a compra, títulos pós-fixados – que seguem algum indicador econômico, ou híbridos.

Por isso, sempre é bom realizar cálculos para compara as diferentes rentabilidades nos investimentos, conforme seus objetivos e prazo de aplicação.

Quer entender todos os detalhes desse investimento? Dê uma olhada nesse artigo e descubra a fundo o que é CDB.

Agora, que tal falarmos um pouco sobre os resultados do rendimento CDB? Descubra os melhores títulos do mercado no próximo tópico.

Quais são os melhores rendimentos para o CDB?

Antes de saber o rendimento do melhor CDB, é importante entender como funciona a taxa DI, também chamada apenas de CDI. Ele funciona como um empréstimo entre instituições financeiras, e também serve de referencial para o rendimento de investimentos de Renda Fixa, como o CDB, LCI e LCA.

Por isso, entender o que é e como funciona o CDI, dentre outros conceitos básicos, é essencial para começar a investir com inteligência.  Veja abaixo m gráfico com o rendimento do CDI no últimos anos:

Diferentemente do que a maioria das pessoas imagina, os melhores CDBs são oferecidos por diversos bancos, não só aqueles mais famosos que estamos acostumados.

Esse é um ponto que reforça as vantagens de se investir por uma corretora. Os grandes bancos comerciais oferecerão, principalmente, os seus próprios produtos financeiros.

Pelas corretoras de valores, você terá acesso a estes produtos e de muitos outros bancos. Muitas vezes, os bancos menores oferecem taxas bem atrativas. Clique no link abaixo e pesquise gratuitamente:

A oferta de títulos dependerá da instituição financeira que escolher. O melhor CDB poderá ser emitido por um pequeno banco, por exemplo.

São muitos dados para digerir, que tal uma explicação breve sobre os principais tópicos?

1. Rendimento

Este é o valor que o papel pode render a você de acordo com o capital investido, a taxa oferecida e o período de aplicação.

2. Taxa de Rendimento CDB

No mercado financeiro, você vai se deparar com várias taxas de rentabilidades nos CDBs, que variam conforme o prazo, o risco, a nota de rating e outros fatores. O banco pode te pagar de três formas:

  • Prefixado: você tem conhecimento do retorno exato no momento da compra.
  • Pós-fixado: a tabela segue esse modelo. Nele, o papel acompanha algum indicador da economia – nesse caso, a taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).
  • Híbrido: além de pagar uma taxa prefixada, o CDB híbrido acompanha na maioria das vezes o IPCA, isto é, a inflação.

Geralmente, os anúncios são feitos com base em alguma porcentagem do CDI, como, por exemplo, 90% do CDI, 100% do CDI, 120% do CDI e por aí vai, Lembrando que a taxa do CDI acompanha de perto o valor da Selic.

Por falar nisso, confira no gráfico a seguir como foi o rendimento nos últimos anos:

3. Segurança

Os papéis com garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) são mais interessantes porque em caso de problemas com o emissor, como uma declaração de falência, você investidor pode receber uma garantia ordinária de até R$1 milhão por pessoa (CPF) ou empresa (CNPJ), para cada intervalo de 4 anos.

Vale lembrar que, nesse valor, está incluso tanto o valor investido quanto os juros que o investimento rendeu.

4. Liquidez ou resgate

Representa a data que você terá de volta seu investimento, isto é, quando seu papel recuperará sua liquidez. É o tempo em que seu dinheiro deve ficar investido até ele ficar disponível para ser sacado. A “liquidez diária” ou sem prazo mínimo significa que o título não possui um mínimo de dias e você pode resgatá-lo quando bem entender.

5. Aplicação Mínima

Esse é o valor mínimo, em reais, que o investidor deve dispor para aplicar em determinado título. Pelos exemplos acima, já é possível perceber que existem CDBs adequados para diferentes condições, objetivos e perfis.

Agora que você sabe analisar e identificar o melhor rendimento CDB disponível na prateleira de sua corretora, que tal buscar gratuitamente qual o melhor título para você agora mesmo?

Como comparar o rendimento do CDB?

O mercado está repleto de opções de investimentos. Os Certificados são apenas uma parcela de todos os tipos de títulos disponíveis.

Dessa forma, é fundamental você conseguir comparar o rendimento desse investimento com outros ofertados no mercado. Vamos lá?

É fundamental saber qual é o Imposto de Renda cobrado no investimento. Daí, compare o rendimento do CDB já considerando a mordida do leão de acordo com o prazo.

Selecionei dois investimentos que normalmente causam algumas dúvidas entre seus investidores: a poupança e a LCI. Ambas modalidades são isentas de Imposto de Renda, diferentemente do CDB. Dessa forma, é importante saber comparar para ter a certeza que a isenção compensa o investimento.

1. CDB x Poupança

Por mais que a poupança já tenha perdido força e investidores nesses últimos anos, ela ainda é considerada como opção de aplicação por algumas pessoas.

A poupança, muitas vezes, atrai investidores por dois motivos: sua isenção de Imposto de Renda e a facilidade de investimento. Mas você sabia que mesmo com o IR, na grande maioria dos casos, o CDB compensa mais que o rendimento da poupança?

Veja, no gráfico a seguir, a comparação entre o rendimento do CDI contra a caderneta nos últimos anos e perceba que a taxa DI sempre supera a rentabilidade da Poupança:

O mercado financeiro é composto por inúmeras opções de investimento melhores que a poupança: os Certificados de Depósito Bancário são apenas um exemplo entre os vários títulos que ganham no quesito rentabilidade.

2. CDB x LCI

A Letra de Crédito Imobiliário é outro investimento que está se tornando cada dia mais popular. Tal como a caderneta de poupança, a LCI atrai investidores que buscam opções isentas de Imposto de Renda.

Entretanto, a ideia de não pagar o IR acaba iludindo o investidor sobre a rentabilidade dessa modalidade de investimento. É necessário, sempre, fazer uma comparação antes de investir.

Veja como essa comparação é simples:

Para saber qual seria a taxa equivalente de uma LCI para algum CDB basta descontar a alíquota do Imposto de Renda:

 Prazo de investimentoTaxa LCI equivalente
Até 180 diasRendimento CDB x (1-0,225)
De 181 a 360 diasRendimento CDB x (1-0,20)
De 361 a 720 diasRendimento CDB x (1-0,175)
Acima de 721 diasRendimento CDB x (1-0,15)

Que tal um exemplo para fixar?

Suponha que esteja em dúvida entre investir, por um ano, em um CDB 112% DI ou em uma LCI 90% DI. Como descobrir qual compensa mais?

Basta substituir o valor: Taxa LCI equivalente = 112 x (1-0,175) = 92,4% DI.

Esse resultado nos mostra que, para esse período, apenas uma LCI que pagasse acima de 92,4% DI compensaria a compra comparado a um CDB 112% – que não é o caso do exemplo.

É válido lembrar que esse cálculo também funciona para as LCAs, as Letras de Crédito do Agronegócio.

Como investir em CDB com ajuda de uma calculadora gratuita?

Agora que você sabe como conferir e comparar o rendimento CDB com demais investimentos, o que acha de aprender a investir nesses títulos? Aqui na Toro, nós temos uma calculadora gratuita que te entrega em poucos segundos o resultado de um investimento no futuro. 

Veja como é fácil usar o calculadora gratuita de CDB e encontrar o melhor rendimento CDB:

É só adicionar o valor que deseja investir e o prazo para ter seu dinheiro de volta. Com poucos cliques você poderá investir no papel mais interessantes do momento e ainda com taxa Zero.

Deixe um comentário

Gostou do artigo? Deixe um comentário sobre o que achou do conteúdo!