Cadastre-se grátis

Investimentos para aposentadoria: qual é a melhor opção?

Planejar a aposentadoria é fundamental para conquistar um futuro tranquilo e estável. Para alcançar esse objetivo, no entanto, é importante considerar diversas alternativas de investimento que possam proporcionar uma boa rentabilidade ao longo dos anos.

Neste artigo, vamos mostrar diferentes investimentos para aposentadoria e traremos em detalhes cada um deles, incluindo como funcionam, suas rentabilidades e por que são excelentes opções para construir um futuro financeiro seguro. Vamos lá?

Como planejar sua aposentadoria?

Antes de saber quais são os investimentos recomendados para a aposentadoria, é importante ter em mente alguns passos:

1. Estipule metas financeiras

Determine quanto dinheiro você deseja ter disponível durante sua aposentadoria. Calcule seus gastos mensais e projete-os para o futuro, levando em conta a inflação e quaisquer despesas adicionais que possam surgir.

Você pode usar o simulador de Renda Fixa da Toro, por exemplo, para encontrar a melhor oportunidade para você em poucos segundos.

2. Avalie sua tolerância ao risco

De nada adianta guardar dinheiro sem entender qual é o seu perfil de investidor e sua tolerância ao risco.

Investimentos mais arriscados podem render retornos mais altos, mas também têm maior volatilidade. Avalie sua capacidade de assumir riscos com base na sua situação financeira e principais objetivos de aposentadoria.

3. Diversifique sua carteira

Espalhe seus investimentos em diferentes classes de ativos para reduzir o risco e aumentar as chances de retornos. Não coloque todos os seus recursos em apenas um tipo de investimento, como a Poupança, por exemplo. 

Diversificar a carteira é a melhor forma de equilibrar a exposição a diferentes tipos de ativos e classes de investimentos, reduzindo assim a vulnerabilidade a possíveis perdas em um determinado setor ou mercado.

4. Acompanhe o rendimento das suas aplicações

Acompanhe seus investimentos ao longo do tempo e faça ajustes, além de aportes mensais. Conforme você for se aproximando da aposentadoria, uma boa alternativa é diminuir o risco, buscando investimentos lucrativos, mas um pouco mais conservadores.

Dessa forma, você garante uma renda passiva, assunto que vamos explicar em detalhes no próximo tópico.

O que é renda passiva?

Agora você sabe que, para planejar uma aposentadoria, é necessário tirar um tempo para organizar suas finanças e estipular objetivos a longo prazo. 

Você pretende comprar um imóvel? Viajar? Ou apenas não depender do INSS? São diversas opções ao se considerar, certo? Mas, independentemente das suas metas, obter uma renda passiva ao longo dos anos é uma excelente opção para o seu futuro.

A renda passiva é uma forma de renda que é gerada regularmente, sem a necessidade de um esforço contínuo e direto por parte do beneficiário.

Em outras palavras, é uma renda que flui para o investidor mesmo quando ele não está ativamente envolvido na geração de dinheiro.

Ter uma fonte de renda passiva é interessante para quem deseja se aposentar porque oferece estabilidade financeira, mais liberdade e uma maneira de garantir um fluxo contínuo de recursos sem depender exclusivamente de trabalhar. É aquela famosa sentença de “fazer o dinheiro trabalhar por você“.

Além disso, a renda passiva fornece uma sensação de segurança, pois mesmo quando você não está trabalhando ativamente, ainda pode contar com uma fonte de dinheiro que ajuda a cobrir suas despesas e alcançar seus objetivos.

Existem diferentes tipos de investimentos que podem gerar renda passiva, como dividendos de ações, Fundos Imobiliários, títulos públicos e privados, entre outros.

Na sequência, vamos falar um pouco mais sobre essas fontes de renda passiva. Continue lendo!

Qual é o melhor investimento para aposentadoria?

Não existe um investimento único que seja o “melhor” de todos, pois cada pessoa tem necessidades e objetivos diferentes. A melhor estratégia é construir uma carteira diversificada, combinando diferentes investimentos de acordo com seu perfil de risco e objetivos, como comentamos anteriormente.

Agora, vamos explorar os investimentos mais recomendados para você se aposentar:

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto permite a compra de títulos públicos, que são empréstimos feitos ao governo. Esses títulos são considerados de baixo risco e oferecem diferentes modalidades, como Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado.

A rentabilidade varia de acordo com cada título e pode ser consultada no site do Tesouro Direto.

Porém, quando falamos em aposentadoria, recentemente foi lançada uma alternativa mais completa, pensando no longo prazo, justamente para pessoas que estão considerando uma aposentadoria com mais tranquilidade. É o programa Tesouro RendA+.

O Tesouro RendA+ oferece uma rentabilidade mais alta do que a Poupança, ganhos reais (inflação + taxa real contratada) e paga uma renda extra na terceira idade. 

O título adapta a lógica da previdência privada para os títulos públicos. A ideia, na verdade, é muito simples: ele faz com que todo o investimento que você realiza e acumula até o prazo de vencimento seja convertido em uma renda mensal com correção monetária (ajustada pela inflação) pelo prazo de 20 anos.

Assim, o objetivo é que você acumule patrimônio e, ao aposentar, receba uma renda passiva corrigida pela inflação, além de um ganho a mais em juros reais. 

Para saber como funciona, você pode ler o nosso conteúdo completo sobre o assunto. Clique abaixo para saber mais:

2. Fundos de Investimentos

Os Fundos de Investimentos são uma opção para quem busca uma gestão profissional para cuidar dos recursos. Existem diferentes tipos de Fundos, como os de Renda fixa, Imobiliários e Multimercado.

No vídeo abaixo, a nossa Analista de Investimentos, Paloma Brum, explica como funcionam os Fundos de Investimentos:

Agora que você já sabe conhece essa modalidade de investimento para aposentadoria, vamos entrar em alguns detalhes sobre os principais Fundos:

  • Fundos de Renda Fixa: investem principalmente em ativos de Renda Fixa, como títulos públicos, CDBs, debêntures, entre outros. Eles buscam oferecer uma rentabilidade superior à Poupança e a rentabilidade varia de acordo com a taxa de juros e a performance dos ativos em que estão investidos.
  • Fundos Imobiliários: os FIIs investem em empreendimentos do mercado imobiliário, como edifícios comerciais, shoppings, galpões logísticos, entre outros. Os investidores adquirem cotas do fundo e recebem uma parte proporcional dos rendimentos gerados pelos imóveis, que podem ser provenientes de aluguéis ou venda destes. A rentabilidade dos FIIs é composta tanto pela distribuição de rendimentos quanto pela valorização das cotas.
  • Fundos Multimercado: têm como objetivo obter ganhos por meio de diferentes estratégias de investimento. Eles podem combinar investimentos em Renda Fixa, ações, câmbio, commodities e outros ativos. A rentabilidade desses fundos varia de acordo com as estratégias adotadas pelo gestor e a performance dos ativos escolhidos.

Também existem outras possibilidades de Fundos, como Fundos de Ações, Fundos Cambiais, Fundos de Ouro etc. Tudo dependerá da sua estratégia e dos seus objetivos na hora de investir. 

3. Ações

Se você tem um perfil mais arrojado, pode colocar ações na sua carteira, que podem oferecer benefícios como o pagamento de dividendos

Ao adquirir ações, periodicamente você recebe uma parcela dos lucros como retorno por seu investimento. Em outras palavras, anualmente será beneficiado financeiramente por possuir ações daquela empresa.

Segundo a legislação brasileira, é estabelecido que no mínimo 25% do lucro líquido anual da empresa seja destinado aos seus acionistas.

Consequentemente, essa modalidade de investimento também se revela como uma excelente maneira de gerar renda passiva, tornando-se uma opção bastante atrativa para a aposentadoria.

No vídeo abaixo, confira dicas de como lucrar investindo em ações:

4. Letras de Crédito

As Letras de Crédito, como LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), são investimentos de Renda Fixa cujos recursos captados são destinados a financiar atividades específicas, como o setor imobiliário ou agrícola.

As LCs são consideradas investimentos seguros, pois contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e oferecem isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas.

A rentabilidade desses investimentos pode ser prefixada ou indexada à inflação, variando de acordo com o prazo e as condições do mercado.

5. Previdência Privada

Provavelmente você já conhece a Previdência Privada, um dos investimentos mais buscados para quem pensa em aposentadoria.

Existem duas modalidades: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Os recursos aportados em um plano de Previdência Privada são investidos em diferentes ativos, como títulos públicos, ações, Fundos de Investimentos etc.A rentabilidade varia de acordo com o desempenho desses ativos.

Uma vantagem da Previdência Privada é a possibilidade de dedução fiscal para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda, por isso muitas opções acabam optando por essa alternativa.

6. CDB

Outro investimento bastante conhecido é o CDB, um título emitido pelos bancos como forma de captação de recursos. É um investimento de Renda Fixa em que o investidor empresta dinheiro ao banco e recebe juros sobre o valor investido.

Os CDBs podem ter diferentes prazos, rentabilidades e formas de remuneração (prefixada, pós-fixada ou indexada à inflação).

São considerados seguros, pois contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores de até R$250.000 por CPF e instituição financeira.

Como começar a investir para a aposentadoria?

Como você viu até aqui, começar a investir para se aposentar é um passo importante para garantir sua segurança financeira no futuro. Mas afinal, por onde começar?

Temos algumas dicas que podem te ajudar:

Estude o mercado financeiro

Antes de começar a investir, é essencial adquirir conhecimento sobre diferentes tipos de investimentos, estratégias, riscos e potenciais retornos.

Faça cursos online, leia livros, acompanhe blogs confiáveis e procure orientação de especialistas financeiros, se necessário.

Crie um plano de investimento

Com base em seus objetivos, perfil de risco e prazo de investimento, elabore um plano de investimento.

Considere diversificar sua carteira, distribuindo seus recursos entre diferentes classes de ativos, como ações, títulos, imóveis, entre outros. Isso ajuda a reduzir o risco e aumentar as chances de retorno consistente, como mencionamos anteriormente.

Abra uma conta em uma corretora

Para investir, você precisará abrir uma conta em uma corretora de valores. Pesquise corretoras confiáveis, que ofereçam uma plataforma segura, boas opções de investimento e custos adequados às suas necessidades.

Aqui na Toro, você tem Corretagem Zero, Assessoria Exclusiva e mais rentabilidade com carteira diversificada. É só fazer seu cadastro grátis e começar hoje mesmo a potencializar seus rendimentos.

Escolha os investimentos adequados com ajuda de um Assessor

Depois de abrir a conta em uma corretora, você poderá selecionar os investimentos mais adequados para seus objetivos. Entretanto, nada melhor do que contar com ajuda de um expert no assunto. 

Aqui na Toro, a nossa Assessoria Exclusiva compreende o cenário econômico, analisa seus objetivos pessoais e auxilia na criação e acompanhamento de uma carteira personalizada e coerente com suas metas e perfil de risco.

Investindo a partir de R$ 100 mil, você tem acesso ilimitado a um Assessor Exclusivo da Toro, bem como todos os benefícios que o serviço oferece, sem custo adicional.

Então, se você quer guardar dinheiro para aposentadoria e aproveitar seu futuro com segurança e renda passiva, não perca tempo e preencha o formulário a seguir para receber o contato de um dos nossos Assessores:

yegssuhb4fh6avsb3mwp

Assessoria Exclusiva Toro: melhore a sua aposentadoria

Agora, você pode contar com o conhecimento especializado dos nossos Assessores Exclusivos, prontos para fornecer um suporte personalizado e ajudá-lo a construir uma carteira de investimentos diversificada e rentável com todos os ativos do mercado e preparada para qualquer cenário econômico.

A Toro é uma corretora inovadora, ágil e totalmente digital, que possui Assessores preparados para ajudá-lo no gerenciamento eficiente das suas finanças, proporcionando benefícios exclusivos, especialmente para quem investe um patrimônio acima de R$ 100 mil.

Preencha o formulário abaixo e tenha acesso exclusivo ao suporte personalizado de um especialista no mercado financeiro:

fundo-lp-assessoria-100k-blog

Deixe um comentário

Gostou do artigo? Deixe um comentário sobre o que achou do conteúdo!