Aprenda tudo sobre a Bolsa de Valores com a série da Toro: Como começar a investir na Bolsa

Onde você vai estar daqui 5 anos? E daqui 20 anos? É difícil precisar o que vai acontecer no futuro. Mas muitas pessoas tentam se planejar para chegar lá com uma situação melhor do que a que vive hoje.

Seja mudar de emprego, de cidade ou de relacionamento, várias atitudes que você toma hoje vão impactar sua vida lá na frente. E com investimentos também acontece assim. Começar um investimento de longo prazo hoje pode te proporcionar bons frutos e um futuro mais tranquilo.

Quer saber como funciona esse tipo de investimento? Confira no 12º artigo da série: Como começar a investir na Bolsa.

Investimento de longo prazo - o que é?

Podemos considerar um investimento de longo prazo as aplicações que têm duração de pelo menos 1 ano. É claro que essa é só uma média e não é um padrão fixo. Portanto, a definição de longo prazo pode mudar bastante de acordo com o seu perfil e a sua estratégia.

Como falamos, quem investe com esse prazo maior está pensando em construir uma boa base para o seu futuro. Dessa forma, fazer um investimento de longo prazo vem junto de um propósito de conquistar, aumentar e proteger seu patrimônio.

Se você tem 20 anos e tem o sonho de comprar um apartamento, pode investir no longo prazo para dar entrada daqui a 5 anos.

Essa ideia também vale para quem está pensando na aposentadoria e em como não depender apenas da previdência social, paga pelo INSS. Ou então para quem está pensando em ter filhos e já quer fazer um pé de meia para que eles possam estudar em boas escolas.

Mas nem só de muitos anos vive um investimento de longo prazo. Você também pode investir dessa forma pensando na viagem dos sonhos para o outro lado do mundo que você deseja fazer daqui a 6 meses.

Viu só como existem várias possibilidades do que fazer? O mais importante é entender que, assim como os objetivos são variados, as opções de investimento também são. Pensou que a Poupança é a única alternativa? Nada disso.

Existem investimentos disponíveis no mercado que podem valorizar seu dinheiro no longo prazo, sem abrir mão totalmente da segurança.

Algumas opções, inclusive, podem render bem mais e também oferecer a mesma segurança da Poupança.

E não pense que é só na renda fixa que é possível investir com prazos maiores. Na Bolsa de Valores também dá para fazer investimentos de longo prazo e ter resultados melhores que a caderneta.

Nessa horas é que percebemos a importância de ter conhecimento sobre o mercado. Porque só sabendo mais sobre o tema é que você pode fazer as melhores escolhas de como aplicar seu dinheiro, pensando nos resultados positivos lá na frente.

Como começar a investir na Bolsa?
Aprenda com quem entende do assunto

Por que investir no longo prazo vale a pena?

É bem óbvio falar que realizar um investimento de longo prazo pode ser uma ótima ideia. Mas você sabe dizer por que tantas pessoas escolhem investir dessa forma? Bem, a primeira ideia nós já conversamos ali em cima.

Investir em prazos maiores tem a ver com realizar sonhos. Sabemos que nem todo mundo nasce em berço de ouro e, portanto, fazer uma viagem internacional, estudar em uma faculdade conceituada ou comprar uma casa grande com quintal, não é algo que se faz da noite para o dia.

A grande maioria de nós precisa trabalhar bastante, se planejar e fazer um bom controle financeiro para conseguir pagar todas as contas e ainda reservar parte do salário para investir nesses sonhos. Por ser um esforço que dura certo tempo e exige disciplina, muitas pessoas chegam a desistir.

Quem se mantém no foco, consegue conquistar seus objetivos e ver na prática seu plano se concretizar.

E essa sensação de conquista é realmente gratificante. Saber que seu esforço finalmente virou realidade faz valer a pena todo o caminho para chegar lá.

Sabe outro aspecto que faz o investimento de longo prazo ser tão interessante? O poder dos juros compostos. Muitas pessoas já conhecem essa força, mas de uma forma negativa: a bola de neve que pode surgir com os juros do cartão de crédito ou do cheque especial, por exemplo.

Mas os juros compostos também podem trazer boas notícias e fazer a diferença nos resultados das suas aplicações financeiras, veja só um exemplo:

Digamos que você tenha investido R$500 em uma aplicação que paga 10% de juros ao mês, com duração de 1 ano. Dessa forma, com a ação dos juros compostos, você teria R$1.569,16 após os 12 meses.

Como isso é possível? Acontece porque, com o passar do tempo, os juros compostos agem não só sobre o valor inicial aplicado, mas também sobre os lucros passados. Quer entender melhor? Veja só o cálculo mês a mês:

Mês Juros que rendeu no mês Valor acumulado com os juros compostos
0 0 R$500
1 R$50 R$550
2 R$55 R$605
3 R$60,50 R$665,50
4 R$66,55 R$732,05
5 R$73,20 R$805,25
6 R$80,52 R$885,77
7 R$88,57 R$974,34
8 R$97,43 R$1.071,77
9 R$107,17 R$1.178,94
10 R$117,89 R$1.296,83
11 R$129,68 R$1.426,51
12 R$142,65 R$1.569,16

*Alguns valores foram arredondados para facilitar o entendimento.

É claro que este é apenas um exemplo do que pode acontecer com os juros compostos. No entanto, na hora de investir, o rendimento pode não ser o mesmo já que as taxas oferecidas podem ser bem diferentes.

Mas esse exemplo te ajuda perceber como os juros compostos também podem ser grandes aliados do seu dinheiro.

Quanto mais tempo investido, melhor será o resultado que os juros compostos podem te entregar.

Além disso, uma vantagem de investir por mais tempo é a possibilidade de pagar menos Imposto de Renda. Alguns investimentos como, CDB e Tesouro, têm alíquotas regressivas. Isto é, o percentual de IR diminui à medida em que o tempo da aplicação aumenta.

Se tiver alguma dúvida sobre o rendimento ou tributação sobre algum investimento que você deseja fazer no longo prazo, peça ajuda de profissionais. Nossa equipe está sempre disposta a te ajudar no que precisar.

Converse com nossos assessores certificados
Tire suas dúvidas agora

Investimento de longo prazo - como fazer?

Você acabou de ver que fazer um investimento de longo prazo vale a pena se esse for o seu foco: alcançar um futuro promissor. Então, vamos ver agora quais passos são essenciais para você poder chegar lá:

1) Estudar o mercado

Tudo começa com uma boa preparação. Se você aprende a dirigir para poder tirar sua carteira de motorista e também precisa aprender uma profissão antes de entrar no mercado de trabalho, com suas finanças a lógica é a mesma.

É claro que você não precisa ter um diploma em Ciências Econômicas para poder investir, mas entender como o mercado funciona é muito importante. Por isso, antes de mesmo de colocar a mão na massa, tente aprender o máximo que puder sobre o assunto. Fica o lembrete de sempre buscar fontes confiáveis, certo?

A internet oferece uma diversidade bem grande de sites, no entanto nem todos são bons de verdade.

Portanto, aprenda com quem tem anos de experiência na área e sabe bastante sobre o mercado financeiro.

2) Definir seus objetivos

Se você sai de casa com a ideia de ir a algum lugar específico, por que iria investir sem saber o que quer conquistar? Saber onde quer chegar com seus investimentos é fundamental para você definir o caminho melhor para seguir.

Para te ajudar a delimitar seus objetivos, você pode parar para pensar quais conquistas seriam mais legais de alcançar. Seria comprar uma casa na praia? Se aposentar aos 30 anos? Viajar o mundo todo? Abrir seu próprio negócio?

Faça essas perguntas e tente entender o que realmente importa para você. Com esses objetivos bem claros na cabeça, vai ficar mais fácil escolher quais investimentos valem mais a pena nesse momento.

3) Descobrir seu perfil

Seus objetivos não são só importantes para saber onde você quer estar daqui a 5 ou 10 anos. Eles também são fundamentais para que você consiga definir o seu perfil de investidor.

Esse perfil serve como um guia na hora de escolher os investimentos mais indicados para você. Por exemplo, você pode ter um perfil mais conservador e preferir evitar riscos, enquanto seu vizinho pode ser mais arrojado e aceitar correr riscos em troca de maiores retornos.

Os melhores investimentos para o seu vizinho, provavelmente não serão exatamente os mesmos para você.

4) Escolher uma corretora

Com seus objetivos e perfil definidos, você já pode começar a investir. Mas para isso, é preciso contar com uma instituição financeira para ser sua parceira nessa trajetória rumo ao sucesso.

Por isso, a escolha da sua corretora de valores é tão importante. Você precisa levar em consideração vários fatores: tecnologia, segurança, atendimento e custo-benefício. Nem sempre a corretora mais cara é a melhor, da mesma forma que a mais barata do mercado pode não atender às suas necessidades.

Essa escolha pode fazer uma grande diferença lá na frente, pois taxas abusivas e uma plataforma complicada podem prejudicar seu desempenho nos investimentos. Mas a boa notícia é que você pode contar a Toro para ser a ponte entre você e seus sonhos.

Nossa missão é te oferecer a melhor experiência digital de investimentos e, para isso, desenvolvemos uma plataforma inovadora. Você tem acesso a cursos gratuitos, pode fazer simulações de investimento e ainda checar quais são as oportunidades do momento para investir na Bolsa de Valores.

Descubra as vantagens de investir com a Toro:


5) Diversificar seus investimentos

Outra etapa muito importante para fazer seus investimentos de longo prazo é distribuir seu capital em diferentes aplicações. Nada de colocar seu dinheiro em um lugar só e voltar apenas daqui 5 anos para resgatar tudo.

A diversificação é uma atitude fundamental para aumentar suas chances de ter bons resultados e diminuir os riscos. Imagine só se você investir tudo que tem nas ações de uma empresa acreditando que ela vai se valorizar com o passar dos anos, mas algo sério acontece e ela declara falência.

Além de ter aplicado tudo nessa promessa que não deu certo, você também não ficou de olho para sair antes que fosse tarde demais. Já pensou no prejuízo? Pois é, a diversificação evita esse tipo de situação porque 1) te ajuda a proteger seu dinheiro e 2) faz com que você tenha atenção e acompanhe seus investimentos.

Monte grátis sua carteira de investimentos. Teste grátis

Opções de investimento de longo prazo

Agora que você já sabe o passo a passo básico para fazer um investimento de longo prazo, vamos te mostrar quais opções são as mais buscadas por quem deseja investir por meses ou até anos.

  • Previdência privada

Essa é uma proposta que muitas pessoas buscam como alternativa para não depender apenas da previdência social. A previdência privada é conhecida como aposentadoria particular, ou seja, que não possui ligação com o INSS.

Nesse tipo de previdência, você faz depósitos frequentes do valor desejado para resgatar com os juros após o tempo combinado, que geralmente é de vários anos. Esses planos de previdência costumam ser oferecidos por bancos ou seguradoras. Talvez até você já tenha um plano desse ou tenha recebido a proposta de fazer um.

Apesar de ser uma opção a se considerar, é importante que você tenha cuidado ao contratar um plano de previdência privada.

Alguns bancos podem cobrar taxas muito altas apenas para manter seu plano, e até mesmo cobrar taxa toda vez que for feito um novo depósito.

Além disso, outra questão delicada são as taxas cobradas quando se faz um resgate antecipado. Fora a alíquota do Imposto de Renda mais alta, você ainda pode ter que pagar uma taxa para o banco caso precise retirar parte, ou o total, do valor aplicado.

  • Tesouro Direto IPCA

Investir no Tesouro Direto tem sido uma possibilidade cada vez mais buscada por quem quer ir além da Poupança. Entre as vantagens do Tesouro está a facilidade de investir, já que tudo é feito pela internet, e os baixos valores exigidos para começar, pois é possível aplicar a partir de R$30.

O programa foi criado através de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a Bolsa de Valores, para permitir que pessoas físicas possam comprar títulos públicos federais. Esses títulos podem ter rentabilidades diferentes e, entre as opções, o Tesouro IPCA é um dos mais procurados por quem quer investir no longo prazo.

Por ser híbrido, esse título pode ser uma boa ideia para investir por mais tempo e também proteger o dinheiro da inflação.

Isso é possível porque o Tesouro IPCA rende de acordo com o indicador oficial da inflação no país, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mais uma taxa fixa. Então, quem compra esse título tem a possibilidade de ganhar sempre acima da inflação, independentemente do quanto ela variar durante o tempo em que o dinheiro ficou aplicado.

  • Certificado de Depósito Bancário

O CDB é uma opção que também tem ficado cada vez mais popular devido à vontade de crescente das pessoas em buscar alternativas mais rentáveis que a Poupança.

Esses títulos de renda fixa são emitidos por bancos e funcionam como uma espécie de empréstimo. No entanto, em vez de você pegar dinheiro emprestado com o banco, é ele que pega emprestado com você.

Dessa forma, você adquire um CDB aplicando seu dinheiro e recebe o valor de volta, mais os juros que rendeu no período, na data combinada. A duração do investimento pode variar bastante, pois existem CDB que duram 1 ano, 2 anos, e 5 anos, por exemplo.

Cabe a você determinar qual prazo é o mais adequado para os objetivos que você deseja alcançar.

Além de poder render mais que a caderneta, o CDB também tem outra vantagem: ser bastante seguro pois possui a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

  • Letras de Crédito

As Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio também são opções a serem consideradas na hora de investir no longo prazo. Esses títulos têm dinâmica muito parecida com a do CDB.

A diferença aqui é que esses títulos estão ligados a dois setores importantíssimos da nossa economia: o de imóveis e do agronegócio. Então, a ideia é que o dinheiro aplicado nas Letras de Crédito sejam disponibilizadas para impulsionar os negócios nessas áreas.

No fim das contas, o dinheiro retorna para o bolso de quem investiu no prazo combinado e com os juros que rendeu nesse tempo. Outros pontos positivos das LCI e LCA é que elas também têm a garantia do FGC e ainda por cima são isentas de Imposto de Renda.

  • Bolsa de Valores

Muitas pessoas acreditam que a Bolsa é uma boa opção apenas para quem investe no curto prazo. Só que não é bem assim. Uma das formas de investir na Bolsa de Valores e ter bons resultados é justamente fazendo um investimento de longo prazo.

Quem busca investir dessa forma, muitas vezes tem interesse em construir e aumentar seu patrimônio buscando aplicar seu dinheiro em ações de empresas com boas perspectivas de valorização no futuro.

É importante fazer uma análise sobre a empresa para entender se ela é realmente uma boa opção no longo prazo.

Uma vantagem que muitos investidores gostam bastante é que, mantendo uma ação na carteira por mais tempo abre-se a possibilidade de receber dividendos, isto é, parte dos lucros da empresa que é distribuído a seus acionistas.

Viu só como a Bolsa também pode ser um boa ideia na hora de investir por mais tempo? E se surgiu interesse em saber quais são as melhores oportunidades do momento na Bolsa de Valores, temos uma boa notícia: aqui na Toro você conta com uma plataforma inovadora, que te permite ver as ações mais negociadas do momento e ainda receber recomendações de investimento feitas por uma equipe de experts.

Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado

Investimento de longo prazo: simulação pode te ajudar a investir melhor

Depois de aprender por que fazer um investimento de longo prazo vale a pena, você ainda pode estar com dúvidas sobre o rendimento desse tipo de aplicação. E tudo bem. Quanto mais informações você tiver, desde que sejam de qualidade, mais chances você tem de conquistar resultados positivos.

Uma das formas de saber se seu investimento de longo prazo é uma boa ideia, é fazer uma simulação e comparar os resultados com outras opções. Por exemplo: se você tivesse investido R$5.000 em ações da Petrobras em 2015 e vendido essas ações em janeiro de 2018, você teria conseguido dobrar esse valor inicial.

Agora, esse mesmo valor aplicado na Poupança não teria o mesmo rendimento. Nem mesmo o Tesouro Direto conseguiria bater os ótimos retornos da Bolsa de Valores. Veja no gráfico a simulação desse rendimento:

longo-prazo-simulacao

Precisamos lembrar que esse é apenas um exemplo de rentabilidade que ocorreu no passado. E você sabe que o que já aconteceu não é garantia de rendimento no futuro, certo? Mas mesmo assim vale a ilustração para que você entenda o potencial do seu investimento de longo prazo quando feito de forma estratégica.

A boa notícia é que você pode fazer uma simulação de investimento de longo prazo para entender suas possibilidades.

Na Toro, você pode testar gratuitamente nossa plataforma e ver um plano personalizado para o seu perfil de investidor.

Além de saber quais investimentos são mais indicados para o que você procura, nós também te mostramos o potencial de rendimento de acordo com o valor que você quer investir e o tempo que pretende manter esse investimento.

Veja só essa simulação de investimento de longo prazo pensando numa aplicação de R$1.000, parte na renda fixa e parte na Bolsa, e com duração de até 10 anos:

longo-prazo

Legal né? Como você já deve imaginar, esse é apenas um exemplo para te mostrar o potencial de rendimento que seu dinheiro pode ter. E para alcançar esse cenário, é muito importante que você aprenda mais sobre investimentos e suas possibilidades.

Dessa forma, você vai poder construir um futuro promissor sem depender da sorte e sim do seu esforço e dedicação.

Nova call to action

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Leia outros artigos da nossa série: