As moedas digitais não param de crescer. Elas continuam chamando atenção de muitos investidores devido a possibilidade de obter grandes retornos em um curto prazo de tempo.

Para quem deseja conhecer melhor o universo das criptomoedas, o guia da Toro Investimentos possui as informações fundamentais para aprender como investir em Bitcoin hoje.

Antes de explicar como investir nesse mercado, é fundamental que conheça os riscos que esse universo traz ao seu investidor. Veja abaixo os cinco principais pontos de atenção para aqueles que ainda querem se aventurar.

Os 5 riscos de investir em Bitcoin

riscos investir em bitcoin
| Quando o assunto é risco, muitos interessados esbarram em um receio crescente: a possibilidade de haver uma bolha financeira.

Apesar dos noticiários apresentarem os grandes retornos que os investidores estão conseguindo com Bitcoin, é importante ressaltar que esta aplicação é de alto risco. Portanto, antes de comprar BTC, entenda algumas de suas particularidades no mercado.

Investimento não regulamentado por um banco central
O primeiro cuidado que você precisa ter sobre as moedas virtuais, é que o seu uso não é regulamentado no Brasil. Apesar de serem comercializadas no país, elas não são emitidas por nenhuma autoridade monetária brasileira, e com isso, o risco fica todo para os detentores.

Bolha Financeira
Atualmente existe uma grande quantidade de investidores aplicando dinheiro em Bitcoin e conseguindo retornos em um curto tempo. E este crescimento bastante acelerado pode dar início a uma bolha financeira e, caso estoure, muitos investidores podem sofrer grandes prejuízos.

As perdas não são garantidas pelo FGC
Caso a empresa que disponibilizou as criptomoedas anuncie a sua falência, então o investidor não consegue o seu dinheiro de volta pois não existe nenhum órgão, como o FGC, que garante a devolução de uma quantia de dinheiro.

Moeda sem lastro
Como Bitcoin é uma moeda apenas digital, então não é possível comprovar o seu real valor. Igual acontece com a moeda tradicional que o seu valor é medido perante as atividades econômicas, por exemplo.

Não existe limite de oscilação diária
O Bitcoin é um investimento com preço imprevisível pois sofre bastante oscilação. Em seu histórico de preços, esta moeda já apresentou em um único dia oscilações acima de 20%.

Este tipo de oscilação não se encontra na Bolsa de Valores (B3) porque o pregão seria interrompido quando a volatilidade atingisse os 10%. Esta paralisação é bastante benéfica pois protege a economia do país. Já os bitcoins, o investidor fica sujeito aos riscos fora dos padrões.

Se você estiver buscando investimentos que possuem chances de altos retornos e não o expõem a tamanho risco, como o mercado das criptomoedas, a Bolsa de Valores pode ser uma alternativa interessante. Além de diversificar sua carteira, terá todo o resguardo da regulamentação como aliado.

Aprenda a investir na Bolsa de Valores em menos de 1 hora. Assista grátis

Para os aventureiros que desejam conhecer mais desse mercado, apresentaremos como funciona e como investir no mercado de criptomoedas. Vamos lá?

O que é Bitcoin?

Antes de aprender como investir em Bitcoin, é interessante que você entenda o que é esta moeda digital e como ela funciona.

O Bitcoin (BTC) é considerada a primeira moeda digital descentralizada da história. Ou seja, é uma moeda que opera independentemente de uma instituição financeira, de um banco ou de um país.

Acredita-se que o BTC foi criado em 2009 pelo japonês Satoshi Nakamoto, mas essa informação nunca foi confirmada. Sua principal característica o difere das moedas convencionais é que ele não existe fisicamente. Todo seu funcionamento no mercado é 100% digital.

Quando foi criado, um protocolo foi divulgado informando o volume máximo de Bitcoins: 21 milhões. Para muitos investidores esta limitação fará com que o BTC seja mais valioso ao longo do tempo.

Saiba como investir em Bitcoin

como investir em bitcoin - btc
| Não existe mistério para investir em Bitcoin. De forma resumida: o investidor ganha com a valorização e perde com a desvalorização.

Agora que você já entendeu o significado desta moeda digital, aprenda como investir em Bitcoin. Aproveite para conhecer algumas opções que você pode utilizar para realizar as negociações dessas criptomoedas. Mas antes, veja se ainda vale investir nessas moedas:



Como investir em Bitcoin pelas Exchanges

O local mais utilizado para comprar Bitcoin seria através das plataformas conhecidas como exchanges. O processo de abertura de conta nestas "corretoras" é bastante simples: geralmente é preciso apenas de um CPF válido e um formulário de identificação preenchido.

Existem corretoras que pedem aos investidores que enviem uma foto dos documentos para validar o cadastro. Apenas com a conta ativa que um e-mail será enviado com endereço e código QR para o investidor começar a realizar as transações.

Mas antes de começar a investir é preciso que a conta tenha saldo. A maioria das corretoras aceitam pagamento por transferência bancária, cartão de crédito ou débito.

Se você deseja investir em Bitcoin através das exchanges, recomendamos que tome cuidado e não aposte todo o seu dinheiro em uma única empresa. Como elas não são regulamentadas, caso aconteça algum erro no servidor ou um ataque cibernético, você não possui qualquer garantia de receber as moedas de volta.

Em contrapartida, as corretoras do mercado financeiro tradicional, utilizadas para investir na Bolsa de Valores e em outros investimentos, são sempre regulamentadas pelo Banco Central. Neste caso fica mais fácil e seguro diversificar a sua carteira.

Comprar Bitcoin por negociação P2P

A negociação P2P é nada mais que as negociações diretas entre pessoas. Muitos investidores utilizam este tipo de negociação por considerarem mais prática ou já conhecerem o vendedor.

O site LocalBitcoins é conhecido no mercado pelas negociações peer to peer (P2P) para Bitcoin. Nele, é possível visualizar a lista de compradores e vendedores e ainda escolher a melhor opção para o momento.

Apesar da ferramenta amenizar o risco sobre as negociações completamente livres, muitos investidores já perceberam que colocar todo o dinheiro a ser investido em uma única opção não é uma boa estratégia. Pelo contrário, construir uma carteira diversificada é um dos segredos para conseguir sucesso no mercado financeiro.

Adquirir BTC através da Casa de Câmbio

O processo de transação na Casa de Câmbio é bastante simples. O investidor vai precisar informar suas próprias ordens de compra e venda de Bitcoins.

A abertura de conta é um pouco complicada e algumas informações privadas do investidor ficarão disponíveis na plataforma. Portanto, é interessante que se faça a escolha certa da Casa de Câmbio.

Obter Bitcoin em caixa automático convencional

Uma forma mais prática de investir em Bitcoin é através de caixas automáticos convencionais, como aqueles presentes em bancos. Por mais que ainda não seja muito comum, em alguns lugares, como a Suíça, a Ucrânia e a Espanha, já existem essas máquinas, mas a taxa cobrada é relativamente elevada, chegando de 3% a 6% por operação.

É importante lembrar que antes de criar sua conta e começar a investir, é necessário avaliar se esta moeda digital é realmente compatível com o seu objetivo financeiro. Se você não se sente seguro em aplicações que oferecem muitos riscos, então Bitcoin não seria uma boa opção para você.

Neste caso, conheça alternativas mais seguras e consolidadas. O mercado financeiro tradicional está repleto de opções para todos os tipos de perfil de investidor.

Conheça investimentos mais populares do mercado 
Baixe o guia completo

Veja como armazenar seus Bitcoins

investir em bitcoin - btc
| As carteiras de Bitcoin são responsáveis por armazenar as chaves privadas da transação.

Após entender como investir em Bitcoins, você deve estar se perguntando sobre onde as criptomoedas ficam armazenadas após a transações.

Diferente da carteira de bolso convencional, as carteiras de Bitcoin armazenam as chaves digitais criptografadas que são utilizadas para acessar os endereços de Bitcoin públicos. Isto é, quando você envia Bitcoin a carteira transfere a propriedade das moedas digitais para o endereço público de uma outra carteira. Não existe troca real de moedas virtuais.

É possível ter diversos tipos de carteira Bitcoin, sendo que as principais são:

  • Desktop
  • Móvel
  • On-line
  • Papel
  • Hardware

Carteira para Desktop

Caso a sua escolha seja a carteira para Desktop, então você vai precisar baixar e instalá-la em seu computador. Muitos escolhem este tipo de carteira pois não precisam de dados de terceiros.

Confira abaixo algumas carteiras de Desktop:

  • Electrum: A Electrum foi criada em 2011 e é uma carteira de fácil utilização, tanto que é recomendada para os iniciantes e também para os usuários mais avançados. Ela utiliza poucos recursos da máquina e é possível recuperar a carteira através da senha pessoal.
  • Bitcoin Core: Esta carteira de bitcoin é considerada como uma das mais completas, além de oferecer segurança de alto nível. Entretanto, ela exige que o computador tenha grande espaço no HD, uma vez que consome bastante memória.
  • BitGo:As transações realizadas nesta carteira necessitam de duas chaves privadas, desta forma os bitcoins ficam protegidos de malwares e ataques de servidor.

Carteira Móvel

Existe uma variedade de carteiras para telefones. Veja a seguir algumas que aceitam o sistema operacional Android e iOs.

  • Mycelium: Mycelium é uma das carteiras mais conhecidas e utilizadas pelos investidores que possuem telefone Android. É extremamente fácil enviar e receber pagamentos, além de realizar o backup da carteira.
  • Breadwallet: Esta carteira pode ser utilizada tanto para iOs, quanto para Android. Ela possui uma interface fácil e simplificada, além de ser projetada para proteger os bitcoins de malwares e falhas na segurança.
  • Airbitz: Airbitz também é uma carteira que pode ser utilizada tanto para iOs, quanto para Android. O interessante desta carteira são os backups realizados automaticamente, deixando o investidor despreocupado com esses aspectos técnicos.

Carteira On-line

As carteiras para Bitcoin online possuem a vantagem de serem acessadas a partir de qualquer dispositivo que esteja conectado à internet.

Veja algumas carteiras web para você investir em Bitcoin:

  • GreenAddress: Esta carteira é conhecida como multi-assinatura, isto é, o investidor vai precisar confirmar manualmente a movimentação das suas moedas. Isto é bastante interessante pois aumenta a segurança do investimento.
    O GreenAddress possui versão para web, desktop e é compatível para Android e iOS.
  • Xapo: A carteira Xapo possui cartão de débito onde o investidor poderá utilizar os seus Bitcoins em estabelecimentos comerciais, além de poder sacar dinheiro em caixas 24 horas.
  • Coinbase: Muito parecida com o PayPal, a carteira Coinbase tem o seu funcionamento online. Além disso, ela funciona como exchange pois é possível comprar e vender Bitcoin.

Carteira de Papel

Existe a opção de investir em bitcoin através de uma carteira de papel. Este documento possui as cópias das chaves públicas e privadas da carteira. Na maioria das vezes este papel conterá o QR code, no qual facilita as transações de compra e venda.

Confira algumas opções para este tipo de carteira:

  • BitcoinPaperWallet.com:
    Além do documento ser resistente à violação, existe a opção de encomendar etiquetas holográficas para confirmar a veracidade dos dados.
  • Bitadress.org: Assim que a carteira estiver criada, o investidor poderá realizar a impressão da carteira em sua própria casa. Não existe burocracia e medidas de segurança para a impressão.
  • Wallet Generator: A criação da carteira no Wallet Generator é bastante simples. É preciso apenas mover o mouse sobre o navegador. As chaves públicas e privadas são criadas aleatoriamente e exibidas na tela para a impressão.

Carteira de Hardware

Este tipo de carteira foi a primeira a surgir para o Bitcoin. Ela é considerada segura e a carteira fica armazenada no próprio computador do investidor.

A carteira de hardware não é gratuita, porém alguns investidores acreditam que vale a pena investir em uma máquina potente para potencializar seus ganhos em Bitcoin.

A carteira mais conhecida é a Trezor. Ele é um pequeno dispositivo que se conecta ao computador através da porta USB. Ele é responsável por armazenar com segurança os Bitcoins.

Quando estiver procurando a carteira ideal para as criptomoedas, procure entender a fundo o seu funcionamento, familiarize com as funcionalidades e não esqueça de fazer backups, por exemplo.

Certos procedimentos podem evitar que ocorra perdas de Bitcoins. Lembrando que alguns investidores já sofreram prejuízos por esquecerem a senha de acesso, formatarem disco rígido sem a realização do backup, ou perderem o pendrive.

Agora que você já conheceu as variadas carteiras de Bitcoin e como investir em cada uma delas, descubra a melhor maneira de aplicar seu dinheiro em outras diversas modalidades.

Monte grátis sua carteira de investimentos. Teste grátis