Aporte mensal é a quantia em dinheiro que você aplica todos os meses nos investimentos da sua carteira de longo prazo, sejam esses investimentos de Renda Fixa ou Variável.

Rentabilidade, aportes e tempo. Esses são os três principais fatores para quem investe visando o longo prazo, isto é, buscar o melhor rendimento durante décadas. Para potencializar essa máxima, quanto maiores e mais regulares forem os valores que você aplica todos os meses, maiores tendem a ser os ganhos.

Quem investe com regularidade tem muito mais chances de ganhar mais no longo prazo do que quem não o faz, mesmo que a rentabilidade seja menor.

Nesse conteúdo, você aprenderá o que são esses aportes mensais, a importância de manter a sua frequência e que diferença isso fará no seu patrimônio a longo prazo. Leia até o final e descubra essas respostas e aproveite para fazer a sua aplicação deste mês.

Nova call to actionAproveite o jeito mais fácil de investir agora mesmo Faça seu cadastro grátis na Toro

O que é aporte mensal?

A maioria das pessoas no Brasil possui dívidas e não tem o costume de economizar para investir. Então, se você está com as finanças em dia, possui uma reserva de emergência e realiza investimentos, já está à frente da grande parte da população.

Além disso, é importante investir com regularidade, isto é, assim que você recebe a sua principal fonte de renda, o que, no caso da maioria das pessoas, ocorre mensalmente.

O aporte mensal é o valor que você investe todos os meses em aplicações de Renda Fixa ou Variável com o intuito de obter maiores ganhos no longo prazo.

Portanto, o ato de investir todos os meses possibilita que seus ganhos sejam ampliados, seja pelo hábito de economizar com regularidade, como fazer os juros compostos trabalharem mais intensamente ao seu favor, como veremos adiante.

Para ter mais facilidade em realizar os aportes todos os meses, o ideal é que você tenha um planejamento financeiro bem construído. Confira, no vídeo a seguir, as principais dúvidas sobre o tema:

Invista com segurança e com a melhor orientação do mercado  Fale com a Assessoria da Investimentos da Toro

Assim sendo, você terá mais chances de enriquecer por meio das alternativas do mercado se tiver pleno controle das suas finanças e aportar em bons investimentos financeiros com regularidade. 

Por que fazer aportes mensais?

Para quem não possui um patrimônio grande para realizar um investimento volumoso, pode parecer desvantajoso investir com regularidade.

Contudo, por meio dos juros compostos, os aportes mensais podem trazer grandes retornos no futuro. Então, ao investir todos os meses, você tem as seguintes vantagens:

  • Ampliar o efeito dos juros compostos no seu patrimônio no longo prazo.
  • Criar o hábito de economizar e investir em boas aplicações.
  • Chegar mais rápido aos seus objetivos de investimentos.
  • Aumentar a diversificação da sua carteira.
  • Sofrer menos com as tendências de baixa e volatilidade do mercado.
  • Ter mais controle no equilíbrio das suas posições.
  • Fazer investimentos condizentes com seu perfil de investidor.

Fórmula dos juros compostos com aporte mensal

Por falar em juros compostos, vamos observar como os aportes mensais trabalham a seu favor do ponto de vista matemático. Observe a seguir a fórmula dos juros compostos, considerando os aportes mensais:

Valor final = APT x [(1+i)n –1] ÷ i

Em que:
APT: valor do aporte mensal
n: número de meses
i: taxa de rentabilidade mensal (10% = 0,10, por exemplo)



Perceba que o valor final, isto é, o tamanho do seu patrimônio no longo prazo é multiplicado pelo aporte mensal.

Em outras palavras, quanto maior for o seu aporte mensal, maiores serão os ganhos no longo prazo.

Além disso, note também que o tempo entra como uma potência nesta equação. Por isso, os efeitos dos juros no longo prazo são tão impressionantes, pois, quanto mais tempo seu dinheiro ficar investido, maior será o seu patrimônio.

Dado que o tempo é um fator exponencial nos juros compostos, ele tem tanta importância quanto a taxa de rentabilidade e, por vezes, chega a ser até mais relevante.

Por essa razão é que os investimentos que você realiza todos os meses, mesmo em valores pequenos em momentos de dificuldade, fazem diferença ao final de décadas, pois mantém a média dos aportes com consistência. 

Agora que você já conhece os efeitos demonstrados pela matemática, veja no gráfico a seguir como maiores portes mensais trazem melhore retornos. 

Muitas pessoas desistem nos primeiros anos, pois a diferença entre o retorno é pequena, independente do tamanho do aporte. Note a proximidade das linhas no gráfico até o 100º mês.

Porém, como a fórmula dos juros compostos é uma equação exponencial, com o tempo as diferenças começam a se tornar mais evidentes e extraordinárias. Observe a diferença final entre quem investiu R$250 por mês contra quem investiu R$1.000 mensais durante 30 anos, considerando a mesma taxa de rentabilidade. 

Tenha ajuda profissional para alcançar seu sucesso Fale com nossos Assessores  certificados

Como fazer aportes mensais?

Como dissemos anteriormente, o primeiro passo para realizar os aportes mensais é ter um bom planejamento financeiro e uma reserva de emergência construída. 

Veja a seguir algumas dicas para realizar os seus aportes mensais de modo inteligente e  coerente com o que você busca nos investimentos. 

1. Defina objetivos

O primeiro fator a considerar é o objetivo do investimento: comprar uma casa, fazer uma viagem, economizar para a aposentadoria, alcançar a liberdade financeira, etc. Se você já conhece o valor final, fica mais fácil descobrir quanto aportar mensalmente dadas as taxas de rentabilidade. Portanto, não aplique sem antes ter uma estratégia de investimentos bem orientada.

2. Faça a diversificação

Além disso, é também necessário pensar na diversificação de seu portfólio de investimentos, para que não fique muito concentrado em poucos tipos de investimentos e sua carteira se torne pouco segura e variada. Logo, os aportes mensais também podem ser usados para aumentar a diversificação do seu patrimônio.

3. Realize o balanceamento da carteira

Outro ponto relevante, sobretudo para quem já possui uma carteira diversificada, é pensar no rebalanceamento do portfólio. Isto é, com o tempo e com a valorização/desvalorização dos ativos, sua carteira pode ficar desequilibrada de acordo com o que você planejou no início. Então, você pode reequilibrar a carteira ao utilizar os aportes para comprar mais dos ativos que "ficaram para trás" ou se desvalorizaram.

4. Invista antes de gastar

Uma boa maneira de criar o hábito de investir e nunca esquecer de realizar o aporte mensal é fazê-lo assim que você recebe o salário. Com o percentual estabelecido, você faz a aplicação e o restante do dinheiro é usado para as suas contas mensais e demais gastos.

5. Reinvista os dividendos

Por fim, uma das melhores formas de fazer os aportes mensais crescerem é somá-los aos dividendos que recebe das ações e aos rendimentos dos Fundos Imobiliários. Então, quando receber esses proventos, junte-os ao seu aporte e reinvista todos os meses. Assim, você faz o dinheiro trabalhar para você, além de potencializar ainda mais o poder dos juros compostos. 

filtro-dividendos

Quais são as melhores ações que pagam dividendos? Acesse grátis e descubra agora

Quanto devo aportar mensalmente em meus investimentos?

Como dissemos anteriormente, quanto maior o aporte, maiores os ganhos. Mas é claro que não é possível investir 100% do que você ganha, pois possui as despesas e os gastos regulares.

Assim sendo, você pode estabelecer um percentual da sua renda para investir mensalmente e trabalhar planos para aumentar gradativamente.

Especialistas recomendam que você invista entre 10% e 30% da sua principal fonte de renda todos os meses visando os objetivos de longo prazo.

Além disso, o tamanho do aporte vai depender da taxa de rentabilidade envolvida. Observe o gráfico a seguir que ilustra quatro situações: aportes de R$500 por mês a 5% e 10% de rentabilidade ao ano e aportes de R$ 1.000 mensais nas mesmas rentabilidades. Perceba que ambas as variáveis afetam o resultado.

Logo, quanto maiores o aporte e a taxa de rentabilidade, mais rapidamente você chegará aos seus objetivos. 

Portanto, além de se preocupar se os seus investimentos estão apresentando uma boa taxa de rentabilidade anual, o investidor de longo prazo deve focar esforços também em maneiras de aumentar a sua capacidade de aportar cada vez mais todos os meses. 

Quer ter atendimento exclusivo com Assessores certificados? Acesse aqui e fale com o time de profissionais da Toro

Em qual investimento posso fazer aportes mensais?

Por fim, além de reinvestir os dividendos, você pode realizar os aportes mensais nos seguintes tipos de investimentos:

ONDE APLICAR OS SEUS APORTES MENSAIS:

  1. Ações e BDRs: compre novas ações e BDRs ou reforce as suas posições na Bolsa.
  2. Fundos de Investimentos: adquira ou aumente sua participação nos principais tipos de Fundos.
  3. Fundos Imobiliários (FIIs): compre mais cotas de FIIs para receber mais proventos e crescer seus aportes mensais.
  4. ETFs: use os ETFs para aumentar a diversificação da sua carteira de Renda Variável.
  5. Tesouro Direto: reforce suas posições com títulos públicos.
  6. CDBs: veja se o mesmo CDB que você já investiu continua disponível.


Estes são os principais tipos de aplicação que permitem que você invista mais de uma vez no mesmo produto financeiro. Mas é claro que pode incluir outros tipos de investimentos na sua carteira de modo a aumentar a diversificação.

Ademais, priorize as corretoras que não cobram taxas nos principais investimentos como a Toro, de modo que não haja impactos na rentabilidade final do seu patrimônio por gastos com corretagem.  

Antes de fechar essa página, confira no vídeo abaixo como começar a investir com a Toro, uma das corretoras mais modernas do mercado:

O jeito mais fácil de investir é na Toro Cadastre-se grátis e comece agora mesmo