Você certamente já ouviu falar sobre alavancagem, investir alavancado ou algum termo parecido com esses. No entanto, nem todo mundo entende o que eles significam de verdade.

No artigo de hoje, você encontrará uma explicação definitiva sobre o que é alavancagem e, principalmente, como ela funciona, além de descobrir as principais vantagens para quem investe. Acompanhe!

O que é alavancagem?

Antes de qualquer coisa, vamos entender o conceito geral da palavra. À primeira vista, logo pensamos em algo que exerce uma força sobre outro objeto, aumentando assim a potência colocada, como uma alavanca. Algumas ferramentas que funcionam dessa forma são: tesoura, alicate, abridor de garrafa, entre outras.

A alavancagem amplia a nossa força e permite mover objetos pesados com facilidade. E essa ideia funciona para seus investimentos.

Mas como isso seria possível? Simples: a alavancagem é a utilização de determinados recursos para aproveitar oportunidades de multiplicar seus resultados. Ela funciona como um limite de crédito, possibilitando que você invista um valor maior do que tem em conta. Ou seja, a partir de um pequeno esforço torna-se possível ampliar seus ganhos.

Entretanto, existem dois pontos que precisam ser mencionados. O primeiro é que investir alavancado exige uma margem de garantia. Isso significa que você precisa sinalizar que, caso haja prejuízos, você tem condições de pagá-los.

O segundo ponto é que, ao mesmo tempo em que esse recurso pode aumentar as chances de ter bons resultados nos investimentos, ela também proporciona o mesmo aumento nos riscos. Quer entender mais como é investir na prática?

Aprenda a investir na Bolsa de Valores em menos de 1 hora. Assista grátis

Como funciona a alavancagem na Bolsa de Valores?

De forma resumida, podemos dizer que ela funciona assim: digamos que você tenha R$7.000 para investir. De acordo com o limite de alavancagem total permitido pela sua corretora de valores, você poderia movimentar, por exemplo, até 8 vezes este valor, ou seja, R$56.000.

Com isso, você estaria movimentando muito mais do que tem em conta. A boa notícia é que, em caso de ganhos ou perdas, você só precisa pagar a diferença. Assim sendo, se o seu investimento resultar em 1% de lucro, você recebe 1% de R$56.000, ou R$560. E se o resultado for 1% de prejuízo, você também paga esse percentual de R$56.000, os mesmos R$560.


Uma informação que nem todo mundo sabe é que a alavancagem é uma estratégia que pode ser utilizada em vários tipos de investimento. No entanto, a maioria das pessoas que investe prefere aplicá-la na Bolsa de Valores utilizando-a em 3 casos diferentes. Veja só:

Alavancagem de curtíssimo prazo (Day Trade)

O Day Trade é uma modalidade muito comum para quem investe alavancado. O objetivo dessa operação é ter um lucro rápido, beneficiando-se de pequenas oscilações no preço das ações.

A estratégia aqui é realizar várias operações de curtíssimo prazo, que podem durar apenas alguns minutos. Muitas pessoas chegam a viver focadas nesse tipo de investimento, buscando metas diárias entre 2% ou até 4% de lucro em um dia.

Quer conferir quais oportunidades nossos analistas estão recomendando para esse momento? É bem mais fácil do que você imagina: com poucos cliques você já começa investindo em ações.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Alavancagem de Mercado Futuro

O Mercado Futuro também permite utilizar a alavancagem. Nesse caso, você não compra ou vende ações, mas sim contratos futuros, que podem ser de café, milho, boi gordo, índices ou até mesmo dólar. Em outras palavras, significa que você poderá investir em produtos negociados em todo o mundo.

Nesse mercado você poderá alavancar ainda mais o seu capital, em um limite muito maior do que em ações.

Lembrando mais uma vez que a alavancagem pode proporcionar ganhos maiores, mas os riscos também crescerão na mesma proporção.

Alavancagem na venda a descoberto (short selling)

Esse é o tipo de operação em que você pode ganhar com a queda de uma ação. Para que isso ocorra, é necessário vender um ativo e recomprá-lo quando ele estiver mais barato. O mais legal é que se for uma operação de curtíssimo prazo, ou seja, que dure menos de um dia, você pode fazer a venda a descoberto mesmo sem ter aquela ação em carteira.

Caso esse processo dure mais de um dia, será necessário alugar essa ação de alguém que a possua e, depois de recomprar, devolvê-la ao dono.

Como se prevenir dos riscos de alavancagem?

Agora, chegamos a um ponto crucial desta leitura, vamos começar a tratar dos riscos desse processo e o que você deve fazer para se prevenir. Afinal, a alavancagem oferece alguns riscos que você precisa conhecer e, principalmente, saber como evitá-los.

É necessário que você tenha uma estratégia muito bem definida contendo, inclusive, a possibilidade de perder um pequeno percentual do dinheiro no processo. Isso não significa que você vai entrar pensando na perda, mas sim que está se preparando para uma possível mudança de cenário e evitando perdas ainda maiores.

Também é essencial ter uma clara noção da situação atual do mercado. Investir às cegas ou com base em “achismos” não é uma boa ideia. Portanto, sempre utilize dados concretos extraídos de fontes seguras e conte com a ajuda de quem realmente entende do assunto.

Quando você toma esses cuidados e aplica a alavancagem de forma bem arquitetada e com visão estratégica, os resultados têm mais chances de sucesso e o que é melhor, eles podem te surpreender.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Quais são os outros tipos de alavancagem?

Agora que você entendeu o que é alavancagem, como se precaver dos riscos que ela gera, vamos conhecer um pouco mais sobre outras modalidades de alavancagem que também são comuns, especialmente em empresas.

Apesar desses modelos não estarem diretamente ligados ao mercado de investimentos, é importante que você os conheça para não confundir com nenhum outro conceito que mencionamos ao longo deste artigo.

Alavancagem financeira

Esse termo é frequentemente utilizado no meio empresarial. Basicamente, significa a possibilidade de uma empresa aumentar seus lucros, porém, sem que as despesas financeiras cresçam na mesma proporção. Em outras palavras, significa maximizar os lucros sem ter que investir mais dinheiro.

Alavancagem operacional

Esse tipo ocorre quando uma empresa deseja alavancar suas vendas criando novos produtos a partir de um financiamento ou empréstimo. Nesse caso, a expectativa é sempre que os lucros sejam maiores que os juros da operação.

Vale a pena investir alavancado?

A pergunta que fica no ar depois de ler isso tudo é a seguinte: será que vale a pena investir alavancado? A princípio, podemos afirmar que sim, vale a pena investir alavancado.

Além de ter uma expectativa de lucro maior, como foi mostrado ao longo deste artigo, quem utiliza esse recurso pode investir junto a grandes investidores, podendo observar como eles atuam e aprender bastante.

Entretanto, é sempre bom lembrar que essa é uma estratégia que demanda uma maior atenção ao risco. Por mais que seus lucros podem ser potencialmente maiores, isso vale também para seus prejuízos.

Portanto, quando mais planejamento, análise e estudos, maior será a sua chance de ter sucesso aplicando esse conceito.

Por fim, você aprendeu muito sobre o que é alavancagem no artigo de hoje, agora é hora de colocar todo esse conhecimento em prática. Comece a estudar em quais oportunidades poderá aplicar esse conceito, entenda os riscos e faça bons investimentos.

Aprenda a investir na Bolsa de Valores em menos de 1 hora. Assista grátis