Sabe o medo de investir na Bolsa de Valores causado pela possibilidade de perder dinheiro? Muitas pessoas o conhecem bem e até deixam de investir na Bolsa por causa dele. No entanto, existem muitas pessoas que encaram esse medo de frente porque sabem como diminuir os riscos na hora de investir.

Apesar de parecer algo inalcançável para investimentos de renda variável, você não leu errado.

Hoje, vamos falar sobre duas ordens que são usadas para determinar até qual ponto você pode perder ou até mesmo ganhar em uma operação.

Antes de começar a explicar o que é Stop Loss e Stop Gain, vamos te lembrar que os ativos negociados na Bolsa de Valores são caracterizados pela volatilidade dos preços, isso quer dizer que constantemente vemos os preços variando bastante de acordo com os movimentos do mercado.

É justamente por isso que acreditamos ser tão importante conhecer as formas de investir considerando essa movimentação e saber como suavizar os riscos que ela traz.

O que é Stop Gain e Stop Loss?

Se você atua já atua no mercado financeiro, provavelmente em algum momento ouviu falar sobre stop loss e stop gain. Em alguns casos, também se pode usar stop e objetivo para falar sobre esses mesmos mecanismos.

Essas expressões são muito conhecidas e usadas por quem investe com estratégia e segurança na Bolsa de Valores.

O que é Stop Loss?

O Stop Loss é uma ordem de venda programada para ser disparada automaticamente, caso o valor do ativo atinja o percentual de perda determinado pelo investidor.


Inscreva-se no nosso canal.

Como falamos, a volatilidade é algo presente nesse mercado, por isso, nem sempre um ativo tem o desempenho esperado.

Assim, a forma de evitar que você tenha um prejuízo que não seja controlado, é criar uma ordem de Stop Loss para que, ao chegar em um limite de perda definido por você, esse ativo seja vendido.

Chamamos o Stop Loss de limite de perda porque é ele que vai garantir que você não perca todo o dinheiro investido caso o cenário esperado não aconteça. Na renda variável, não há como saber antecipadamente qual será o resultado de uma operação.

Por isso, o Stop Loss é tão importante: ele é capaz de controlar o prejuízo, encerrando a operação antes que seja tarde demais.

Imagine que você comprou ações de uma empresa por R$50,00 acreditando na valorização deste papel no curto prazo. Contudo, o mercado apresentou um movimento que você não esperava e, rapidamente, essa ação começou a se desvalorizar.

Em pouco tempo, o ativo passou a custar R$48,00, registrando cerca de 4% de desvalorização. Se você tivesse comprado um lote de 100 ações, seu prejuízo seria de R$200.

E imagine que, nesse exemplo, o cenário foi tão negativo que as ações continuaram caindo e chegaram a custar R$40. As perdas seriam ainda maiores: de R$1.000.

Imagine esse exemplo com o Stop Loss. Vamos supor que você se dispôs a perder apenas 2%, e estabeleceu esse limite de perda na hora de investir.

Dessa forma, assim que as ações chegassem ao preço de R$49,00 elas seriam vendidas automaticamente. Com isso, seu prejuízo seria de R$100.

Parece estranho aceitar perder dinheiro, não é? Mas é melhor perder menos do que perder tudo, concorda?

O Stop Loss é uma forma de você suavizar seu risco e ter domínio sobre a situação, evitando que o movimento do mercado gere prejuízos maiores para você.

O que é Stop Gain

A ordem de Stop Gain funciona de uma forma muito parecida com a de Stop Loss. A diferença entre eles é que o Stop Gain te ajuda a vender um ativo quando o valor estiver dentro do que você espera, evitando que uma possível desvalorização prejudique seus lucros.

Apesar de parecer meio estranho o fato de limitar seus ganhos, faz muito sentido.

Afinal, um ativo não vai apresentar valorização para sempre, portanto, você precisa aproveitar esse momento antes que o cenário positivo acabe.

Veja como isso funciona em um exemplo: imagine que você comprou ações por R$50,00. Observando os movimentos do mercado, você percebeu que há boas chances da ação chegar a R$51,00 antes de começar a se desvalorizar. Então, você determina a ordem de Stop Gain no patamar de R$51,00. Assim, caso a ação chegue a esse valor, a ordem será disparada e sua ação será vendida automaticamente.

Percebe a vantagem que essa ferramenta oferece? O Stop Gain é uma forma de garantir que você consiga um resultado positivo com seus investimentos na Bolsa, evitando que uma mudança do mercado interfira no seu planejamento e atrapalhe seus rendimentos.

Outra forma de utilizar o Stop Gain é quando você estiver investindo na queda de uma ação.

Isso significa que você está esperando uma ação cair de preço para comprá-la mais barata. Assim, esse mecanismo ajuda a evitar que a ação se valorize além do esperado.

Portanto, podemos dizer que os mecanismos de Stop Loss e Stop Gain são fundamentais para proteger seus investimentos e aumentar suas chances de sucesso. Para você conseguir investir na Bolsa de Valores com segurança, é preciso entender esses limites e saber suavizar os riscos.

Além disso, a chave para o sucesso é aprender sempre e entender que o mercado é bastante dinâmico. Esse aprendizado é que vai te ajudar a investir para aproveitar essa movimentação constante.

Aprenda a ganhar dinheiro na Bolsa de Valores
Seja um trader vencedor e mude seu estilo de vida

Como utilizar as ordens de Stop Loss e Stop Gain

Agora que você já sabe o que é Stop Loss e Stop Gain, é importante saber como utilizar esses mecanismos para proteger seus investimentos.

O primeiro passo é compreender que Stop Loss e Stop Gain são ordens que devem ser estabelecidas na hora que você vai investir.

Como já explicamos, o Stop Loss é a garantia de que perdas serão paralisadas imediatamente, impedindo que se transformem em um problema ainda maior. Dessa forma, ao fazer um investimento, a definição de um limite de perda já deve estar presente no planejamento.

Já o Stop Gain, é a garantia de que você não vai perder um momento em que seus ativos estiverem valorizados da forma como você espera.

Isso também deve ser definido no planejamento, para que você não deixe passar uma boa oportunidade de atingir bons resultados.

Com isso, você precisa definir o Stop Loss e Stop Gain diretamente na plataforma da corretora de valores. Achou complicado fazer isso por conta própria? Tranquilo. Aqui na Toro, você consegue configurar essas ordens de uma maneira bem simples, rápida e eficiente.

Ao escolher uma oportunidade recomendada pelo nosso time de especialistas, você tem acesso às principais informações sobre ela.

Antes de investir, você pode adequar o valor que quer aplicar e os limites de perda e de ganho são recalculados de acordo com a quantia que você definiu. Isto é, o Stop Loss e o Stop Gain são ajustados automaticamente nas nossas recomendações.

Desse jeito, você já investe sabendo o quanto você pode ganhar, e, principalmente, o máximo que pode perder caso o cenário esperado não aconteça. Portanto, você consegue aproveitar as melhores oportunidades do mercado e ainda se prepara de forma estratégica para lidar com possíveis mudanças.

Descubra as ações mais interessantes do momento
Explore o mercado

Qual a diferença entre Stop Loss, Stop Gain e Stop Móvel?

Já falamos aqui sobre Stop Loss e Stop Gain, agora chegou a hora de falarmos sobre um outro tipo de ordem que você pode encontrar no mercado financeiro: o Stop Móvel.

Você se lembra que explicamos que Stop Loss é um limite de perda e o Stop Gain é um limite de ganho, certo?

Diferentemente dos mecanismos que falamos lá em cima, o Stop Móvel é um tipo de ordem que permite automatizar o ajuste do seu Stop Loss à medida em que o preço do ativo varia. Ele é interessante porque protege o seu lucro ou diminui a sua perda.

Como funciona na prática? Bem, antes de mais nada, precisamos entender 4 conceitos para posicionar o Stop Móvel:

  • Preço de disparo = limite em que sua ordem de Stop Loss será enviada.
  • Preço ou preço limite = preço da ordem enviada quando é atingido o seu preço de disparo.
  • Preço de início do Stop Móvel = valor que o ativo deve atingir para que o Stop Loss seja ajustado.
  • Ajuste = valor que será usado para ajustar o Stop Loss.

Lembra do exemplo que usamos nos blocos anteriores? Imagine uma ação da Petrobras a R$50 e você acredita que, diante dos dados que viu do mercado, ela vai se valorizar. Para utilizar o Stop Móvel, você pode definir o seu Stop Loss com preço de disparo em R$48 e o limite em R$47,50.

Nesse caso, o preço de início do Stop Móvel seria definido em R$52,00 e o preço de ajuste a R$0,50. Seguindo o que você havia planejado, as ações PETR4 evoluíram e chegaram a R$52,00. Com isso, o preço de disparo do Stop Loss será ajustado em R$0,50 para R$48,50 e o preço limite para R$48,00.

Desse momento em diante, a valorização dessa ação acima de R$52,00 poderá ajustar o Stop Loss novamente.

No entanto, precisamos destacar um
detalhe: cada corretora pode definir regras específicas para esse mecanismo.

Então, é sempre bom conversar com um profissional da sua corretora antes de começar a investir.

Viu só como entender sobre o funcionamento desse mercado pode te ajudar a proteger seus investimentos e aumentar suas chances de ter melhores resultados? É por isso que sempre batemos na tecla de que aprender é fundamental.

Faça o curso completo de como ganhar dinheiro na Bolsa
Descubra o segredo dos traders de sucesso

Cuidados para usar Stop Loss e Stop Gain na Bolsa de Valores

O principal ponto de atenção que você deve ter na hora de executar ordens de Stop Loss e Stop Gain diz respeito ao valor a ser programado. Muitas pessoas que investem na Bolsa de Valores costumam criar regras sobre o valor exato, porém é preciso sempre considerar o seu objetivo e a sua tolerância ao risco.

Falamos sobre a definição desses mecanismos de acordo com o valor de um ativo e seu potencial de valorização, mas é preciso considerar também o risco e o retorno que ele pode oferecer.

Normalmente, investimentos mais arrojados possuem maiores riscos, mas podem oferecer melhores rendimentos também.

Novamente, vale sempre analisar até que ponto você tem disposição para se expor a esses riscos em busca de resultados melhores.

Apesar de serem muito importante para a segurança de uma operação na Bolsa de Valores, alguns investidores não utilizam o Stop Loss e Stop Gain por achar que eles atrapalham os ganhos.

Essas ferramentas são importantes e devem ser utilizadas sempre para aumentar a segurança do seu investimento.

Pense no cinto de segurança que você usa quando está passeando de carro. Ele pode até causar certo incômodo, mas você sabe que ele pode salvar a sua vida caso ocorra um acidente.

No caso do Stop Loss e Stop Gain, a ideia é parecida. Ajustá-los pode parecer uma tarefa chata, mas quando usados da forma certa eles podem evitar grandes prejuízos para o seu bolso.

Um outro ponto de atenção é o momento certo para a execução dessas ordens. É comum encontrarmos casos de pessoas que não tiveram sucesso ao executar ordens de Stop Loss e Stop Gain por problemas com o horário programado.

Essas ordens devem ser programadas durante o pregão da Bolsa de Valores. Se você programar em um horário que a Bolsa não esteja funcionando, provavelmente sua ordem não será válida e você não conseguirá limitar sua perda.

Não tem como negar que Stop Loss
e Stop Gain ajudam você a cuidar
melhor dos seus investimentos.

Vale destacar que você não está livre do risco e esses mecanismos não vão impedir que você tenha perdas. Porém, é possível se programar para controlar esses prejuízos, quando eles surgirem.

Existe um mito de que é impossível investir na Bolsa de Valores com segurança e que os resultados dependem apenas da sorte. Este pensamento é completamente equivocado e pode ser combatido com estratégia e conhecimento sobre o mercado.

Observando o mercado com atenção é possível saber a hora certa de investir e o método correto para assegurar seu investimento.

A boa notícia é que você não precisa
fazer isso tudo por conta própria.

A Toro facilitou a forma que você investe na Bolsa de Valores. Usamos toda experiência que nossos profissionais possuem para analisar as melhores oportunidades do mercado e passar para você, assim fica mais fácil encontrar alternativas que podem gerar bons resultados.

Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado