Marcação a mercado é a atualização diária da precificação dos investimentos de Renda Fixa, ativos de Renda Variável e Fundos de Investimentos.

Mesmo que seja chamada de "Renda Fixa", o investidor já deve ter notado que suas aplicações variam de preço diariamente antes do vencimento. Isso ocorre devido ao importante conceito de marcação a mercado, tão seguido por investidores, assessores e analistas.

A Renda Fixa pode não ser tão "fixa" assim, uma vez que pode estar atrelada a um indexador variável e o preço do título pode ser outro, se resgatado antecipadamente.

Neste conteúdo, você entenderá o que é a marcação a mercado, como ela funciona, conferir exemplos na prática e como isso te ajuda a entender melhor a sua carteira de investimentos. Leia até o final e fique por dentro de tudo sobre esse assunto.

Descubra grátis a melhor oportunidade da Renda Fixa hoje Que tal um plano de investimentos personalizado para você? Clique aqui e  invista com ajuda de experts

O que é marcação a mercado?

Primeiramente, vamos entender o que é a marcação a mercado (MaM) e porque esse conceito é importante para quem investe em produtos do mercado financeiro.

A marcação a mercado é a reprecificação diária feita a partir da atualização dos valores dos investimentos de Renda Fixa, produtos da Bolsa de Valores e cotas de Fundos de Investimentos.

Logo, é um conceito proveniente da matemática financeira para atualizar "a valor presente" o preço de um determinado ativo.

Como se trata de um ajuste diário, ela pode ocorrer mudando os preços tanto para baixo quanto para cima, de acordo com os fatores envolvidos que conheceremos no decorrer do artigo. 

✅ Importante: para quem investe em Renda Fixa, é preciso estar atento à marcação a mercado, uma vez que esse será o principal fator para o investidor que quiser resgatar um título antecipado, isto é, antes da data de vencimento.


Em outras palavras, o investidor sabe o quanto receberia se vendesse a sua aplicação ou cota de Fundo naquele determinado momento, ou seja, antes do prazo final.

No vencimento, o investidor recebe a rentabilidade contratada no momento da aplicação, no caso dos melhores investimentos de Renda Fixa. Ou seja, quem vai levar os seus títulos até a data final não precisa se preocupar com a marcação a mercado.

Portanto, isso garante ao investidor uma proteção a mais pela transparência e facilidade de acompanhamento das suas carteiras e projetar se vale ou não fazer o resgate antecipado em caso de necessidade.

Por isso, é tão importante também ter a sua reserva de emergência para que você não precise mexer nos seus investimentos se precisar de dinheiro para um imprevisto.

Quais são os melhores títulos do Tesouro Direto para investir hoje? Pesquise grátis e descubra agora

Como funciona a marcação a mercado?

Como a marcação a mercado funciona de modo a precificar todos os dias um título dadas as condições existentes no mercado, o valor que o título foi comprado – no passado – não importa para atribuir o valor hoje. Em geral, vão pesar as expectativas dos investidores no presente.

O mercado considera os seguintes fatores na precificação dos ativos, sobretudo para os títulos de Renda Fixa (Tesouro Direto, CDBs, LCI, LCA, etc) e Fundos de Investimentos:

Fator Impactos na marcação a mercado
Oferta e procura Resultado da valorização e desvalorização dos títulos quando negociados no mercado secundário (quando os investidores negociam entre si após o lançamento do ativo no mercado primário).
Liquidez Quanto maior a liquidez, menor a chance de defasagem entre o pedido de resgate antecipado e o valor recebido.
Perspectivas de altas ou baixas na taxa Selic Os títulos podem variar para cima ou para baixo de acordo com a expectativa do valor da taxa Selic no futuro.
Variação da taxa DI (ou "taxa do CDI")
Inflação A alta na inflação pode fazer com que o Banco Central altere a taxa de juros e mexer com a atratividade dos títulos atrelados ao IPCA.
Efeito manada Momentos de pânico ou euforia podem fazer com que haja movimentos de manada no mercado, pesando no equilíbrio entre compradores e vendedores.
Acontecimentos políticos e do mercado externo Fatos que podem levar os investidores estrangeiros a querer comprar ou vender determinados títulos nacionais. 
Expectativas do mercado quanto ao futuro da economia Nível de certeza ou incerteza econômica pode fazer os investidores a procurar ou evitar os títulos de Renda Fixa, mexendo com a oferta x demanda. 
Variação de um índice (benchmark) do mercado Atualização do valor das cotas dos Fundos de acordo com o valor dos ativos em carteira


Portanto, a marcação a mercado ocorre ajustando os preços de modo positivo ou negativo, de acordo com os fatores que tornam determinada aplicação mais ou menos atrativa.

Desse modo, avalie muito bem se vale a pena liquidar um título de Renda Fixa antes do vencimento, pois ele pode valer menos do que se levado até a data final.

Exemplo de marcação a mercado

Como dissemos, esse conceito só é válido na Renda Fixa em caso de resgate antecipado. Por exemplo, se você compra um título de 5 anos e, no 3º ano, precisa sacar o dinheiro, seu ativo será marcado a mercado de acordo com o valor do dia.

Confira, na imagem abaixo, um exemplo de marcação a mercado de um título do Tesouro Direto prefixado entre 2019 e 2020.

A linha verde representa a rentabilidade do investimento até o final do prazo do investimento (teórico). Com a marcação a mercado, a linha vermelha representa o valor do título caso o investidor decidisse vender antes de terminar o prazo da aplicação.

exemplo-de-marcacao-a-mercadoFonte: Tesouro Direto

Neste exemplo, havia uma expectativa de redução da Selic, o que tornou o título mais desejado e valioso, caso fosse vendido pelo investidor antes de vencer.

Perceba que, mesmo com as oscilações do mercado, na data do vencimento, as linhas se encontram, pois é a que foi contratada pelo investidor no início da aplicação.

Como funciona a marcação a mercado no Tesouro Direto?

No Tesouro Direto, a marcação a mercado vai depender das perspectivas futuras do indexador que guia a rentabilidade de cada título, isto é, da variação de acordo com o IPCA ou com a Selic, no caso dos pós-fixados (aqueles que pagam esses indexadores mais uma taxa de juros).

Em geral, os títulos vão valer mais ou menos de acordo com a expectativa sobre a inflação e a Selic.

No caso dos prefixados, como vimos acima, é o valor da Selic que vai determinar a atratividade desses títulos. Se a rentabilidade do título era X e a previsão é que a Selic caia abaixo de X, então esse título fica mais valioso, pois remunera melhor que a Selic.

Como funciona a marcação a mercado nos Fundos de Investimentos?

Já para os Fundos de Investimentos, a marcação a mercado ajusta o valor da cota, isto é, o valor que você pagou em cada parcela de participação no patrimônio do Fundo.

Dessa maneira, caso o investidor queira sair desse Fundo, ele receberá o valor de acordo com a precificação da cota no último dia de cotização (conversão das cotas em dinheiro) do período do pedido de resgate.

Por isso, os Fundos com prazos de resgate maiores, podem gerar uma diferença financeira entre o dia do pedido e o dia que o dinheiro volta ao investidor.

Esse também é um mecanismo de proteção ao investidor que pode ser justamente remunerado conforme a sua proporção no patrimônio do Fundo, seja lá qual for o número de investidores que entrarem ou saírem.

Quer entender mais sobre os Fundos de Investimentos, então assista a este vídeo especial com a nossa Analista Paloma Brum:

Encontre o melhor Fundo para investir agora Faça sua pesquisa grátis

Onde investir na Renda Fixa este ano?

Quer saber quais são os melhores investimentos de Renda Fixa dado o cenário econômico e a taxa de juros para este ano? Então confira, no link a seguir, um conteúdo especial que os nossos Analistas preparam para você.

Nesta série, você conhecerá quais são as melhores aplicações para construir sua carteira de Renda Fixa, ações, BDRs, Fundos de Investimentos, Fundos Imobiliários e muito mais.

Que tal um plano de investimentos personalizado para você? Clique aqui e  invista com ajuda de experts Em 2022, invista como um especialista de mercado Veja os ativos selecionados  para vencer este ano