Aprenda tudo sobre a Bolsa de Valores com a série da Toro: Como começar a investir na Bolsa

Começar alguma coisa nem sempre é tarefa fácil. Sair da rotina e aprender algo novo pode deixar muitas pessoas de cabelo em pé. Mas quase sempre uma mudança significa algo muito bom.

A famosa expressão “sair da zona de conforto” muitas vezes indica uma transformação para melhor. É aquela força de vontade para vencer a preguiça e ir à academia, ou aquela voz de cautela que te impede de comprar algo por impulso, só porque está com o preço mais baixo.

Se você vive pensando no futuro e quer aprender como começar a investir hoje para garantir uma vida mais tranquila lá na frente, chegou a hora. Este é o primeiro artigo da série: Como começar a investir na Bolsa.

Ao longo deste texto e de todos os outros que preparamos, você vai aprender a se tornar um investidor de Bolsa. Nosso principal objetivo é te mostrar que essa modalidade não é tão complicada quanto parece e desejamos que, ao final da série, você se sinta confortável para começar a investir na Bolsa de Valores.

Conheça os outros artigos da série:

Série Como começar a investir na Bolsa
2) Perfil de investidor 8) Como investir em ações
3) O que é Bolsa de Valores 9) Comprar ações
4) O que é Ibovespa 10) Carteira de ações
5) Como investir na Bolsa com pouco dinheiro 11) Day Trade - o que é
6) Como investir dinheiro com segurança 12) Investimento de longo prazo
7) Tipos de ações 13) Como ficar rico investindo

 

Como começar a investir

Às vezes, o primeiro passo parece o mais complicado porque muitas pessoas não sabem qual o caminho mais adequado para seguir. Mas aprender como começar a investir é bem mais simples do que se imaginava.

Nada de desistir antes mesmo de dar início ao projeto que pode garantir um futuro melhor para você e sua família. Portanto, confira um passo a passo de como começar a investir agora mesmo:

  1. Fazer um planejamento financeiro
  2. Aprender sobre o mercado
  3. Escolher uma corretora para investir
  4. Descobrir seu perfil
  5. Escolher onde vai investir

Que tal entender melhor cada um desses passos?

1. Fazer um planejamento financeiro

Você não pega um ônibus sem saber para onde quer ir, certo? A lógica aqui é a mesma. Antes de começar a investir, você precisa ter claro na cabeça quais objetivos pretende alcançar.

Parece uma dica boba à princípio porque você acha que, no fim das contas, todo mundo quer mesmo é enriquecer? Bem, nem sempre é exatamente assim.

Muitas pessoas têm objetivos mais específicos, como viajar o mundo, comprar um apartamento, dar uma festa de casamento dos sonhos, estudar fora do país, aposentar antes dos 40 anos e por aí vai.

Portanto, você também precisa saber
com clareza o que você espera ganhar
com seus investimentos.

O retorno financeiro é óbvio, mas qual conquista você deseja de verdade? Com isso mais bem definido na cabeça, é hora de começar a poupar e juntar dinheiro para por seus planos em prática.

Pensou que ia investir o dinheiro do aluguel ou das compras do mês? Nem pensar. Seu dinheiro para investimentos deve ser separado dos seus gastos mensais. Isso significa que, se você anda com o orçamento apertado e não sobra dinheiro para poupar, você precisa primeiro retomar seu controle financeiro para conseguir juntar dinheiro para investir.

2. Aprender sobre o mercado

Isso significa que você precisará se matricular em uma faculdade de Economia? Calma, não é nada disso. Nossa dica aqui é para que você comece a estudar o mercado e entender como ele funciona.

Com mais conhecimento sobre o assunto, você vai tomar decisões cada vez mais acertadas e aumentar suas chances de sucesso. Leia livros, blogs, portais, notícias e acompanhe a rotina de vários profissionais da área.

E lembre-se sempre: busque fontes confiáveis e de quem tem vasta
experiência sobre investimentos.

E, caso ainda não se sinta confortável para começar por conta própria, peça ajuda especializada. Aqui na Toro, você pode conversar e tirar suas dúvidas com nossa equipe de assessores certificados, além de fazer cursos práticos, gratuitos e online.

Aprenda com quem realmente entende do assunto.
Veja cursos gratuitos

3. Escolher uma corretora para investir

Essa escolha parece simples, mas não é bem assim. Definir por qual instituição você vai investir é uma decisão muito importante. Afinal, ela será sua parceira em busca de resultados cada vez melhores.

Por isso, você deve ter atenção a alguns detalhes, como taxas cobradas, qualidade do atendimento, e tecnologia da plataforma.

Esses são alguns tópicos que você precisa analisar para escolher a melhor corretora para você.

Aqui na Toro, além de poder contar com uma equipe de assessores certificados inclusive aos sábados, você também tem a possibilidade de explorar nossa plataforma inovadora, conhecer as oportunidades recomendadas no momento pelos nossos analistas e ainda não pagar taxa de corretagem caso nossa recomendação não dê resultado positivo. Legal né?

4. Descobrir seu perfil

Lembra quando falamos que você precisa saber onde quer chegar? Essa é uma etapa essencial para que você entender seu perfil de investidor. Mas não se preocupe, porque essa descoberta você não precisa fazer por conta própria.

A definição do seu perfil faz parte
da regulamentação em torno dos investimentos no Brasil.

Isso quer dizer que, com o objetivo de ajudar os investidores brasileiros a investir melhor e de acordo com suas expectativas, os bancos e as corretoras precisam entregar um formulário para todos os seus clientes, antes que eles comecem a investir.

Após responder algumas perguntas, como “por quanto tempo deseja investir” e “qual a sua tolerância ao risco”, sua corretora vai te mostrar qual é o seu perfil de investidor e quais modalidades de investimento se encaixam melhor para você. Assim, você pode começar a investir já focando onde importa para você.

5. Escolher onde vai investir

Parece muito trabalho até aqui? Saiba que todos os passos que já mostramos demoram apenas alguns dias desde a hora que você decidir começar a investir até o momento de começar a aplicar seu dinheiro.

Essa etapa final pode ser fácil ou complicada, dependendo de qual instituição financeira você escolheu para te ajudar.

Se for por um grande banco, aquele que você já tinha conta, por exemplo, pode ser que você não tenha o suporte que precisa como iniciante e ainda pague taxas mais caras.

Em uma boa corretora, por outro lado, você pode trilhar um caminho de sucesso, contando com o apoio de especialistas. Com isso, você vai poder aproveitar ótimas oportunidades do mercado sem precisar ter pós-graduação em mercado financeiro.

Aqui na Toro, todo o trabalho fica com os nossos analistas. Eles estão sempre de olho no mercado para encontrar excelentes opções de investimento para você. Assim, para começar a investir, você só precisa escolher qual delas está mais adequada ao seu perfil e objetivos, definir quanto quer aplicar e, então, clicar em investir. Simples assim.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Como começar a investir com pouco dinheiro

Talvez você já tenha pensado várias vezes em aprender como começar a investir, mas desistiu no meio do caminho pensando que precisa ter muito dinheiro para isso. Se isso realmente já aconteceu com você, saiba que chegou a hora de deixar esse medo para trás.

De fato, há um bom tempo atrás, investimentos eram algo exclusivo para pessoas ricas. Mas essa realidade, ainda bem, ficou no passado. Hoje, investir está cada vez mais acessível e democrático.

Isso significa que você pode sim
saber como começar a investir
com pouco dinheiro.

E não precisa se contentar apenas com a Poupança. A caderneta é a preferida de muitos brasileiros ainda, mas saiba que ela pode entregar resultados bem ruins.

O rendimento da Poupança é muito baixo, se comparado a outros investimentos que oferecem melhores resultados e a mesma segurança. Por isso, deixar seu dinheiro parado na Poupança pode te trazer muita frustração no futuro.

Ainda está com um pé atrás sobre como começar a investir com pouco dinheiro? Relaxa, vamos te mostrar agora como é possível se tornar um investidor a partir de R$100 reais.

Como começar a investir com 100 reais

Atualmente, começar a investir com R$100 reais não é impossível. É claro que, antes de mais nada, precisamos avisar que seus retornos serão compatíveis com o quanto você investe.

Então, se você investe pouco dinheiro, digamos R$100, seu retorno logicamente será menor do que quem investiu R$1.000. Mas isso não quer dizer que deve desistir. Nessa horas, as palavras da sua avó caem bem: “de grão em grão, a galinha enche o papo”.

Você pode aprender como começar a investir com pouco dinheiro agora e ir construindo um patrimônio com o tempo.

Na Toro, você pode começar a investir com 100 reais na renda fixa. É só acessar nossa plataforma e fazer uma simulação para comparar as oportunidades que serão apresentadas. Você deve inserir quanto quer aplicar, nesse caso R$100, e por quanto tempo vai manter esse investimento.

Feito isso, nossa plataforma vai indicar as melhores oportunidades de acordo com os parâmetros que você definiu. E aí você só precisa escolher qual te interessa mais, inclusive pode ler os detalhes de cada uma delas para se informar melhor, e clicar em “selecionar”.

Você também pode investir com pouco dinheiro na Bolsa de Valores com a Toro. Nesse caso, você consegue encontrar oportunidades a partir de R$200. O mais legal é que nossos analistas vão recomendar aplicações de acordo com as tendências do mercado e você pode investir na Bolsa com apenas um clique.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Como começar a investir na renda fixa

 

Saber como começar a investir nessa modalidade não tem muito mistério. Para quem quer ir além da Poupança, a renda fixa oferece ótimas alternativas. Por exemplo: Tesouro Direto, Certificados de Depósito Bancário (CDB), Letras de Crédito Imobiliário ou do Agronegócio (LCI e LCA).

Já ouviu falar de algum deles? O funcionamento desses tipos de investimento tem uma dinâmica bem parecida: o dinheiro que você tem separado para investir é cedido a uma instituição (que pode ser um banco ou o próprio governo federal), de acordo com uma taxa pré-determinada e uma data para devolver o dinheiro.

A taxa de juros pode ser:

  • Prefixada, ou seja, definida desde o início e permitindo saber exatamente quanto você vai receber de volta.
  • Pós-fixada, que indica que seu rendimento vai seguir um indicador como a taxa Selic ou o CDI, por exemplo.
  • Híbrida, que significa que parte do rendimento será prefixado e outra parte será vinculada a um índice, que normalmente é o IPCA.

Então, no vencimento combinado, a instituição devolverá seu dinheiro somado aos juros do período. Vale lembrar que CDB e Tesouro pagam Imposto de Renda sobre os rendimentos, enquanto as Letras de Créditos são isentas.

Mesmo quando são tributadas pelo IR, porém, essas opções são muito interessantes porque ainda sim podem render bem mais que a Poupança. Que tal aprender um pouco mais sobre o Tesouro?

Como começar a investir no Tesouro Direto

 

Começar a investir no Tesouro Direto é o caminho que muitos investidores iniciantes escolhem. Isso porque essa opção é bem prática, demanda valores bem baixos e é bastante segura.

Na Toro, o passo a passo para investir no Tesouro é bem simples. Veja só:

  • Com sua conta pronta para investir, acesse nossa plataforma e faça uma busca de acordo com o valor o prazo da sua preferência.
  • Conheça as melhores opções disponíveis com taxa zero.
  • Veja o quanto pode ganhar, antes mesmo de investir.
  • Compare o rendimento de todos os títulos que surgirem na sua busca e decida qual o melhor para alcançar seu objetivo.
  • E, então, clique em “selecionar”.

Portanto, como você viu, é bem fácil começar a investir no Tesouro Direto com a Toro.

Quer aprender tudo sobre renda fixa e Tesouro? Curso grátis

Como começar a investir na Bolsa de Valores

 

Se começar a investir já mete medo em muita gente, quando o assunto é Bolsa de Valores aí que o receio toma conta. Mas calma que vamos te mostrar que a Bolsa não é esse monstro que muitas pessoas desenham por aí.

A Bolsa é uma ótima opção de investimento para quem sabe aproveitar o momento certo e lidar com os riscos com estratégia.

Quer um exemplo? Se você tivesse investido R$ 5.000,00 em ações da Petrobras no final de 2015 e vendido as ações em janeiro de 2018, você teria mais do que dobrado o dinheiro investido.

Numa comparação com outras modalidades de renda fixa, como Tesouro e Poupança, seu dinheiro poderia ter rendido cerca de R$1.000,00. Percebe a enorme diferença? É claro que esse exemplo está baseado em dados passados. O que pode acontecer daqui para frente não necessariamente vai seguir esse padrão.

Mas, de toda forma, funciona para te mostrar que a Bolsa pode entregar resultados excelentes. Quer fazer parte disso? Aprenda como começar a investir na Bolsa de Valores com a Toro, em um passo a passo simples:

  • Abra sua conta.
  • Acompanhe as melhores oportunidades.
  • Escolha uma recomendação dos analistas da Toro.
  • Verifique o lucro e o prejuízo estimados.
  • Invista com poucos cliques.

Na Toro, você encontra oportunidades selecionadas pelos nossos analistas e investe com poucos cliques, já sabendo qual é o lucro ou o prejuízo estimado para aquele investimento. E o melhor: investindo através das nossas oportunidades recomendadas, você só paga taxa de corretagem quando tiver lucro. Ou seja, a Toro só ganha se você ganhar também.

Viu só como começar a investir na Bolsa de Valores não é tão complicado quanto se imaginava? O mais importante é entender que as recomendações são feitas baseadas em análises do mercado, buscando oportunidades onde se tem mais chance de ganhar do que de perder.

É claro que essas tendências não são
100% precisas, e o cenário esperado
pode não acontecer.

Por isso é tão importante saber fazer uma gestão do risco e ter planejamento para se preparar para o pior cenário, reagindo a tempo e limitando os prejuízos.

Quando você investe nas oportunidades indicadas pela Toro, você faz essa gestão de risco com facilidade. Você escolhe quanto deseja investir, qual o lucro deseja alcançar e quanto tem disponibilidade para perder. Perder? É isso mesmo.

Acabamos de falar que é preciso estar preparado para uma mudança repentina de cenário. Então, definir um limite de perda é essencial. Melhor perder um pouco do que perder tudo, concorda? Sem esse limite, é como se você deixasse seu investimento à mercê da própria sorte.

Começar a investir na Bolsa de Valores com a Toro não tem complicação. A gente controla as oportunidades recomendadas para você, encerrando o investimento automaticamente, de acordo com o lucro ou o prejuízo programado. Quer ver como isso funciona na prática?

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Maiores erros de quem vai começar a investir

Como você viu até aqui, aprender como começar a investir não é difícil. O que faz muitas pessoas desistirem no meio do caminho são as frustrações. E aí colocam a culpa na Bolsa de Valores, no mercado, no momento. Só que, em muitos casos, o problema veio de uma (ou várias) atitude errada.

Para te ajudar a evitar cair nessas armadilhas, listamos alguns dos erros mais frequentes cometidos por quem está começando a investir. Entenda como eles podem atrapalhar seus resultados e tenha atenção desde já para não cometê-los durante a sua caminhada rumo ao sucesso.

Problema Solução
Investir sem estratégia Investir sem saber exatamente onde quer chegar dificulta estabelecer uma estratégia clara. E aí, sem saber o rumo e os meios mais adequados, há grandes chances de você não conseguir alcançar bons resultados. Investir sem estratégia é como caminhar sem saber para onde está indo.
Investir todo o dinheiro em um só lugar    Nada de colocar todo o seu dinheiro em um lugar só. Senão você corre mais riscos de ter más notícias no futuro. Uma forma de diminuir os riscos e aumentar as chances de sucesso nos investimentos é diversificar. Isto é, distribuir seu dinheiro em diferentes modalidades de investimento, equilibrando risco e retorno.
Agir por impulso Na hora de investir, a razão deve sempre se sobrepor à emoção. Caso contrário, você poderá tomar decisões fadadas ao fracasso. Não confie em palpites e “achismos”. Na hora de investir, baseie suas decisões em dados concretos e em análises feitas por especialistas.
Não cuidar do seu investimento Pensou que é só deixar o dinheiro na aplicação e esquecer dele? Nem pensar. Você deve acompanhar de perto os seus investimentos, pois só assim poderá identificar algo que não está indo bem e mudar a tempo de evitar um grande prejuízo.
Não contar com ajuda especializada Nem sempre é possível dar conta de tudo, não é mesmo? Por isso, se sentir pouca confiança ao começar a investir, não tenha vergonha de pedir ajuda a um profissional. Contar com a expertise de alguém que entende o mercado pode ser o diferencial que faltava para os seus investimentos deslancharem.

Depois de ler tudo isso que apresentamos, você já sabe como começar a investir. Agora é hora de arregaçar as mangas e colocar em prática o que você aprendeu aqui. Mas como já dissemos, é muito legal continuar aprendendo cada vez mais sobre o assunto.

Então, você pode manter sua rotina de aprendizado e ir acumulando conhecimento. Com isso, você fica mais confiante para tomar decisões de investimentos que vão influenciar seus resultados lá na frente.

Aprenda como se tornar um investidor de sucesso na Bolsa
Acesse o curso gratuito



Leia outros artigos da nossa série: