Cadastre-se grátis

Ações da Construtora Tenda (TEND3): afinal, faz sentido comprar?

Com o foco em moradias e habitações populares, a Tenda é um dos nomes mais lembrados na construção civil brasileira. Listada na Bolsa desde 2017, investidores estudam o seu caso como uma oportunidade de diversificação e ganhos a longo prazo. 


Investir em ações exige análise e consideração cuidadosas, especialmente quando se trata de empresas do setor imobiliário.

A Construtora Tenda (TEND3) é uma das principais construtoras do Brasil, conhecida por seu foco na habitação popular e sua presença em mercados emergentes.

No entanto, a pergunta que muitos investidores têm é: faz sentido comprar ações da Tenda? Para responder a essa questão, é necessário examinar a saúde financeira da empresa, suas perspectivas de crescimento, os desafios do mercado e outros fatores relevantes.

Neste conteúdo, exploraremos esses aspectos para ajudar os investidores a tomarem decisões informadas sobre a Tenda e seu potencial como investimento. Vamos lá?

O que a Construtora Tenda faz?

A Construtora Tenda é uma renomada empresa brasileira do setor imobiliário, especializada na construção e venda de habitações populares. Fundada em 1969, a empresa tem uma sólida trajetória na oferta de moradias acessíveis, tornando-se uma das principais construtoras do país nesse segmento.

A Tenda foca em atender a demanda por moradias em áreas urbanas e rurais, priorizando a qualidade e o custo-benefício de seus empreendimentos.

Seu compromisso em proporcionar moradias dignas para a população de baixa renda é uma característica distintiva, tornando-a relevante no cenário da construção civil e um ponto de interesse para investidores em busca de oportunidades no mercado imobiliário.

Com presença em 10 regiões metropolitanas, a Construtora Tenda adota um modelo de negócios inovador, baseado na abordagem industrial.

Além disso, a empresa é uma importante parceira do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), lançando todos os empreendimentos no grupo 2, voltados para famílias com renda mensal bruta de até R$ 4.000.

Por que investir no setor de construção civil?

Investir na construção civil pode ser inteligente para investidores em busca de oportunidades lucrativas, com estabilidade e diversificação da carteira.

Descubra agora as 5 principais razões que tornam o investimento nessa área tão irresistível:

✅ Demanda constante: a expansão urbana e a demanda crescente por moradias garantem oportunidades constantes no setor imobiliário.

✅ Valorização de ativos: imóveis valorizam ao longo do tempo, gerando ganhos consistentes e substanciais.

✅ Diversificação: é ótima estratégia para rebalancear a carteira e minimizar riscos.

✅ Ciclos econômicos favoráveis: durante expansões econômicas, o mercado imobiliário floresce, beneficiando empresas do setor com mais vendas e receitas.

✅ Dividendos: algumas imobiliárias têm dividendos atrativos e consistentes, oferecendo aos investidores uma fonte de renda promissora.

É importante ter em mente que todo investimento possui riscos e é essencial realizar uma pesquisa abrangente e considerar seus objetivos financeiros antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Além disso, conte com nossos especialistas para descobrir as melhores empresas do segmento. Clique no link a seguir e veja as melhores ações imobiliárias para comprar hoje:

O que preciso saber sobre as ações da Tenda (TEND3)?

Além de conhecer mais sobre a empresa e o setor em que ela atua, é importante considerar alguns aspectos das ações da Tenda negociadas na Bolsa de Valores. Vamos explorá-los agora.

  • Código de negociação: TEND3.
  • Free float: de acordo com informações do Status Invest, em 2023, cerca de 77,72% das ações da Tenda estão disponíveis para livre negociação no mercado (free float).
  • Governança corporativa: a Tenda tem uma governança corporativa transparente e comprometida com a proteção dos acionistas minoritários. As decisões estratégicas e operacionais são tomadas por um conselho de administração que representa os interesses de todos os acionistas.

Composição acionária: quem é o dono da Tenda?

A Tenda é uma empresa de capital aberto, com diversas ações negociadas na Bolsa de Valores, o que implica que não há um único proprietário exclusivo da empresa.

Em 2017, a Tenda concluiu seu processo de separação da Gafisa e foi listada na B3. As negociações começaram no Novo Mercado da B3, que é conhecido por ter o mais alto nível de Governança Corporativa.

Os principais sócios são aqueles que possuem alguma participação na estrutura acionária da companhia. São eles:

  • Polo Capital: 24,10% das ações.
  • Pátria Investimentos: 7,42%.
  • Total Return Investment LLC: 5,74%.
  • Ações em tesouraria: 0,01%.
  • Demais acionistas minoritários: 62,73%.

É importante ressaltar que essas informações podem sofrer alterações devido a transações de compra e venda de ações no mercado, recompra de papéis e novas emissões na Bolsa. 

Análise: investir na Tenda vale a pena?

Inicialmente, hoje, para a Tenda, há possibilidades de expansão para mais 4 estados, o que favorece o desenvolvimento da Companhia.

Isso implica em um potencial crescimento de cerca de 20% na produção de novas unidades, além de uma grande oportunidade de aumento de participação de mercado no Nordeste, onde a construtora ainda tem uma presença limitada, e nas áreas metropolitanas das cidades onde a empresa já está estabelecida.

Ademais, a Tenda apresenta um forte potencial no setor da construção civil, especialmente com o desenvolvimento do seu modelo de negócio off-site. Essa abordagem inovadora permitirá que a empresa explore novos mercados e desbloqueie um valor significativo para suas ações.

É fundamental acompanhar de perto essa evolução, pois ela pode ser um fator determinante para o sucesso da empresa no futuro.

Recentemente, a companhia registrou prejuízos líquidos em 2021 e 2022, o que se tornou um ponto de atenção para o mercado.

No balanço consolidado de 2022, a Tenda reportou um prejuízo líquido que superou três vezes o valor do ano anterior, alcançando R$ 466,8 milhões em comparação com R$ 143,2 milhões.

No entanto, a empresa demonstra confiança nas melhorias dos parâmetros do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, que foi retomado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Essas melhorias têm o potencial de beneficiar famílias com renda de até R$ 2.640 por mês, o que representa uma grande oportunidade para a Tenda.

Em resumo, é importante destacar os aspectos positivos e negativos da empresa:

✅ Pontos positivos⛔ Pontos negativos
Eficiência operacional com padronização das construções, proporcionando maior competitividade em termos de preços ofertados.Dependência de programas habitacionais lançados pelo Governo Federal, como o antigo programa Minha Casa Minha vida e o recente Casa Verde e Amarela.
O modelo de construção off-site pode impulsionar o valor da empresa e viabilizar projetos em cidades menores, aumentando sua participação de mercado.Aumento da competição por terrenos pode elevar os custos dos projetos e, consequentemente, diminuir as margens.
Demanda do segmento de menor renda se mostra bastante estável nos últimos anos.Desemprego elevado e retração da economia brasileira podem aumentar os distratos e diminuir a velocidade de suas vendas
Juros baixos favorecem a tomada de crédito imobiliário.Dependência do preço dos insumos da construção civil, sobretudo o aço e o concreto.

Lembrando que este conteúdo não é uma recomendação de compra nem necessariamente expressa a opinião dos nossos Analistas.

Mas será que ela é a melhor alternativa neste setor? Confira, no link abaixo o que os Analistas da Toro recomendam como as melhores oportunidades de ganho na construção civil:

Qual é o valor dos dividendos da Tenda (TEND3)?

Quando se trata dos retornos para os acionistas, a Tenda não apresenta um histórico atrativo nos últimos anos. Confira:

Ano Dividend yield
2022
2021 1,06%
2020 1,63%
2019 1,98%
2018 1,59%

Fonte: Status Invest

Por falar sobre ganhos com proventos, não perca a oportunidade de verificar o link abaixo para descobrir as ações recomendadas pelos especialistas da Toro para uma carteira de dividendos de sucesso.

Por fim, é crucial ter em mente a relevância de reinvestir os dividendos para potencializar os juros compostos no longo prazo e alcançar uma maior prosperidade financeira. Não deixe de aproveitar essa oportunidade para aumentar seus rendimentos e garantir um futuro financeiro sólido.

Qual é a cotação das ações da Tenda (TEND3) hoje?

Além de receber proventos, os acionistas também têm a oportunidade de ver o valor de seu investimento crescer com a valorização das ações da Tenda no mercado atual.

Confira abaixo o gráfico que mostra como as ações da Tenda se comporataram desde 2017, em comparação com o lucro por ação (LPA) associado:

Como comprar ações da Tenda?

Para finalizar, caso tenha interesse em se tornar um acionista da Tenda e isso esteja alinhado com o seu perfil de investidor, adquirir as ações é um processo descomplicado.

Basta transferir dinheiro da sua conta bancária para a conta da Toro, procurar a empresa na plataforma utilizando o código de negociação TEND3, definir a quantidade desejada de ações, verificar o valor da ordem de compra e confirmar o investimento.

Caso tenha alguma pergunta ou dúvida, não deixe de conferir o tutorial exclusivo que preparamos para você no vídeo abaixo:

Deixe um comentário

Gostou do artigo? Deixe um comentário sobre o que achou do conteúdo!