A rentabilidade de um investimento é uma das coisas mais pesquisadas na hora de definir onde aplicar seu dinheiro, não é mesmo?

“Qual a rentabilidade de um investimento?”, “Se eu aplicar meu dinheiro por 4 anos, qual será meu retorno?”, “Qual a opção de investimento apresenta a melhor rentabilidade?”.Essas são algumas questões comuns entre quem deseja investir e procura bons rendimentos.

Mas você sabe o que é rentabilidade? Entender este conceito é fundamental para ter sucesso nos seus investimentos, pois vai te ajudar a identificar as melhores oportunidades do mercado.

Também tem algumas dúvidas sobre esse assunto? Sem problemas. Vamos esclarecer todos os pontos que giram em torno deste conceito. Para que, depois de ler este artigo, você saiba o que é rentabilidade e consiga calcular o índice de cada aplicação.

O que é rentabilidade?

A rentabilidade pode ser definida como o percentual de remuneração obtido a partir da quantia que você investiu. Simplificando: podemos dizer que é o valor que você terá de retorno de uma aplicação.

em simples, não é mesmo? Que tal ver isso na prática? Imagina que você investiu R$100 em uma aplicação e ao final do período conseguiu resgatar R$150. Nesse caso, a rentabilidade foi de 50%.

Este conceito é essencial para você escolher o investimento que mais combina com seu objetivo.

Ao definir uma expectativa, você deve analisar o retorno da aplicação, ou seja, sua rentabilidade, para ver se vai atender ao seu planejamento.

Analisar este dado antes de fazer um investimento é essencial. Imagine que você vai fazer uma viagem e não sabe quantos quilômetros seu carro faz por litro de gasolina ou ainda que você vai fazer um almoço para sua família e não sabe a quantidade de arroz que uma panela rende.

As chances de algo dar errado e faltar combustível no meio da viagem ou não ter arroz suficiente para todos da família são grandes, concorda?

Com seu dinheiro é a mesma coisa, cada tipo de investimento proporciona um retorno diferente.

Agora que você já sabe o que é rentabilidade, precisamos focar em esclarecer uma confusão que acontece com frequência: muitas pessoas acreditam que rentabilidade é a mesma coisa que lucratividade.

Rentabilidade e lucratividade: qual a diferença?

A lucratividade também possui um significado muito simples e importante para você entender quando for aplicar seu dinheiro.

Lucratividade é todo o ganho efetivo que você obteve em um investimento.

Isso, claro, descontando o valor inicial, os impostos e as outras taxas e tarifas. Então, assim como o nome sugere, é o lucro que você teve ao investir.

Ficou claro? Vamos usar um exemplo para deixar ainda mais fácil de entender a diferença entre lucratividade e rentabilidade.

Usando o exemplo que apresentamos agora pouco: digamos que você aplicou R$100 em uma aplicação e ao final do período conseguiu resgatar R$150. Porém, teve que pagar R$10,00 de impostos e tarifas. Isso quer dizer que a lucratividade do investimento foi R$40,00.

Você pode notar que a rentabilidade continua a mesma 50%, mesmo que a lucratividade não seja igual a metade do investimento.

Como calcular rentabilidade do seu investimento

Como a rentabilidade é um dos fatores mais buscados na hora de escolher um investimento, é sempre bom você saber como calcular, certo?

Você pode usar este cálculo para entender a maioria dos investimentos, porém é preciso ter atenção: alguns ativos fazem parte da chamada renda variável e, portanto, fica mais difícil saber antecipadamente qual será sua rentabilidade.

Além disso, você precisa considerar a influência de alguns elementos:

  • Impostos.
  • Taxas administrativas.
  • Inflação do período.

Com esses fatores em mente, podemos dizer que a fórmula padrão para calcular a rentabilidade de um investimento é:

(Rendimento - impostos, inflação e taxas) x 100 ÷ Valor Investido = Rentabilidade

Saber como calcular a rentabilidade de um investimento é importante, mas sabemos que nem todo mundo tem paciência para fazer os cálculos por conta própria. Por isso, aqui na Toro deixamos bem claro quais são os rendimentos de um investimento, antes mesmo de você investir.

Para a renda variável, como dissemos, não é possível saber com 100% de precisão qual será a rentabilidade. Mas observando o cenário do momento, conseguimos te mostrar o potencial de ganho daquele investimento.

Caso você fique com dúvidas sobre os rendimentos de alguma aplicação, nossa equipe de assessores está preparada para te ajudar a dar um passo rumo aos sucesso dos seus investimentos.

Converse com nossos assessores certificados
Tire suas dúvidas agora

Se você vai investir em algum título de renda fixa, é bom ter atenção ao tipo de rentabilidade definida para cada opção. Veja os detalhes no próximo tópico.

Rentabilidades da renda fixa

A renda fixa é um tipo de investimento muito procurado por quem deseja investir para ter ganhos maiores que a Poupança sem deixar de priorizar a segurança. por um longo período.

Porém, nem todo mundo sabe que a renda fixa pode oferecer diferentes formas de rentabilidade.

Quer melhor sobre cada uma delas? Então, veja a seguir as 3 principais modalidades de rentabilidade para a renda fixa:

Taxa prefixada: quando você compra um título com esse tipo de rendimento, você já sabe qual será a rentabilidade ao final do investimento. Geralmente, corresponde a uma porcentagem fixa sobre o valor que você aplicou.

Taxa pós-fixada: aqui, a rentabilidade é vinculada a um indicador econômico no momento em que no momento que você realiza o investimento. A Taxa Selic é uma das mais usadas como referência para determinar os rendimentos de alguns títulos pós-fixados

Taxa híbrida: apresenta uma mistura entre a prefixada e a pós-fixada. Desse jeito, você aplica seu dinheiro em um título que oferece parte do rendimento fixado no momento da aquisição,e a outra parte vinculada a um indicador da economia. É muito comum usar o IPCA (que mede a inflação no Brasil) como base para esse tipo de investimento.

Esses tipos de rentabilidade são associados a alguns títulos que têm potencial de se tornarem os melhores investimentos do ano, como CDB, LCI e LCA.

Por isso, é fundamental entender os detalhes sobre a renda fixa e conhecer a rentabilidade de cada investimento. As chances de fazer boas escolhas e ter resultados positivos são maiores quando você tem conhecimento sobre o que está fazendo.

Aprenda a investir com quem realmente entende do assunto
Veja cursos gratuitos

A rentabilidade da Poupança vale a pena?

De uma forma bem direta, colocar seu dinheiro na Poupança é quase a mesma coisa de deixar ele em um cofrinho, pois enquanto ele fica parado ali, tudo no mercado fica mais caro.

Como falamos sobre a renda fixa, também precisamos falar sobre a Poupança. Certamente você já ouviu alguém falando ou você mesmo possui dinheiro aplicado em uma conta Poupança em algum banco, não é mesmo?

A caderneta está presente na vida da maioria das pessoas que desejam poupar dinheiro. Por ser um tipo de investimento prático e acessível, há quem ainda acredite que seja a melhor forma de ver o dinheiro render.

Porém, a realidade não é bem assim. O rendimento da Poupança hoje em dia é muito baixo e há chances de que continue assim por um tempo.

Quando os juros básicos da economia brasileira (taxa Selic) estão baixos, o rendimento da Poupança também fica menor. Em muitos casos, a rentabilidade da caderneta chega a ficar negativo por causa da inflação.

É por isso, que quando comparamos a Poupança a outros tipos de títulos de renda fixa como CDB, LCI e LCA percebemos que a caderneta não é a melhor opção para valorizar seu dinheiro.

Encontrar aplicações financeiras mais rentáveis que a Poupança não é uma tarefa complicada. Tanto na renda fixa, quanto na renda variável, você pode encontrar opções mais interessantes e com rendimentos melhores.

Quer aprender tudo sobre renda fixa?
Curso grátis

Conheça a rentabilidade do Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do governo federal que possibilita a negociação de títulos públicos pela internet. Ele funciona como uma espécie de empréstimo para o governo federal, que ao final do período estipulado, devolve o valor investido mais os juros do período.

Assim como mostramos na renda fixa de forma geral, o Tesouro Direto também oferece títulos com rentabilidades diferentes. Veja só:

Tesouro Selic: como o nome já indica, a rentabilidade desse título está ligada à taxa Selic. Então, se a Selic cai, a rentabilidade do Tesouro Selic também cai. Por outro lado, se a taxa sobe, a rentabilidade também aumenta.

Tesouro Prefixado: possui rentabilidade fixada antecipadamente. Isso quer dizer que você já sabe quanto vai receber ao final do investimento. Existe um outro título do Tesouro Direto parecido com esse, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, que possui a mesma rentabilidade mas oferece a possibilidade de receber os juros a cada seis meses.

Tesouro IPCA: esse é um título de rentabilidade híbrida, ou seja, possui uma parte da rentabilidade fixa e uma parte variável, que é baseada no IPCA. Você também encontra uma opção que consegue resgatar semestralmente os juros desse título, o chamado Tesouro IPCA com Juros Semestrais.

Observando a rentabilidade de um investimento

Quanto mais você entende sobre as variáveis do mercado de investimentos, maiores são suas chances de conseguir bons resultados.

Depois de entender o que é rentabilidade, ficou mais fácil perceber a importância de pesquisar bem e estudar as possibilidades que o mercado oferece antes de investir seu dinheiro, certo?

É por isso que aqui na Toro fazer um investimento do jeito certo para você não é uma tarefa complicada.

Desenvolvemos uma plataforma inovadora para te ajudar a encontrar as melhores opções para o seu objetivo e mostramos todas as informações importantes sobre os rendimentos de cada aplicação.

Dessa forma, por meio de uma plataforma bem simples, você entende onde está investindo e qual é o potencial de ganho para cada investimento. E o mais legal, tudo isso com poucos cliques, totalmente pela internet.

Portanto, o caminho entre você e seus sonhos pode ser mais curto investindo em aplicações na Toro. Aqui você consegue escolher títulos de renda fixa de acordo com o seu capital de investimento e o tempo que deseja manter o dinheiro aplicado.

Além disso, investir na Bolsa de Valores, não precisa se transformar em uma atividade complicada para você. Você consegue ver as melhores oportunidades, identificar os riscos e as chances de ganho e escolher aplicar seu dinheiro. E o melhor, tudo isso de forma clara e simples.

Veja como é fácil investir na Bolsa com a Toro e comece agora mesmo a explorar este mercado:


Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado