Investimentos financeiros são aqueles quando você aplica dinheiro em ativos financeiros, isto é, aqueles ativos não-físicos e não-intangíveis que estabelecem uma relação contratual entre o investidor e uma instituição por uma riqueza ou privilégio de receber um valor corrigido por juros.

Você conhece quais são as possibilidades de investimentos financeiros no mercado de capitais brasileiro? Essa parece uma pergunta carregada de jargão econômico, não é mesmo? O desconhecimento e a educação financeira insuficiente são barreiras que ainda separam muitas pessoas do mundo dos investimentos e da acumulação de patrimônio.

Segundo dados da Anbima, apenas 9% dos brasileiros aplicaram em algum produto financeiro e 42%, ou seja, menos da metade tinha algum dinheiro guardado.

A pesquisa de 2018 ainda revelou que, entre aqueles que realizam investimentos em produtos financeiros, 54% buscaram a segurança financeira como objetivo principal, isto é, encaram o assunto como uma reserva para o futuro incerto.

Embora a maioria dos investidores ainda busca a segurança da poupança por desconhecimento das possibilidades, o perfil dos investimentos financeiros que as pessoas realizaram nos últimos anos começa a indicar uma mudança de tendência.

Basta analisar o número de CPFs cadastrados em nível recorde Bolsa de Valores − mais de 3 milhões − e de investidores também pessoas físicas nos Fundos Imobiliários − alcançando os 2 milhões. Tais números são atribuídos principalmente às reduções históricas na taxa de juros que tornaram a Renda Fixa menos atrativa.

Portanto, a característica do investidor brasileiro está mudando e ainda há muito espaço para crescimento. Porém, será que eles realmente sabem quais são todas as possibilidades de investimentos financeiros disponíveis e o que esse conceito de fato significa? É isso que vamos abordar hoje.

No decorrer desse artigo, você vai descobrir:

  • O que é um investimento financeiro.
  • As diferenças entre investir, aplicar, economizar e apostar.
  • O que são ativos financeiros.
  • Quais são os principais investimentos financeiros.
  • Como começar a investir no mercado financeiro.

Nova call to actionAproveite o jeito mais fácil de investir agora mesmo Faça seu cadastro grátis na Toro

O que é um investimento financeiro?

Inicialmente, vamos aprender o que se pode conceituar como investimento financeiro. O termo pode dar a entender que qualquer investimento é de ordem financeira, uma vez que usamos o dinheiro para fazê-lo. Mas não é bem assim. 

Investimento financeiro é a aquisição de um ativo do mercado que tenha natureza estritamente financeira, isto é, ativos não-físicos e não-intangíveis, como ações, CBDs, Letras de Crédito, commodities, entre outros.

Vamos entrar nos detalhes sobre os tipos de investimentos um pouco mais à frente no texto, mas, a princípio, tenha em mente que são conhecidos como investimentos financeiros aqueles produtos e aplicações que você adquire em empresas do segmento financeiro, como: bancos, corretoras, financeiras, casas de câmbio, entre outras.

Os investimentos financeiros, além do mais, precisam estar lastreados em algo. Ser lastreado significa que o produto financeiro que você adquiriu tem valor assegurado ou garantido em algo além do que está escrito no papel. Em outras palavras, é "aquilo que está por trás" e que funciona como garantia que o ativo possa ser emitido e negociado no mercado financeiro.

Por exemplo, as ações estão lastreadas no capital de uma empresa − o investidor é dono de uma parte −; os CBDs estão lastreados no dinheiro que é emprestado ao banco; um título de dívida pública está lastreado nas reservas e na capacidade de pagamento do governo; os contratos futuros de commodities estão lastreados na produção do que é negociado − como o trigo, por exemplo −  e assim por diante.

Portanto, realizar investimentos financeiros é aplicar o seu dinheiro em ativos (ações, títulos, letras de crédito, moedas) que estão lastreados por bens, créditos ou outro fator que confere valor à tal ativo.

As diferenças entre investir, aplicar, economizar e apostar

Quando falamos em investimentos, muitos sinônimos para esta palavra podem aparecer na sua jornada como investidor e que parecem ser, na prática, a mesma coisa. Contudo, na realidade, não são. As principais diferenças que você deve se atentar estão entre os verbos investir, economizar, aplicar e apostar. Vamos entender o que significam cada um deles.

Aplicar é simplesmente o ato de fazer um depósito ou a compra de um ativo financeiro. Ou seja, é o momento em que você realiza a transação de troca do seu dinheiro por um produto do mercado financeiro. Por exemplo, quando você compra uma ação ou troca reais por dólares.

Investir é destinar parte dos seus recursos a uma estratégia que visa acumular patrimônio, multiplicar o valor investido ou fazer com que o dinheiro gere renda passiva. Logo, investir está intrinsecamente ligada ao futuro, seja ele de curto ou longo prazo.

Economizar, no que lhe concerne, é quando "salvamos" uma parte da nossa renda com a restrição de algum gasto ou despesa. Por exemplo, se usarmos menos o ar condicionado, estaremos economizando na conta de luz. Esses recursos, então, poderão ser usados para aplicar em investimentos. 

Falando em economizar, veja um vídeo especial sobre a importância de guardar um dinheiro extra para compor a sua reserva de emergência:

Preso na poupança? Aprenda a encontrar o melhor investimento. Curso grátisApostar, por fim, é o que menos tem a ver com o mundo dos investimentos e você não deveria usar esse termo quando fala sobre investir. Como, por exemplo, "fiz uma aposta na ação X este mês". Isso por que apostas estão mais relacionadas à sorte e confiar antecipadamente que algo vai ocorrer com certeza. Nos investimentos, sempre é preciso agir com base em algum fundamento para colocar as chances a seu favor.

Agora que já sabemos a terminologia correta, vamos conhecer o que são ativos financeiros em que você pode aplicar para uma estratégia sólida de investimento

O que são ativos financeiros?

Você percebeu que, durante esse artigo, citamos o termo ativo financeiro diversas vezes, certo? Essa é uma expressão que você frequentemente encontrará quando consumir algum conteúdo do tipo e é necessário que você a compreenda bem.

Ativos financeiros são direitos não-físicos derivados de uma relação contratual entre o investidor e uma instituição por uma riqueza ou privilégio de receber um valor corrigido por juros.

Os ativos financeiros são negociados no mercado, tais como títulos do Tesouro Direto, ações de empresas, Certificados de Depósitos Bancários, cotas de Fundos de Investimentos, contratos futuros e/ou de commodities, etc.

Logo, são apenas a representação contratual do valor que garante a emissão desse ativo, como vimos. Então, o ativo financeiro é aquele contrato que estabelece um contrato entre você, enquanto investidor-proprietário, a uma determinada riqueza.

Portanto, a chave para compreender o que é investimento financeiro está aqui. Só são investimentos financeiros aqueles realizados em ativos financeiros, uma vez que outros bens podem ser ativos, mas não financeiros. 

Antes de encerrarmos este tópico, veja um vídeo especial de uma das especialistas da Toro Investimentos sobre ações e como funcionam esses ativos:

Quais são as melhores ações para investir hoje? Acesse grátis e descubra

O que não são considerados investimentos financeiros?

Por outro lado, alguns investimentos ou aplicações não podem ser considerados de natureza financeira, seguindo o conceito que aprendemos até então. Propriedades como imóveis, terras, máquinas e equipamentos também são ativos − tanto para empresas quanto para pessoas físicas−, mas não são ativos financeiros e, por isso, não podem ser considerados investimentos financeiros.

Há ainda o que podemos chamar de ativos intangíveis, que são aqueles que se referem à itens como propriedade intelectual, tais como: direitos autorais, patentes, licenças, reconhecimento de marca, entre outros. Eles diferem dos ativos físicos e dos ativos financeiro e, dessa forma, são enquadrados em uma categoria especial.

Para o investidor pessoa física, é importante compreender que ter uma carteira diversificada com patrimônio acumulado em diversos tipos de ativos e investimentos que se valorizam é uma excelente maneira de minimizar o risco e proteger os seus investimentos.

Quais são os principais tipos de investimentos financeiros? 

Agora que os conceitos estão bem sólidos na sua mente, vamos explorar as opções do mercado para você conhecer os melhores investimentos financeiros:

1. Investimentos financeiros em Renda Fixa

Primeiramente, os investimentos financeiros podem ser do tipo Renda Fixa, isto é, com uma remuneração determinada previamente em contrato ao realizar o investimento. Então, o investidor já sabe, quando realiza a aplicação, quanto vai receber ao final do prazo combinado. Alguns exemplos são:

  • Certificados de Depósito Bancário (CDBs).
  • Títulos do Tesouro Direto.
  • Letras de Crédito (LCI e LCA).
  • Debêntures.
  • Fundos de Investimentos de Renda Fixa.
  • Carteiras digitais atreladas ao CDI.

Assim sendo, esses ativos financeiros estabelecem uma relação contratual entre o investidor e uma instituição para o direito de receber o valor da aplicação inicial mais a remuneração pela taxa de juros do investimento ao final do período.

Para terminar, confira um vídeo especial e curtinho e veja como é simples investir em Renda Fixa pela Toro Investimentos:

Veja quais são as melhores oportunidades de Renda Fixa em segundos Simule e compare grátis

2. Investimentos financeiros em Renda Variável

Ademais, os investimentos financeiros também podem ser de renda variável. Em outros termos, seu valor se altera todos os dias, conforme os mais investidores queiram comprar ou vender tais ativos. Vamos aos exemplos:

Portanto, como dissemos, nesses ativos financeiros a cotação se altera conforme as leis da oferta e da procura e, por isso, são chamados de renda variável. Contudo, também podem ser recomendados para todos os tipos de investidores, de acordo com o seu apetite pelo risco.

Também temos aqui um vídeo que te ajudará a entender como comprar ações na Toro Investimentos com taxa zero:

Taxa zero de verdade: saiba como a Toro está mudando o mercado. Veja agora

Como investir no mercado financeiro?

Antes de terminarmos esse artigo, vamos lhe ensinar rapidamente os passos necessários para fazer aplicações nesses investimentos financeiros e compor uma carteira realmente vencedora:

Passo 1: defina o seu perfil de investidor, seus objetivos nos investimentos e a estratégia que você vai realizar para alcançá-los.

Passo 2: abra conta em uma corretora. Para comprar esses produtos financeiros, você obrigatoriamente deve ter uma conta ativa em uma corretora de valores. Para a sua sorte, há empresas com a Toro Investimentos que não cobra corretagem (taxa de intermediação) para uma série de investimentos, favorecendo muito os seus resultados finais.

Passo 3: transfira os recursos para a corretora. A partir desse momento, você já pode fazer as suas aplicações.

Passo 4: na plataforma da corretora, com base nos itens definidos no primeiro passo, busque os investimentos desejados, configure as informações e clique em Investir. Você pode ainda contar com a ajuda de especialistas para investir nas melhores recomendações e ainda não pagar nada. Uma dessas formas é usar o Toro+ em que você recebe oportunidades diariamente, diretamente no seu celular e pode saber qual melhor ação para comprar, todos os dias.

Antes de fechar esta página, veja um vídeo especial sobre como investir com a ajuda e recomendações de experts do mercado:

Nova call to actionInvista no curto prazo com recomendações de experts da Toro Conheça o Toro+ e teste grátis agora