Se você tem familiaridade com o mercado de capitais, provavelmente já percebeu que este ambiente é cercado por algumas estratégias que movimentam o mercado e tornam possível ter bons resultados.

Algumas estratégias parecem mais complicadas, e deixam iniciantes preocupados com seu significado, um exemplo disso é o hedge. Por outro lado, algumas são mais conhecidas mas mesmo assim geram muitas dúvidas, como é o caso da especulação financeira.

Ao longo deste artigo você vai entender o que é especulação financeira e também:

  • Especulação ou investimento - o que é melhor?
  • Quais são os tipos de especulação financeira.
  • Especulação na Bolsa de Valores.
  • Riscos da especulação financeira.

O que é especulação financeira?

Você pode entender especulação financeira como o processo ou ato de negociar um ativo, seja uma ação, commodities ou cotas de fundos de investimento, por exemplo, pensando em lucrar com a variação a curto prazo dos preços desses ativos.

Dizem que especulação financeira é um tipo de aposta baseada em estimativas sobre o movimento futuro do mercado de capitais.

Assim, podemos dizer que essa atividade é uma forma de movimentar o mercado por meio de suposições do que pode acontecer com o valor dos ativos.

Algumas características marcam essa atividade, por exemplo:

Resultado de curto prazo: a especulação financeira, normalmente, trabalha com operações rápidas, que podem durar alguns minutos ou horas. Dessa forma, o especulador vê o resultado em pouco tempo.

Risco financeiro: toda pessoa que resolve fazer uma especulação financeira precisa estar preparada para lidar com o alto risco dessa atividade. Como a base da especulação é uma estimativa, corre o risco de o cenário esperado não acontecer conforme planejado.

Opera em momentos controversos: sabemos que o mercado da renda variável é marcado pela volatilidade do valor dos ativos. Dessa forma, nas situações em que o mercado apresenta alta volatilidade, pode aproveitar as oportunidades de valorização ou desvalorização dos ativos.

Pode oferecer ganhos altos: se você está pensando em fazer especulação financeira, deve saber que é uma atividade de alto risco. Mesmo assim, muita gente consegue ganhos superiores a outros investimentos do mercado. Dessa forma, você precisa definir se tem disposição para lidar com esses riscos em busca de uma rentabilidade maior do que a esperada.

E para saber se esses riscos realmente se encaixam ao seu perfil, é fundamental entender seus objetivos e estabelecer um planejamento. Com um plano personalizado, você consegue investir de acordo com o seu objetivo e com o seu perfil de investidor.

Veja um plano personalizado para os seus objetivos
Teste grátis

Especulação ou investimentos - qual a melhor estratégia?

Para você saber qual a melhor estratégia para aplicar seu dinheiro, é fundamental saber a diferença entre especulação financeira e investimentos. De uma forma bem simples, podemos dizer que a diferença entre um investimento e a especulação financeira é a forma em que se tem resultados com essas atividades.

Se você é um investidor, provavelmente realiza uma análise detalhada sobre o investimento, pesquisando sobre o seu rendimento.

Além disso, ao investir em um ativo, você espera que ele apresente rendimentos no futuro, um exemplo disso, são os casos das ações que pagam dividendos.

Por outro lado, em uma atividade de especulação financeira, o movimento do mercado é muito mais importante do que o ativo que você possui. O rendimento virá da valorização ou da queda de preço do ativo que você especulou.

Portanto, o que você deve saber é que a melhor estratégia para você depende do seu objetivo e do seu perfil. Como falamos, a especulação financeira apresenta mais riscos do que boa parte dos investimentos, por isso, para saber qual é a melhor, você deve considerar isso também. Além disso, há a questão do tempo esperado para alcançar o rendimento.

Investimentos podem ser de curto, médio e longo prazo. Já a especulação, normalmente, foca em operações de curtíssimo prazo.

As duas atividades podem apresentar bons resultados, desde que sejam realizadas de forma estratégica e de acordo com o seu planejamento. Vale destacar que, em ambos os casos, é necessário que você acompanhe o mercado e identifique onde estão as melhores oportunidades.

Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado

Tipos de especulação financeira no mercado

Assim como você pode encontrar investimentos de vários tipos: títulos de renda fixa, fundos de investimentos, ações, contratos futuros, por exemplo, existem também alguns tipos de especulação financeira.

Veja os 3 principais tipos de especulação financeira utilizados no mercado:

Especulação financeira em Day Trade

Uma especulação financeira de Day Trade é de curtíssimo prazo, pois acontece sempre no mesmo pregão. Isso quer dizer que as transações, tanto de compra quanto de venda, são sempre encerradas no mesmo dia em que foram iniciadas.

Caso você opte por esse tipo de especulação financeira, não irá correr o risco de uma desvalorização dos ativos de um dia para o outro, já que a negociação acontece apenas durante alguns minutos ou horas em um mesmo dia.

Isso não significa, é claro, que os investimentos de curtíssimo prazo
também não ofereçam riscos.

Especulação financeira em Swing Trade

Nesse caso, a especulação dura mais tempo do que no Day Trade, pois o especulador pode manter a posição no ativo por alguns dias ou por algumas semanas. Os riscos do Swing Trade podem ser suavizados com algumas estratégias, como a diversificação dos ativos ou mesmo alguns tipos de hedge.

Especulação financeira com robôs traders

Para que a especulação financeira tenha resultado, você precisa estar de olho em todos os movimentos do mercado, identificando todas as mudanças e oportunidades que podem aparecer a qualquer momento.

Atualmente, você consegue encontrar alguns softwares que acompanham o mercado e executam as operações de acordo com os dados que foram programados, como margem de ganho e perda do ativo. Esses softwares são chamados de robôs traders.

Dessa forma, é possível programar esses robôs para que eles identifiquem as melhores oportunidades do momento.

Porém, é preciso destacar que esses robôs não são tão eficientes e costumam ser bem complicados de usar.

Além disso, como a programação deve partir de você, saber definir os parâmetros certos para identificar uma boa oportunidade. Só que nem todo mundo sabe fazer isso, pois exige um conhecimento bem profundo do mercado.

Essa dificuldade com robôs faz com que muitas pessoas desistam de investir. Mas nem tudo está perdido. Na Toro, você tem acesso a uma plataforma que apresenta essas informações de uma forma bem simples e fácil. E mais: você pode investir em poucos cliques nas melhores oportunidades que o mercado oferece.

Descubra as ações mais interessantes do momento
Explore o mercado

O especulador na Bolsa de Valores

O ambiente de atuação de um especulador financeiro é a Bolsa de Valores. Neste ambiente, é possível especular a variação de preços de vário ativos, como ações de empresas, contratos futuros de commodities, mini contratos de moeda e de índice.

O especulador vigia o mercado a espera de oportunidades que possam ser interessantes e gerar bons resultados.

Por isso, é preciso conhecer bem como funciona a dinâmica do mercado de capitais e saber como operar na Bolsa de Valores, por meio de plataformas online.

Por muito tempo, o Home Broker foi o único sistema que possibilitava a compra e venda de ativos através da internet, sendo responsável por intermediar a conexão de vários investidores com a Bolsa de Valores.

Alguns anos atrás, operar esse sistema era uma dificuldade encontrada por muita gente, que não entendia como se conectar com a Bolsa de Valores. Porém, isso não é um problema mais.

Hoje em dia, não é preciso ser um especialista no mercado financeiro para conseguir negociar um ativo ou comprar uma ação. Agora, é possível realizar isso tudo pela tela do computador, com poucos cliques.

A Toro mudou a forma como as pessoas acessam as oportunidades na Bolsa de Valores e se conectam com este ambiente.

Nossa plataforma tem recomendações feitas por profissionais que fazem o "trabalho duro" para que qualquer pessoa possa investir na Bolsa, mesmo que não tenha grande conhecimento de mercado.

Conheça o jeito mais fácil de investir na Bolsa de Valores
Teste grátis

Especulação financeira - A crise de 1929

A especulação financeira não é uma atividade específica dos dias de hoje. Ela acontece há muito tempo e foi protagonista de alguns momentos importantes da economia mundial.

Em 1929, aconteceu um dos episódios mais conhecidos e marcantes da economia moderna.

E você já deve imaginar qual é. A especulação financeira que acontecia na Bolsa de Valores de Nova York, nos Estados Unidos, resultou em uma grande crise e recessão da economia, e gerou um cenário de extrema deflação.

A crise da Bolsa de Valores de Nova York aconteceu devido à alta especulação gerada sobre as ações listadas na casa. Como muitas pessoas estavam especulando, o preço caiu rapidamente, gerando uma grande euforia que causou a quebra da Bolsa e trouxe prejuízos para muitos especuladores.

Mesmo com este cenário de economia caótica, o principal especulador financeiro da história conseguiu bons resultados.

Trata-se de Jesse Lauriston Livermore, especulador norte-americano que viveu entre 26 de Julho de 1877 e 28 de Novembro de 1940.

Ele é conhecido como o melhor especulador de todos os tempos e certamente é uma das referências quando falamos em especulação financeira. Quando saiu de casa com 14 anos, tinha apenas 5 dólares no bolso e, ao longo da sua vida, conseguiu acumular uma fortuna.

Em 1929, mesmo com a quebra da Bolsa de Valores dos Estados Unidos, Jesse Livermore tinha uma fortuna acumulada em 100 milhões de dólares. Este valor era suficiente para colocá-lo na lista dos homens mais ricos do mundo daquela época.

Em relatos deixados em livros escritos por ele, Livermore diz que todo o sucesso alcançado como especulador só foi possível devido ao seu conhecimento de mercado e à visão que tinha para encontrar as oportunidades mais interessantes do momento.

Diferentemente, da dificuldade que existia na época de Livermore, hoje em dia você consegue acompanhar o mercado de capitais e encontrar boas oportunidades de ativos sem sair de casa. Com poucos cliques na internet, você pode observar o mercado e escolher as alternativas que mais combinam com seu planejamento.

Descubra as ações mais interessantes do momento
Explore o mercado

Os riscos da especulação financeira

Apesar de ser uma atividade muito atraente, que pode trazer ótimos resultados em pouco tempo, a especulação financeira é cercada por um grande risco. Como já falamos, isso acontece porque é baseada em estimativas, que podem ou não se concretizar.

Assim, como a quebra da Bolsa de Valores de Nova York, podemos encontrar casos de especuladores que perderam muito dinheiro com suas operações no mercado de capitais. O próprio Jesse Livermore quebrou 4 vezes por conta das suas especulações.

Ao especular no mercado financeiro, você poderá ter ótimos rendimentos, mas também corre sérios riscos de sair no prejuízo.

Isso significa que você deve evitar a especulação a todo custo? Não é bem assim. Você deve saber que a especulação financeira pode possibilitar ganhos altos em um curto espaço de tempo. Mas precisamos relembrar que esse tipo de estratégia está atrelada a uma exposição maior aos riscos.

Por isso, você deve saber lidar com esses riscos para conseguir alcançar bons retornos. Hoje em dia, é possível lançar mão de mecanismos para suavizar esses riscos e aumentar as chances de sucesso nas suas operações.

Além disso, é importante avaliar se essa estratégia está adequada ao seu perfil de investidor.

Vale aqui o recado: apesar de toda a tecnologia disponível, o conhecimento sobre o mercado ainda é a melhor estratégia. Quanto mais você aprender sobre investimentos e mercado financeiro, maior será sua facilidade para encontrar as alternativas que podem ser mais adequadas para você alcançar o sucesso.

Descubra as ações mais interessantes do momento
Explore o mercado