A grande maioria de investidores, quando compram ações, esperam lucrar a partir da valorização do preço dos seus ativos. Uma parcela deles, entretanto, conta com um rendimento a mais: a distribuição de lucros periódica da empresa.

É bem provável que você já ouviu falar dos famosos dividendos ou já até os recebeu. Esse provento é pago aos acionistas de uma empresa, de acordo com a decisão de um Conselho Administrativo.

Neste material, entretanto, falaremos de um ponto um pouco mais específico sobre esse tipo de rendimento: o indicador conhecido como dividend yield.>

Descubra o que são dividendos e ganhe com eles
Acesse o guia completo

Conhecendo o Dividend Yield

Para os investidores que optam por montar uma estratégia de investimento dando destaque aos dividendos, conhecer e entender o dividend yield é mais que necessário. Esse indicador, como você verá à frente, mensura o retorno da ação de acordo com o provento pago.

Entretanto, muitos investidores não o conhecem ou não sabem como ele funciona. Acredite, o seu cálculo é mais simples que imagina.

Dividend Yield (DY), que pode ser traduzido para o portugês como Rendimento de Dividendo, é um indicador que mede a performance da empresa de acordo com os proventos pagos aos seus acionistas. Ele mostra a relação entres os dividendos distribuídos e o preço atual da ação da empresa.

Calculando o Dividend Yield

dividend-yield-dividendos

O cálculo para encontrar o Dividend Yield é bem fácil de entender: você deve dividir o valor de dividendos pagos em determinado período pelo preço individual da ação antes dessa distribuição de dividendos. Depois, basta multiplicar esse resultado por 100.

Veja a fórmula abaixo:

Cálculo Dividend Yield

Para facilitar ainda mais o entendimento sobre a fórmula de DY, vamos analisar um exemplo, que tal?

Imagine que um investidor tenha ações do Itaú em carteira e, neste ano, a empresa tenha pago R$5,00 de proventos por cada ação. Suponha que o preço do ativo estivesse em R$45. Neste caso, o DY seria de 11,1%.

R$5,00 dividido por R$45 = 0,111 vezes 100 = 11,1

Esse percentual mostra que cada ação do Itaú retornou 11,1% em proventos neste período.

Encontrar este valor possibilita a comparação do rendimento dos dividendos entre empresas que um investidor esteja interessado em investir. Se busca por aquelas que pagam bons proventos, atente-se às empresas que possuam os maiores valores de dividend yield.

Mas não se esqueça:

Se o preço de uma ação estiver muito desvalorizado, o seu DY pode aparentar ser melhor do que a realidade. Como o indicador varia inversamente à cotação do papel, os baixos valores podem dar à empresa a falsa impressão de boa pagadora de dividendos.

É fundamental ter muita atenção quando for analisar esse indicador. Ele deve ser utilizado para complementar uma análise muito mais profunda, isto é, não deve ser o único fator determinante.

Qualquer investimento que decidir fazer deve ser baseado em uma análise ampla e consciente. Acredite, aqueles que utilizam informações sólidas na hora de comprar e vender ações (ou quaisquer outros títulos) têm maiores chances de sucesso.