As principais ações de empresas de energia elétrica do Brasil são: Alupar, AES, Celesc, Cemig, CESP, CPFL, Copel, EDP, Eletrobras, Eneva, Energisa, Engie, Equatorial, Light, Neoenergia, Ômega, Taesa e Transmissão Paulista.

Já pensou em investir no setor elétrico? Pois saiba que as ações das empresas de energia da Bolsa de Valores do Brasil estão entre as queridinhas do mercado, desde os investidores principiantes até os mais experientes.

Hoje, há mais de 30 alternativas de ações de empresas de energia elétrica à disposição do investidor de Renda Variável.  

No artigo, de hoje, vamos conhecer o setor elétrico no Brasil, a matriz energética nacional e quais empresas tem capital aberto na Bolsa, bem como as vantagens de incluir essas ações no seu portfólio de investimentos.


Nova call to actionAproveite o jeito mais fácil de investir agora mesmo Faça seu cadastro grátis na Toro

Como é o setor de energia elétrica no Brasil?

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Brasil possui, hoje, cerca de 171 mil megawatts de potência fiscalizada, sendo que 74% provem de fontes sustentáveis e de baixa emissão de gases do efeito estufa. 

Isso faz da matriz energética brasileira uma das menos poluentes entre as principais economias do mundo, de acordo com a Agência Nacional de Energia (AIE). Segundo o órgão internacional, o Brasil consome mais de 510 gigawatts anualmente (entre todas as fontes), apontam os dados mais recentes.

A notícia ruim é que também temos uma das energias mais caras do mundo. Os cálculos do Instituto Ilumina preveem que o Brasil terá a energia mais cara do planeta até o final de 2021. O ranking atualmente é liderado pela Alemanha e o Brasil está na segunda posição. 

A crise hídrica-energética que o país enfrentou em 2021 e o valor das tarifas somam-se ao fato de a matriz energética nacional ser muito dependente dos recursos hídricos.

Por fim, algumas empresas de energia elétrica no Brasil também fazem parte do índice de Small Caps. Confira um vídeo especial do Analista de Investimentos da Toro, Lucas Carvalho, explicando melhor esse conceito:

Invista nas ações com maior potencial para crescer e surpreender Tenha a carteira exclusiva dos Pioneiros da Bolsa

Matriz energética brasileira

A atual matriz energética brasileira é predominantemente de usinas hidrelétricas, com mais de 60% da geração. Mas isso não é algo que deve durar para sempre, uma vez que há investimentos em realização para a geração de mais energia por fontes renováveis como a eólica e a solar.

No diagrama abaixo, elaborado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), podemos ver como a matriz está organizada hoje e como será a divisão esperada para 2025.

Capacidade instalada da matriz energética brasileira

Fonte: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

Agora, antes de analisar e investir em empresas de energia elétrica, é fundamental conhecer 4 conceitos básicos para compreender como esse mercado funciona: geração, transmissão distribuição e comercialização de energia.

Desde a produção dos megawatts nas usinas até você acender a luz do quarto, a energia precisa percorrer um caminho bastante específico.

Com esse conhecimento, você poderá compor uma carteira de ações de energia elétrica de forma diversificada, evitando concentrar demais em um único tipo de serviço. Além disso, estude a região em que a empresa atua para, também por meio da diversificação, aumentar a segurança do portfólio e o potencial de retorno.

Geração de energia elétrica

A geração de energia ocorre nas usinas hidrelétricas, térmicas, de biomassa, eólica, nuclear, solar, etc. Esse é o primeiro passo da produção de toda a energia que consumimos em nossas casas, indústrias, escolas, hospitais, entre outros.

Em outras palavras,  a geração é o processo de criar energia elétrica a partir de outra fonte energética. 

No caso das usinas hidrelétricas, aproveitamos a energia mecânica que é gerada quando a água passa e movimenta as turbinas; nas eólicas, a eletricidade é criada quando os ventos giram as pás eólicas dos parques e por aí vai. As empresas geradoras, então, são as que fazem a operacionalização desse processo, independente da fonte utilizada. 

Como vemos no mapa abaixo, o Operador Nacional do Sistema divide os grandes grupos de geração, conforme as principais regiões do país. Além disso, é possível verificar que a maior parte da energia é gerada pelo meio hidráulico (clique na imagem para ampliar).

Mapa de Geração de energia no Brasil

Regiões geradoras de energia elétrica no Brasil - Fonte: ONS

Esse tipo de companhia recebe concessões ou vence licitações para a exploração de usinas por um longo prazo. Essas usinas podem ou não ser de propriedade da empresa, de acordo o tipo de energia e com o contrato estabelecido.

As empresas geradoras podem deter os demais processos da cadeia energética, como transmissão, distribuição e comercialização ou vender a energia para que outras companhias façam isso. 

Por fim, os grandes consumidores de energia como as indústrias também podem comprar energia diretamente das empresas geradoras como estratégia de redução de custos.

Transmissão de energia elétrica

A transmissão é feita por aquelas linhas extensas de cabos de aço suspensos em torres que vemos normalmente quando viajamos de carro. Ali, uma tensão elétrica muito alta está em transmissão constante.

O serviço de transmissão ocorre quando a energia gerada nas usinas é "levada" para os centros consumidores, normalmente grandes cidades ou regiões metropolitanas.

As linhas de transmissão são definidas e separadas geograficamente. As empresas que normalmente trabalham essas linhas acertam as concessões por várias décadas a fim de oferecer o serviço.

O Brasil tem, em 2021, mais de 145 mil km de linhas de transmissão. Todas elas são organizadas conforme o Sistema Interligado Nacional (SIN) que vemos abaixo (clique na imagem para ampliar):

Mapa Sistema de Transmissão de Energia ElétricaPrincipais linhas de transmissão do Brasil - Fonte: ONS

Tais concessões são feitas por leilões em que a empresa paga para explorar e fazer a manutenção das linhas. Então, quanto mais linhas a transmissora tiver, mais ela vai receber, independente da quantidade de energia que passar pelos seus cabos.

Quando a energia chega aos centros urbanos, ela é recebida pelas subestações de rebaixamento, que vão reduzir a tensão com o objetivo de realizar a distribuição da energia para todos os consumidores das cidades próximas. 

Distribuição de energia elétrica

Agora, vamos falar das empresas que oferecem os serviços de distribuição de energia, uma vez que ela já foi gerada e transmitida para um local específico. 

São consideradas empresas distribuidoras de energia aquelas que levam a energia das subestações de rebaixamento até os consumidores finais.

Já perto das residências e outros locais, existem transformadores que reduzem ainda mais a voltagem até os 127 ou 220 volts que temos nas tomadas.

As distribuidoras normalmente compram a energia de comercializadores, que veremos a seguir, ou a adquirem por meio de leilões. Então, seu lucro vem da diferença entre a compra dessa energia a um preço X e a receita recebida pela distribuição a um preço Y.

É importante ressaltar que as distribuidoras também sofrem regulamentação governamental sobre as tarifas que serão repassadas aos consumidores finais. Essas tarifas são revisadas periodicamente a cada cinco anos e também por meio de um reajuste anual.

Comercialização de energia elétrica

Por fim, o conceito de comercialização engloba a negociação de contratos de compra e venda de energia entre as geradoras, distribuidores e consumidores.

A comercialização é sempre regulada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que atua de forma a viabilizar o melhor ambiente de negócios possível, valorizando um espaço competitivo, sustentável e seguro.

Quais são as melhores ações de empresas de energia elétrica?

Agora que você já entende em detalhes quais são os serviços que uma empresa pode desenvolver no setor de energia, vamos falar das principais companhias. Atualmente, há mais de 30 empresas dessa área listadas na Bolsa de Valores, sendo que as mais procuradas e comentadas no mercado são: 

Empresa Código* Serviços de energia elétrica**
Aeris Energy AERI3 Fabricação de pás eólicas
Alupar ALUP11 Geração e transmissão
AES Brasil AESB3 Geração
Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc)
CLSC3 Geração e distribuição
Cemig CMIG4 Geração, transmissão, distribuição e comercialização
Companhia Energética de São Paulo (Cesp) CESP6 Geração e comercialização
CPFL Energia CPFE3 Geração, transmissão, distribuição e comercialização
Companhia Paranaense de Energia (Copel) CPLE6 Geração, transmissão, distribuição e comercialização
EDP Brasil ENBR3 Geração, transmissão, distribuição e comercialização
Eletrobras ELET3 Geração, transmissão, distribuição e comercialização
Eneva ENEV3 Geração de energia e produção de gás natural
Energisa ENGI11 Distribuição e comercialização
Engie EGIE3 Geração e comercialização de energia e transporte de gás natural
Equatorial EQTL3 Geração (termoelétrica), transmissão, distribuição e comercialização
Light LIGT3 Geração, distribuição e comercialização
Neoenergia NEOE3 Geração​, transmissão, distribuição e comercialização
Ômega Geração OMGE3 Geração de energia 100% limpa
Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) TAEE11 Transmissão
Transmissão Paulista (ISA CTEEP) TRPL4 Transmissão

*Ticker com maior liquidez da companhia
**Dados do setor de Relações com Investidores das empresas

É importante lembrar que as ações apresentadas neste texto não são recomendações de compra nem necessariamente expressão a opinião dos especilistas da Toro.

Antes de passar ao próximo tópico, confira um vídeo especial da nossa Analista de Investimentos, Stefany Oliveira sobre a montagem de uma carteira de ações vencedora:

Quais são as melhores ações para investir hoje? Acesse grátis e descubra

Quais são as vantagens de investir em ações de energia elétrica?

Mas, afinal, vale a pena investir em ações de empresas de energia elétrica? Vamos tratar de alguns fatores que tornam essa aplicação como uma das mais procuradas da Bolsa de Valores, seja por investidores iniciantes quanto por aqueles com muitos anos de mercado:

  • São empresas com contratos e concessões longos: normalmente, as empresas do setor de energia elétrica fazem contratos e vencem direitos de concessões por muitas décadas. Isso significa que ela poderá explorar aquele serviço com mais previsibilidade de receita por muitos anos.
  • Maior previsibilidade de receita: como dissemos, a duração dos contratos e concessões de fornecimento de serviços de energia elétrica perduram por muito tempo e podem ser renovados. Além disso, esse é um serviço essencial para as famílias e para as empresas, o que garante maior previsibilidade do quanto a empresa vai faturar, mesmo em tempos de menor consumo.
  • Monopólios naturais e/ou dificuldade de novos entrantes: empresas do setor de energia tendem a ser monopólios naturais, isto é, atuam naqueles mercados em que é praticamente impossível a entrada de um novo concorrente. Se uma empresa fornece energia a uma região, se torna muito caro para outra companhia entrar nesse mercado, pois a empresa que está estabelecida tem um custo fixo bem menor já que ela não precisa mais construir toda a rede para poder funcionar.
  • Boas pagadoras de dividendos: por terem receitas, margens e lucros mais previsíveis, as empresas elétricas são excelentes pagadoras de dividendos. Uma vez que é mais difícil que esse tipo de empresa cresça de modo muito acelerado, muitas delas tomam a decisão de repartir boa parte dos seus lucros com os acionistas como forma de proventos. 
  • Matriz energética brasileira ainda muito concentrada: como vimos, a matriz energética brasileira ainda é muito concentrada na geração pelo meio hídrico. Desse modo, as empresas desse setor tem relevante market share e hegemonia na prestação do serviço.

Como investir em ações de empresas de energia elétrica?

Para terminar, vamos falar de como investir nas ações de empresas de energia elétrica. Confira abaixo um passo a passo para realizar esse processo, desde a abertura da conta em sua corretora até o momento da compra do ativo em si:

Gráfico Animado

Se sentir alguma dificuldade, também preparamos esse tutorial em vídeo para te ajudar a comprar suas ações na plataforma da Toro com Corretagem Zero: 

Quais são as melhores ações para investir hoje? Acesse grátis e descubra