Basta chegar os dois últimos meses do ano que a dúvida sobre que fazer com o 13° salário começa a tomar conta de trabalhadores, aposentados ou pensionistas que recebem esse pagamento.

Essa dúvida parte, muitas vezes, do desejo de não gastar a quantia recebida apenas para quitação de dívidas e pagamento de contas que chegam em janeiro. Além disso, há a vontade de destinar uma parte do dinheiro para que ele possa render mais.

O fim de ano é uma época que favorece o consumo e o uso desregulado do dinheiro, não é mesmo? Dessa forma, saber o que fazer com o 13° salário é essencial para a construção de um bom planejamento financeiro, não só para este período, mas para todo restante do ano.

Afinal, o que fazer com o 13° salário

A remuneração extra é esperada o ano todo pelo trabalhador, já que este direito está garantido pelas leis que regulamentam as relações entre empregado e empregador. O pagamento desse benefício é realizado, na maioria dos casos, em duas parcelas: a 1° deve acontecer até o último dia do mês de novembro e a 2° até o dia 20 de dezembro.

Realizar um planejamento para esse recebimento é fundamental para começar
o ano com as finanças em dia.

Se você tem interesse em adotar novos hábitos e cuidar melhor do seu dinheiro, este é um bom momento para dar o pontapé inicial.

De forma geral, existem 3 cenários mais comuns para uso do 13° salário pela população, que são:

  1. Usar para quitar dívidas atrasadas.
  2. Colocar na Poupança.
  3. Começar a investir.

Entenda cada um dos cenários que acabamos de mostrar:

1- 13° para colocar suas contas em dia

Se a sua preocupação é manter uma situação financeira equilibrada, o primeiro passo para alcançar esse objetivo é ficar livre das dívidas. Usar o 13° salário para quitar contas que estão atrasadas é sempre uma boa opção.

Outro elemento que você precisa levar em consideração são as contas que chegam em janeiro. Geralmente, parcelas de IPTU e IPVA começam a ser cobradas logo do começo do ano, além disso tem material escolar, matrículas em faculdades, seguro de carro e imóveis, entre outros compromissos que chegam nesta época.

É necessário que você antecipe esse gargalo e reserve uma boa parte do 13° salário para não começar o ano já criando dívidas.

Mesmo quando sua prioridade for o pagamento de dívidas, é preciso levar em conta a possibilidade de separar uma parte do 13° para a construção de um fundo de emergência. Investir uma pequena parte deste recebimento é a porta de entrada para muitas pessoas que se tornam grandes investidoras e com isso conseguem conquistar seus objetivos, como a comprar uma casa própria, fazer a viagem dos sonhos ou adquirir um automóvel.

Dessa forma, mesmo se você já esteja contando com o dinheiro para pagar todas suas contas, analise a possibilidade de começar um investimento com uma parte dessa quantia.

Por outro lado, se você está com a situação tranquila e não possui dívidas, vamos te mostrar outras opções para o que fazer com o seu 13° salário.

Conheça os melhores investimentos do mercado. Simule e compare

2 - O que fazer com o 13° salário: Poupança não é uma boa ideia

Os principais motivos que levam as pessoas a investirem na Poupança são a segurança e a facilidade para abrir uma conta em um banco.

Essas vantagens não são diferenciais, afinal há outros investimentos que também são seguros e simples de serem realizados.

O retorno de um investimento realizado na Poupança é de cerca de 4,5% ao ano, esse valor está muito abaixo de outros investimentos, seja na renda fixa ou na renda variável.

A caderneta possui um rendimento inferior ao da inflação, isso significa que ao deixar o seu dinheiro ali por um tempo, no momento de retirar você terá perdido poder de compra, pois ele não acompanhou o mesmo ritmo dos preços do mercado.

Por que investidores inteligentes não aplicam seu 13º na Poupança?
Descubra agora

3 - Investindo o 13° em opções rentáveis

Como dissemos, a Poupança não é uma forma de investimento, está mais caracterizada como uma maneira de poupar dinheiro. Se você deseja ver seu dinheiro rendendo, é preciso pensar em opções mais vantajosas, ou seja, que apresentam melhores rendimentos que a Poupança.

Se você está procurando o que fazer com o 13° salário, o conselho é considerar alguns investimentos, pois podem fazer seu pagamento render de forma considerável.

Veja 3 exemplos de investimentos melhores que a Poupança para aplicar seu 13° e garantir melhores resultados:

Tesouro direto

Funciona como se fosse um empréstimo para o Governo Federal, que utiliza o recurso para melhorar a infraestrutura do país. O Tesouro Direto faz parte dos investimentos de renda fixa, isso quer dizer que ao aplicar seu dinheiro nessa opção, você consegue saber antecipadamente quanto vai receber de volta quando acabar o investimento.

Se você está pensando sobre o que fazer com o 13° salário e procura uma forma de começar uma carteira de investimentos, de maneira segura e simples, o Tesouro Direto é uma ótima possibilidade.

CDB: investindo em bancos

O CDB ou Certificado de Depósito Bancário funciona de uma forma parecida ao Tesouro Direto, entretanto os responsáveis por estes títulos de renda fixa são instituições bancárias. Além de ser mais rentável que a Poupança, o seu investimento em CDB é assegurado pelo Fundo Garantidor de Créditos, o FGC.

Bolsa de Valores

Muitas pessoas acreditam que, para realizar investimentos na Bolsa de Valores, é necessário percorrer um caminho complicado e cheio de riscos.

Porém, é possível acabar com este mito e investir em ações de uma forma simples e sem abrir mão totalmente da segurança.

Investir em ações na Bolsa de Valores, ultimamente, se tornou uma opção interessante para quem deseja alcançar sonhos maiores e conseguir melhores rendimentos. Acompanhando o movimento do mercado, é possível comprar ou vender ações de empresas presentes na Bolsa e colher o fruto dessas transações.

A Toro Investimentos permite que você invista o 13° de forma simples e rapidamente. Além disso, é possível você projetar o risco, evitando que tenha uma surpresa.

Monte grátis sua carteira de investimentos. Teste grátis

É preciso definir agora o que fazer com o 13° salário

Você já parou para pensar no quanto teria rendido a remuneração extra do ano passado se você tivesse investido em opções mais rentáveis? Esse é um bom ponto de partida para guiar sua escolha sobre o que fazer com o 13° salário.

Para a construção de um futuro mais tranquilo financeiramente, é necessário começar a pensar agora.

Investimentos que antes eram considerados inacessíveis, hoje estão disponíveis a um clique. Na Toro, você tem acesso a estes investimentos de uma forma simples e clara, é possível entender a margem de ganho, realizar uma simulação e controlar os riscos, no caso do investimento na Bolsa de Valores.

Nossa plataforma permite que você invista tanto em títulos de renda fixa, como em ações na Bolsa de Valores. E o melhor: tudo isso de forma bem simples, sem complicações. Acesse e faça uma simulação.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora