Para quem opera Day Trade ou Swing Trade, as tendências são as melhores oportunidades de obter ganhos, independentemente da direção do mercado. É possível criar estratégias com o mercado "andando de lado", mas são nas tendências que se encontram as minas de ouro. 

O estudo das tendências é um dos pilares da Teoria de Dow, aquela que deu início à Análise Técnica dos ativos financeiros.

Neste artigo, você aprenderá as principais características das tendências, como elas se formam e são revertidas, além das operações que podem ser feitas conforme os rumos dos preços. Vamos lá?

   Opere Day Trade com Profit gratis pra sempre.Quer ter o Profit grátis para sempre?  Clique aqui e vença na Bolsa com a  melhor ferramenta do mercado

Como se formam as tendências de mercado?

Praticamente todo mundo já viu um gráfico de preços de investimentos financeiros em Renda Variável. Nele, é possível notar que a linha das cotações em relação ao tempo se move em "ondas", ou seja, formando topos e fundos.

A tendência nada mais é do que a direção para qual os preços estão se movimentando, isto é, para cima ou para baixo.

O intuito dos traders é identificar o início deste movimento e, a partir daí, ganhar. Mas como as tendências se formam?

Você já sabe que as cotações dos ativos são formadas pelo leilão constante entre compradores e vendedores. Então, o lado que estiver se sobressaindo ditará a direção do mercado. 

Isso pode acontecer por diversos motivos: fatores técnicos, fundamentalistas, decisões emocionais, efeito manada, entre outros. 

A tendência se prolongará até o ponto em que um novo fator mude a sua direção.

Por isso, além de observar a direção dos preços, também é relevante notar o volume de negociação. 

O número de negócios na compra é igual ao número de negócios na venda. O volume é interessante para confirmar a tendência. Então, se o preço está subindo e o volume está caindo, a tendência pode estar em risco.

Importante, de acordo com a Teoria de Dow, as tendências tem 3 classificações:

Tendência Característica
Primária Dura mais tempo e determina a direção no longo prazo
Secundária Dura menos que a primária e representa o movimento de médio prazo
Terciária Dura menos que a secundária e configura o rumo do mercado no curto prazo


Para compreender melhor esses conceitos, confira o gráfico a seguir em que ilustramos a tendência primária (linha roxa), a secundária (linha rosa) e a terciária (linha amarela).

linhas-de-tendencia-primaria-secundaria-1
Para a análise das tendências de mercado é fundamental contar com a melhor plataforma para trading, em que você terá todos os recursos técnicos para acertar. Assista a um vídeo com o nosso Analista de Investimentos, Victor Lima, e entenda mais sobre o assunto: 

Aproveite o melhor do mercado com plataformas profissionais Acesse grátis e escolha a sua

Quais são os tipos de tendência de mercado?

A cotação dos ativos somente poderá apresentar três características em relação às tendências: alta, baixa ou indefinida. Vamos entender cada uma delas nos tópicos a seguir:

1. Linha de tendência de alta (Bull Market)

Uma linha de tendência de alta ocorre quando o movimento comprador se sobressai ao vendedor ao longo de determinado tempo. Quando o mercado está em alta, ele também é chamado de Bull Market

A tendência de alta sempre será decorrente da formação de topos e fundos ascendentes.

Ou seja, o próximo topo estará acima do anterior e esse movimento se repetirá, confirmando a confirmação da tendência. Atente-se que, quanto maior for a duração da tendência, mais significativa ela será e mais difícil será a sua reversão.

Veja um exemplo na imagem abaixo da formação de uma tendência de alta no gráfico diário das ações da CSN: Linha de tendência de altaQuer ter o Profit grátis para sempre?  Clique aqui e vença na Bolsa com a  melhor ferramenta do mercado

Assim sendo, nas tendências de alta, é muito mais fácil operar comprado, isto é, ganhar com a alta das cotações. Além disso, os traders também observam outros indicadores técnicos e formações gráficas para antecipar a reversão da tendência antes que ela ocorra. Trataremos disso mais à frente. 

2. Linha de tendência de baixa (Bear Market)

A linha de tendência de baixa é justamente o oposto da anterior. Nesse caso, os vendedores ganham a queda de braço com os compradores. Quando o mercado está em queda, costumamos nos referir-lhe como um Bear Market

A tendência de baixa sempre será decorrente da formação de topos e fundos descendentes.

Assim sendo, o próximo topo deve estar abaixo do anterior e esse padrão se repete várias vezes, confirmando a força da tendência.

Observe um exemplo de tendência de baixa que durou de junho a dezembro de 2021 no Ibovespa

Linha de tendência de baixaOpere minicontratos sem pagar mensalidade e nem corretagem Vença na Bolsa com  Profit grátis para sempre

Portanto, durante uma tendências de baixa, é muito mais fácil ganhar operando vendido, isto é, ganhar com a queda das cotações. Nesses casos, o manejo dos stops loss e gain é realizado de acordo com os topos e fundos anteriores, modulando o alvo e risco da operação.

3. Indefinida ou lateralizada

Por fim, há a situação em que o mercado não tem uma direção clara, isto é, não está nem subindo nem caindo. No jargão da área, dizemos que está lateralizado ou "de lado".

Essa falta de tendência também pode ser chamada de "zona de congestão".

O trader deve estar atento, pois é muito mais difícil obter ganhos com o mercado sem direção clara. Veja um exemplo desta situação no gráfico de 1 hora das ações da EcoRodovias:tendencia-indefinidaAproveite o melhor do mercado com plataformas profissionais Acesse grátis e escolha a sua

Contudo, há possibilidades de ganhos com a quebra dessa falta de rumo nos preços, ou seja, quando o mercado dá sinais de que entrará em tendência.

Como fazer uma análise de tendência de mercado?

Para fazer a análise de uma tendência, é preciso observar alguns fatores como a sua duração, seus limites, inferiores e superiores, pontos de suporte e resistência, entre vários outros. Vamos conhecer alguns deles: 

Longo prazo x curto prazo

O prazo de uma tendência não segue uma regra fixa, mas sua duração será maior quanto mais tempo ela perdurar e tiver suas linhas de suportes e resistências testadas e não vencidas. 

As mais longas podem durar anos, as de médio prazo alguns meses e as de curto prazo duram algumas semanas, dias e os movimentos intradiários.

Perceba que uma tendência de longo prazo é composta de várias tendências de curto prazo. Para ajudar a identificar tendências de longo prazo, gráficos mensais ou semanais são usados para se ter uma ideia melhor da tendência. Gráficos de dados semanais ou diários são mais utilizados quando se analisa as tendências de médio prazo e, para o curto prazo, usamos o diário/intradiário.

Suportes e resistências

Outro importante fator a observar são as linhas de suportes e resistências. Com o mercado em tendência, essas linhas podem conferir ao trader uma análise do momento de reversão da tendência, sua respectiva força e entender como está a psicologia dos investidores em determinados níveis de preços.

Quando o mercado sobe, ele rompe resistências, por causa da formação de topos e fundos ascendentes. Quando o mercado cai, ele perde suportes. Nesses casos, abrem-se boas oportunidades para operações de reversão de tendência.

suporte-resistencia-tendencia-de-alta

Linhas de canal

As linhas de canal também são bastante úteis para a operação de tendências, pois elas traçam linhas inferiores e superiores nos topos e fundos dos preços, ajudando a compreender a direção do mercado, a força da tendência e os possíveis pontos de reversão.

Um canal pode ter inclinação para cima, para os lados ou para baixo mas, independente da direção, a interpretação é a mesma. Os investidores esperam que um ativo seja negociado entre os dois níveis de suporte e resistência até ele romper para além de um dos níveis, momento no qual os investidores podem esperar um forte movimento no sentido da ruptura.

Veja um exemplo abaixo: 

Linhas de canal na Análise técnica

Médias móveis

Um indicador muito útil para detectar operações com o mercado em tendência são as médias móveis. Essas são linhas calculadas conforme os preços de fechamento anteriores e funcionam como confirmadores de tendência, além de pontos de suporte e resistência em diferentes períodos. 

Uma estratégia muito utilizada para detectar a reversão de uma tendência é observar o cruzamento das médias móveis, isto é, quando se usa duas médias (uma curta e uma longa) e elas se cruzam para cima ou para baixo.

Sinais de reversão e rompimentos

Por fim, a literatura de Análise técnica compreende ainda alguns padrões (formações e desenhos no gráfico) que podem ser usados para detectar a reversão de tendências, tais como, por exemplo:

📈 Padrões gráficos de reversão de tendência


  • Ombro-Cabeça-Ombro e Ombro-Cabeça-Ombro Invertido.
  • Fundos ou topos duplos/triplos.
  • Bandeiras e flâmulas
  • Cunhas
  • Triângulos e retângulos


Além das formações nos gráficos, alguns candlesticks com formatos característicos podem ser indicativos de uma possível reversão, tais como: 

📈 Padrões de candlesticks de reversão de tendência

  • Estrela da manhã ou da noite
  • Engolfos
  • Dojis
  • Martelo e estrela-cadente
  • Marobozu
  • Mulher grávida
  • Bebê abandonado


Claro que estes são apenas alguns exemplos e um estudo mais aprofundado lhe dará uma melhor compreensão outros candles que podem ser utilizados e quais são as suas características.

Aprenda estratégias de trading que funcionam de verdade.

Tire todas suas dúvidas para se tornar um trader vencedor Faça gratuitamente o curso Day Trade para Iniciantes 

Devo operar a favor ou contra a tendência?

Para terminar, uma dúvida que muitas vezes surge, sobretudo entre os traders principiantes é se devem fazer operações a favor ou contra a tendência.

Como vimos durante o artigo, operar a favor da tendência é mais fácil do que contra ela. Entre os ditados mais repetidos entre os trader está aquele que diz que "a tendência é sua amiga".

Isso quer dizer que, ao observar a formação de  uma tendência e sua força, você tem muito mais chances de obter ganhos com os setups a favor do movimento.

Claro que oportunidades nas correções também existem, mas requerem maior cuidado e controle de risco para evitar grandes perdas.

Algumas pessoas dizem que Day Trade é furada, mas em boa parte das vezes ignoram fundamentos simples como esses. 

Antes de fechar essa página, confira um vídeo especial em que nosso Analista, Bráulio Langer, fala mais sobre o tema: 

Opere minicontratos sem pagar mensalidade e nem corretagem Vença na Bolsa com  Profit grátis para sempre