Você sabe o que é mini dólar? Ao contrário do que o nome sugere, ele não é uma versão em miniatura da tão conhecida moeda norte-americana — está bem longe disso, aliás. Em poucas palavras, eles são minicontratos de dólar negociados no Mercado Futuro da Bolsa de Valores.

Quer aprender um pouco mais sobre esse assunto? Então, leia o texto para entender como funciona e para que serve o mini dólar.

O que é Mercado Futuro?

O Mercado Futuro é um ambiente virtual dentro da Bolsa de Valores. Nele, são negociados contratos de compra ou de venda de ativos para uma data futura, isto é, que ainda está por vir.

Se você já ouviu falar na Bolsa, provavelmente sabe que boa parte das negociações que lá acontecem são associadas às ações de empresas. No Mercado Futuro, acontece algo parecido, só que em vez de ações são negociados contratos futuros.

A dinâmica você já conhece: você pode ganhar dinheiro com sua valorização ou
ter perdas com sua desvalorização.

Mas vale lembrar que também é possível operar vendido neste contrato, em que você terá ganhos se vender mais caro e comprar mais barato.

Em vez de negociar parte de grandes empresas, você negociará lotes de contratos com vencimentos previamente combinados. Os ativos envolvidos podem ser índices, commodities agrícolas — como sacas de café, trigo, soja etc. — ou moedas estrangeiras, como o dólar. Devido à fama da moeda norte-americana, os contratos futuros de dólar são uns dos mais negociados nesse mercado.

Entendendo o mini dólar

Agora que você já conhece o contexto no qual este tipo de contrato está inserido, é hora de entender como funciona o mini dólar na prática.

Tenha em mente que o minicontrato futuro de dólar negociado no Mercado BM&F representa um acordo de compra e venda de US$10.000,00. Contudo, o preço desses contratos é combinado no momento da negociação.

É importante lembrar que existe também o ajuste diário, em que a Bolsa de Valores confere todos os dias quem teve lucro ou prejuízo, e o acerto financeiro é feito diretamente em conta de cada investidor.

No Brasil, quem quer investir nesses contratos pode escolher uma data de vencimento para o primeiro dia útil de todos os meses do ano. Eles podem ser negociados das 9:00 às 18:00 em dias úteis.

A cotação do contrato é feita em real brasileiro e o lote padrão das negociações corresponde a um contrato por vez no caso do mini dólar. Saiba que, na data de vencimento, você não receberá a moeda física em sua casa nem nada do gênero.

Você terá direito à liquidação financeira da negociação, recebendo a diferença em sua conta ou pagando o prejuízo.

À primeira vista, pode até parecer complicado, mas é mais simples do que você imagina. Para tomar as decisões corretas nesse tipo de investimento, você deve pensar qual será o preço — em reais — de uma determinada quantia de dólares em uma data futura. Assim, é possível estimar se ele vai se valorizar ou não e se vale mais a pena adquirir ou vender um minicontrato de dólar.

Quer converter dólar em reais? Acesse grátis

Códigos de negociação: entendendo o que é WDO

Agora que você já sabe o que é mini dólar, também precisa aprender que cada minicontrato da moeda é marcado pela sigla WDO,  além de uma letra e de dois números. Eles significam, respectivamente, o mês e o ano de vencimento desse contrato.

Os anos são representados por seus últimos dois dígitos. Os meses têm códigos específicos correspondentes a letras:

  • Janeiro (F)
  • Fevereiro (G)
  • Março (H)
  • Abril (J)
  • Maio (K)
  • Junho (M)
  • Julho (N)
  • Agosto (Q)
  • Setembro (U)
  • Outubro (V)
  • Novembro (X)
  • Dezembro (Z)

Para exemplificar, imagine que você entrou na plataforma de investimentos da sua corretora e se deparou com a sigla WDOU20. Esse código significa que este é um minicontrato de dólar com vencimento que ocorrerá no primeiro dia útil de setembro de 2020.

Como investir em mini dólar?

Antes de tudo, você precisa ter uma conta em uma corretora de valores. Depois disso, você terá acesso à plataforma de negociação. Na maior parte das vezes, ela pode ser acessada de qualquer dispositivo: smartphone, tablet ou computador.

Nela, você encontrará códigos parecidos com o que te mostramos agora pouco. Depois de avaliar e, se preciso, contar com análise dos especialistas de sua corretora, você poderá escolher o minicontrato que melhor se adapta aos seus objetivos e necessidades.

No entanto, para concretizar essa negociação, você precisará ter uma margem de garantia, que varia de corretora para corretora. Esse valor corresponde a um montante já depositado em sua conta, para certificar que você tem meios de arcar com os prejuízos, caso eles ocorram.

Não precisa ser apenas em dinheiro. Algumas corretoras também aceitam títulos públicos, CDBs e até ações como garantia.

A margem de garantia também possibilita operar com alavancagem, permitindo que você consiga movimentar quantias bem maiores do que tem em conta. Precisamos te lembrar que isso aumenta as possibilidades de ganho, mas também amplia seus riscos. Por isso, é fundamental saber utilizá-la de maneira consciente, ok?

É hora de investir em dólar? Veja o gráfico e análise

Investir em contratos de mini dólar vale a pena?

Podemos resumir essa resposta em: sim, vale a pena, mas também depende. Você precisa entender quais são seus objetivos ao investir nesse ativo.

A recomendação também é válida para qualquer outro tipo de investimento. Sem avaliar corretamente as suas possibilidades e sem ter certeza de que o seu perfil de investidor está realmente de acordo, fica mais difícil tomar uma boa decisão.

E como você pode perceber, investir em mini dólar é uma excelente alternativa porque ele é uma das opções mais acessíveis do Mercado Futuro. Considerando que você não precisa de um patrimônio muito grande para investir, é viável operá-lo mesmo com poucos recursos.

Algumas de suas principais
vantagens são a alta liquidez
e a flexibilidade.

Isso quer dizer que entrar e sair desse investimento é um processo rápido. Por consequência, seu capital não precisa ficar parado por longos períodos e você pode reinvesti-lo em outros ativos. Além disso, eles são uma ótima forma de complementar sua carteira de investimentos.

Ainda assim, os mini contratos de dólar têm seus riscos, principalmente por conta das constantes oscilações que o mercado apresenta. Dessa forma, quem não tem muita experiência com renda variável pode se assustar e agir impulsivamente.

Por isso é tão importante contar com ajuda de quem realmente entende do assunto para saber como funciona o mini dólar. Conte sempre com a Toro para te ajudar nessa missão, certo?

Monte grátis sua carteira de investimentos. Teste grátis