Você já ouviu falar em Fundos de Investimentos Long Biased, Long & Short e Long Only? O ingresso no mercado por meio dos Fundos é uma ótima alternativa para quem não quer passar muito tempo analisando cada estratégia. Por isso, esses veículos de investimento estão se tornando tão populares para exposição em Renda Variável e diversificação de carteira.

Um levantamento da B3 mostrou que, em 2016, 78% das pessoas possuíam apenas ações no portfólio. Em 2021, esse número caiu para 49%. 

Ou seja, mais e mais pessoas buscam outros tipos de investimento para tornar sua carteira mais variada. No conteúdo de hoje, exploraremos em detalhes o que são cada um desses Fundos e as estratégias por trás deles para que você possa, dessa forma, conhecê-los e investir neles com mais segurança, confiança e tranquilidade. Vamos lá?

Nova call to action

Encontre o melhor Fundo para investir agora Faça sua pesquisa grátis

Quais são os tipos de Fundos de Investimento?

A cartilha de classificação da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), entidade que define as boas práticas dos Fundos de Investimentos, divide os Fundos de Ações e Multimercados em 3 categorias específicas:

      1. Classe de ativos (o que compõe o patrimônio do Fundo).
      2. Tipo de gestão (ativa ou passiva, isto é, indexada a algum índice de referência).
      3. Estratégia (o que os Fundos fazem para gerar valor aos cotistas).

Os Fundos de Investimentos que analisaremos nesse conteúdo são Fundos de Ações ou Fundos Multimercados e se encaixam na 3ª categoria da Anbima, uma vez que apresentam diferenças nas estratégias de mercado.

Portanto, esses são tipos de investimentos voltados àqueles com perfil de investidor moderado a arrojado, ou seja, com mais tolerância ao risco, de acordo com a característica do Fundo. 

Glossário

Antes de prosseguirmos ao detalhamento de cada tipo de Fundo, é preciso conhecer alguns termos da área que ajudarão na compreensão dos conceitos apresentados a seguir. São eles:

  • Long: no mercado financeiro, long se refere às estratégias "compradas". Ou seja, o intuito é ganhar com a valorização dos ativos.
  • Short: o termo short designa as estratégias "vendidas". Em outras palavras, o objetivo é ganhar com os preços em queda. 
  • Bias/Biased: a tradução livre de bias e biased podem ser entendida como "viés", "enviesado" ou ainda "com tendência a...". Portanto, indica qual é tendência predominante, comprada ou vendida.
  • Exposição líquida: diferença entre as posições compradas e posições vendidas em termos percentuais ao patrimônio líquido do Fundo.

Quer saber mais sobre os Fundos de Investimentos e suas características? Então, assista ao vídeo a seguir em que nossa Analista Paloma Brum esclarece tudo sobre o assunto:

Fundos de Investimento com dinheiro de volta? Veja agora aqui na Toro

O que são Fundos Long Biased?

Agora que já passamos pelos termos da área, fica mais fácil entender sem rodeios o que é estratégia Long Biased aplicada aos Fundos de Investimento, sejam eles de Ações (FIA) ou Multimercados (FIM).

Fundos Long Biased ("viés comprado") são aqueles com tendência a manter posições compradas, mas nem sempre são assim, uma vez que também podem assumir estratégias vendidas.

São Fundos de Investimentos bastante flexíveis, em que o gestor pode reduzir, a qualquer momento, a exposição líquida, isto é, diminuir as posições compradas e aumentar as posições vendidas.

Esse tipo de estratégia é adotada quando o mercado está em baixa ou com tendências laterais e o gestor pode criar táticas para ganhar com a queda dos preços. Para isso, os Fundos usam o mecanismo do aluguel de ações (em que vendem ações alugadas de outros investidores e, quando o mercado cai, as recompra mais barato para devolvê-las aos donos).

Portanto, o sucesso desse tipo de Fundo depende da capacidade do gestor em ler os cenários do mercado (alta e baixa) para criar estratégias de compra ou venda de ativos a fim de ganhar com essas oscilações de preços. 

Contudo, lembre-se que a tendência inicial é a posição comprada. A ampliação da estratégia vendida é adotada quando o gestor entende que se faz necessário para se proteger da volatilidade.

Vantagens dos Fundos Long Biased

As maiores vantagens para quem investe em estratégias Long Biased por meio de Fundos de Investimentos são:

  • Contar com um gestor 100% dedicado ao estudo e análise do mercado.
  • Flexibilidade para ganhar tanto com o mercado em alta quanto em queda.
  • Proteção contra a volatilidade do mercado por ter tanto posições compradas quanto vendidas.
  • Diversificação, ou seja, investir em mais de uma ação ou ativo de uma única vez.
  • Não é preciso que o investidor acompanhe diariamente o mercado para decidir quando comprar ou vender.

Para encontrar os Fundos Long Biased na plataforma da Toro, basta, na área de Fundos, buscar por esses termos que o sistema retornará as sugestões, apresentando ainda o investimento mínimo, o prazo de resgate, o tipo de Fundo e a rentabilidade nos últimos 12 meses. Veja um exemplo abaixo:

fundos long biased

Lembrando que os exemplos mostrados neste artigo não são sugestões de compra e que a rentabilidade passada não é garantia de que o mesmo ocorrerá no futuro.

O que são Fundos Long and Short?

Outro tipo comum de diferenciação quanto á estratégia nos Fundos de Investimento de Ações ou Multimercado são os chamados Long and Short.

Fundos Long & Short são os que orientam seus ganhos com estratégias compradas (long) em associação com operações vendidas (short). 

Para as posições vendidas, os gestores também se utilizam do aluguel de ações. É importante destacar que esse tipo de Fundo estrutura suas táticas também com pares de ações – um comprado e outro vendido –, visando a valorização/desvalorização de um como superior a de outro. Então, seus ganhos podem vir da diferença entre as mudanças de preços (spread).

Para determinar esses pares, os Fundos observam a correlação entre os ativos, ou seja, caso uma ação caia por determinado motivo, qual empresa pode subir no mesmo cenário? O long and short também pode ocorrer intersetorial (setor contra setor); ações ON contra ações PN; e holdings versus subsidiárias.

Por fim, essas estratégias podem ser do tipo Neutro, em que as posições compradas são iguais às vendidas, ou Direcional, quando a exposição líquida ligeiramente tende a algum dos lados (comprada ou vendida).

Vantagens dos Fundos Long & Short

Entre as principais vantagens dos Fundos Long and Short, podemos destacar:

  • Ganhar tanto com movimentos de alta quanto de queda.
  • Não depende da performance da Bolsa e sim dos ativos escolhidos para long e short.
  • É possível ter manejo de risco operando nas duas pontas.

O que são Fundos Long Only?

Por fim, temos os Fundos Long Only, que também podem ser do tipo Multimercado ou de Ações e são bastante simples de entender.

Fundos Long Only são aqueles que adotam somente a estratégia comprada, visando a valorização dos ativos em que investem em determinado prazo.

Portanto, quando o gestor deseja alterar os ativos no portfólio do Fundo, ele se desfaz ou reduz uma posição comprada e inclui uma nova ou aumenta uma posição já existente. 

Além disso, caso ele pense que é melhor não estar tão exposto ao mercado em momentos de queda generalizada do mercado, a estratégia pode ser, de acordo com a política do Fundo, aumentar as posições de caixa ao reduzir as compras.

Lembrando que ao menos 67% do patrimônio dos cotistas dos Fundos de Ações deve estar investido em produtos do mercado de ações (ações livres, cotas de outros Fundos, BDRs, etc). Já nos multimercados, não há a exigência de concentração em uma classe de investimento.

Vantagens dos Fundos Long Only

Quem investe em Fundos de Investimento cuja estratégia é Long Only terá as seguintes vantagens: 

  • Crescem quando o mercado está em alta.
  • Criam boas estratégias visando a valorização no longo prazo.
  • Sofrem menos com a volatilidade também no longo prazo.

Para encontrar esse tipo de Fundo na plataforma da Toro, basta seguir o mesmo procedimento: na área de Fundos, busque pelos termos long only e veja as sugestões do sistema.Você ainda confere, por meio da etiqueta amarela, em quais Fundos recebe Cashback da taxa de administração, uma vantagem que só tem aqui na Toro (veja um exemplo na imagem a seguir):

fundos-long-onlyNova call to action

Como escolher Fundos de Investimentos?

Agora que você domina todos os conceitos entre os Fundos Long Biased, Long & Short e Long Only, já está mais preparado para realizar esse tipo de investimento.

Independentemente de qual categoria você for escolher, alguns fatores podem lhe auxiliar na comparação entre os Fundos, tais como:

  1. Prazo de resgate: número de dias para receber os recursos em pedidos antes do vencimento.
  2. Nível de risco: alinhe o nível de risco do Fundo ao seu perfil de investidor. 
  3. Taxas e custos: analise os custos e taxas cobradas e o impacto na rentabilidade final.
  4. Investimento mínimo: observe qual é o valor mínimo de cada cota em relação ao seu aporte mensal
  5. Relatório gerencial e regulamentação: leia quais são as regras e o perfil da gestão nos documentos da administração.
  6. Rentabilidade: analise, historicamente, qual é o desempenho do Fundo na sua categoria.


Dessa maneira, ao associar o tipo de estratégia do Fundo com os fatores acima, você estará muito perto de fazer a escolha certa de investimento, de acordo com seus objetivos.

Como investir em Fundos de Investimentos?

Para terminar, confira abaixo os passos necessários para realizar a aplicação em um Fundo de Investimento:

  1. Defina seus objetivos: seu investimento deve estar coerente com objetivos, prazo e nível de risco.
  2. Escolha o tipo de Fundo: opte por Fundos de Renda Fixa, de Ações (FIA), Multimercado (FIM), etc.
  3. Escolha a estratégia do Fundo: no caso dos FIA e FIM, decida entre as estratégias Long Biased, Long Only e Long & Short.
  4. Abra conta em uma corretora: abra conta na Toro e tenha acesso aos melhores Fundos com Cashback na taxa de administração.
  5. Transfira os recursos e busque o Fundo: leve o dinheiro para sua conta ativa na corretora e procure pelo Fundo na plataforma.
  6. Configure e confirme o investimento: selecione o número de cotas, conforme o investimento mínimo, e confirme a aplicação.


Por fim, é recomendável que você também diversifique sua carteira aplicando não somente em mais de um tipo de Fundo, mas também em mais de uma categoria de investimentos financeiros (ações, FIIs, títulos públicos, CDBs, etc). 

Se ficar com alguma dúvida no processo, veja o tutorial em vídeo abaixo e siga os passos recomendados para fazer esse tipo de aplicação:

Invista nos melhores Fundos do mercado e receba Cashback Acesse grátis agora