Aprenda tudo sobre a Bolsa de Valores com a série da Toro: Como começar a investir na Bolsa

Quando falamos sobre os investimentos na Bolsa de Valores, a primeira palavra que surge é: ação. Esse realmente é o tipo de ativo mais conhecido que é negociado nesse mercado, mesmo por quem ainda não decidiu começar a investir.

Comprar ações é o desejo de muitas pessoas, seja pela vontade de se tornar um investidor de sucesso ou seja pelo sonho de ganhar dinheiro investindo. As ações da Bolsa realmente oferecem retornos bem altos, mas devido aos riscos envolvidos, nem todo mundo chega a realizar esse desejo.

Se você quer aprender como comprar ações, veja no 9º artigo da série: Como começar a investir na Bolsa e descubra que as ações vão muito além do que a imaginação popular consegue definir.

Comprar ações vale a pena?

Como já falamos, comprar ações se tornou um objeto de desejo de muitas pessoas. No entanto, nem todas chegam a realizá-lo por causa do medo de perder tudo e/ou da falta de informação qualificada sobre o tema.

O medo é mesmo um motivo forte que afasta muitos potenciais investidores da Bolsa.

Porém, em muitos casos, esse medo vai além da realidade. De fato, comprar ações pode ser um negócio arriscado, mas o que nem todo mundo sabe é que esse risco pode ser minimizado

Atualmente, existem ferramentas e estratégias que conseguem suavizar os riscos e aumentar as chances de sucesso de quem decide comprar ações. Dessa forma, você consegue investir dinheiro com segurança e suavizando os riscos.

Uma dessas ferramentas é o stop loss, também chamado de prejuízo estimado. Parece estranho à primeira vista definir quanto você deseja perder. Mas saiba que essa atitude é fundamental. Afinal, esse mecanismo pode evitar que ocorra prejuízos ainda maiores.

Podemos entender o prejuízo estimado como um gatilho programado para disparar automaticamente quando a tendência que você imaginava não se concretiza. Ou seja, se a ação que você esperava subir, na verdade caiu, esse gatilho é ativado em determinado patamar estabelecido por você, para evitar que tenha uma perda enorme.

Outra atitude importantíssima para que você não venha a se frustrar é investir de acordo com seu perfil de investidor. Ele é tão essencial que, hoje em dia, é uma obrigatoriedade exigida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

E por que essa exigência? Porque sabemos que nem todo mundo é igual e pensa igual.

Portanto, um investimento interessante para a sua mãe pode não ser o mais legal para você. E é identificando seu perfil de investidor que você vai investir de forma mais focada.

Essa análise do seu perfil é uma ferramenta importante para guiar seus passos na hora de investir, considerando sua tolerância ao risco e também os seus objetivos. Mas como descobrir qual o seu perfil?

Não se preocupe, isso é simples de resolver. Aqui na Toro, por exemplo, você pode descobrir o seu perfil depois de responder um questionário rápido e online. Depois disso, vamos te mostrar seu perfil de investidor e indicar alguns investimentos mais adequados para você montar sua carteira. Tudo isso gratuitamente.

Monte grátis sua carteira de investimentos. Teste grátis

Mais uma dica para proteger melhor o seu dinheiro na hora de comprar ações, além de respeitar seu perfil de investidor, é diversificar seus investimentos. Isso significa não investir tudo em um lugar só.

Pensou que era só escolher apenas uma ação e comprar o máximo dela possível com o dinheiro que você tem? Nada disso. O mais indicado é distribuir seu dinheiro em diferentes modalidades, para aumentar suas chances de ter bons resultados e suavizar os riscos.

Aprenda a importância de diversificar sua carteira no vídeo:


Quem prefere investir focando apenas em ações pode, por exemplo, escolher ativos ligados a empresas de setores diferentes, por exemplo: uma do setor imobiliário, outra do agronegócio, outra de siderurgia, mais uma de petróleo e outra vinculada ao ramo bancário.

Dessa forma, você consegue investir aproveitando as oportunidades da Bolsa de Valores e se protege caso algo inesperado aconteça em algum desses setores ou empresas. É claro que esse é apenas um exemplo, certo?

Para saber quais ações comprar e qual o melhor momento para fazer isso, você deve observar o mercado e quais tendências ele mostra agora, para tomar uma boa decisão. E se você não sabe ainda como fazer isso, sem problemas.

Aqui na Toro, nosso time de analistas está sempre atento ao que acontece na Bolsa para te oferecer oportunidades recomendadas para aquele momento. Você só precisa escolher quais delas te interessa mais e clicar para investir. Legal, né?

Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado

Como comprar ações passo a passo?

Se você ainda não sabe direito o que é uma ação, nós explicamos agora: ações são uma fração do valor de uma empresa ou sociedade anônima. De forma bem livre, podemos entender uma ação como um pedaço de uma empresa.

Uma empresa que tem a intenção de expandir ainda mais o seu negócio, por exemplo, pode abrir seu capital na Bolsa de Valores, isto é, disponibilizar uma parte sua na forma de ações. Com isso, é possível arrecadar o dinheiro necessário para finalizar seu projeto de crescimento.

Que tal entender isso melhor? Assista ao vídeo e aprenda ainda mais:


Agora que você sabe o que é uma ação, vamos mostrar como comprar ações. Existem várias possibilidades de fazer isso, através de: fundos de investimento, ETF (Exchange Traded Funds), clubes de investimento e pela compra direta também.

Vamos focar nessa última opção porque ela costuma ser a forma mais conhecida e desejada de quem quer começar a investir na Bolsa de Valores. Veja um passo a passo básico de como comprar ações:

  1. Abrir conta em uma corretora de valores da sua confiança.
  2. Ter bem claros os objetivos a serem alcançados.
  3. Identificar seu perfil de investidor.
  4. Escolher qual ação investir e identificar o melhor momento de comprá-la.
  5. Monitorar a tendência para vender no momento mais interessante para realizar os lucros.

Viu como o processo de como comprar ações é bem menos complicado do que muitas pessoas imaginam? É claro que mostramos de forma bem simplificada, mas se você escolher uma boa corretora de valores os passos serão basicamente esses mesmos.

Mas talvez você tenha notado que uma das etapas pode ser mais complicada, especialmente se você está começando agora a investir na Bolsa de Valores.

Eleger uma ação para investir, e saber o momento certo de comprá-la, pode não ser tarefa fácil para quem ainda é iniciante.

Pensou em desistir? Nada disso. Temos uma boa notícia: aqui na Toro nós te ajudamos a encontrar ótimas oportunidades da Bolsa. Nosso time de especialistas observa o mercado atentamente durante o pregão para encontrar ações com boas chances de valorização.

Sua tarefa é apenas escolher quais oportunidades recomendadas mais te interessam e clicar para investir. Que tal experimentar essa facilidade agora mesmo?

Descubra as ações mais interessantes do momento
Explore o mercado

Qual o valor mínimo para comprar ações?

Essa é uma pergunta bastante comum e também muito válida. Afinal, antes de comprar ações, é importante saber qual será o custo desse investimento. Nesse sentido, temos uma ótima notícia para dar: a Bolsa de Valores não exige um valor mínimo para investir. Pensou que esse mercado era exclusivo para quem tem muito dinheiro na carteira?

Na verdade, a Bolsa é bastante
democrática e está acessível para investidores de todos os bolsos.

As ações podem ter valores bastante variados e que mudam constantemente. Por exemplo, existem ações que podem custar dezenas de reais e também tem aquelas que custam somente alguns centavos. Por isso é que podemos dizer que não existe um valor mínimo para investir na Bolsa de Valores.

No entanto, se pensarmos de forma lógica, quem investe mais dinheiro tem mais chances de receber retornos maiores. É uma questão de proporção, concorda? Porém, isso não deve ser um obstáculo para você que não tem tanto dinheiro disponível agora.

Você pode começar a investir com pouco dinheiro e ir construindo esse capital, ao mesmo tempo em que vai ganhando mais experiência e confiança para investir. E aqui na Toro isso é possível de verdade.

Você pode começar a comprar ações a partir de aproximadamente R$200,00. Lembra que falamos que nossa equipe está sempre de olho no mercado para te oferecer ótimas oportunidades?

Olha só nesse vídeo como é fácil investir na Bolsa de Valores com a Toro:


Viu só como as oportunidades recomendadas chegam até você? Na nossa plataforma, na parte de Bolsa de Valores, você tem acesso a elas e pode receber notificações de novas oportunidades durante o tempo em que a Bolsa está aberta.

Nossas recomendações vêm em formato de cards, bem simples e intuitivos. Em todos eles, mostramos as informações mais relevantes para você decidir se quer ou não aproveitar essa oportunidade.

Dessa forma, você não aplica seu dinheiro no escuro e clica em “investir” já sabendo o valor necessário em reais, a duração do investimento, o potencial de lucro e, claro, o prejuízo estimado. Veja só como é uma oportunidade recomendada:

Recomendações Bolsa de Valores

Portanto, você investe com praticidade, com poucos cliques, com segurança, protegendo seu investimento de possíveis mudanças de cenário, e com confiança, sabendo que aquela recomendação foi feita por uma equipe que realmente entende do assunto.

Precisamos lembrar que o exemplo de recomendação que mostramos logo aqui em cima não significa que vai se repetir da mesma forma para essa mesma ação.

Afinal, não há garantias de que o que aconteceu no passado vá ocorrer exatamente do mesmo jeito no futuro.

Por isso, se você deseja saber qual o melhor momento para comprar ações do seu interesse, o ideal é observar o mercado e conversar com especialistas da área. Nossa equipe de assessores está sempre disposta a te ajudar e tirar todas as suas dúvidas.

Converse com nossos assessores certificados
Tire suas dúvidas agora

Comprar ações - quais os custos e taxas?

Muitas pessoas têm curiosidade em saber quanto custa para comprar ações, mas sempre focado no valor mínimo, como vimos no bloco anterior.

No entanto, um detalhe importante que nem todos lembram são os custos atrelados a esse investimento. Você sabe quais taxas precisa pagar na hora que decide comprar ou vender uma ação?

Veja só alguns deles e invista sem surpresas. Afinal, conhecer esses custos é primordial, pois, dependendo da corretora, eles podem tomar uma parte significativa do seu lucro:

Imposto de renda

Vamos começar pela tributação mais conhecida. No caso de quem investe em ações, o IR para pessoa física é de 20% para Day Trade (operação de compra e venda que começam e terminam no mesmo dia) e de 15% para os demais prazos.

Um lembrete fundamental aqui: a declaração do Imposto de Renda deve ser feita mensalmente e quem vendeu menos de R$20.000 tem isenção (pessoa física). Porém, quem realiza operações de Day Trade deve declarar independentemente do valor.

A boa notícia é que para qualquer prazo de investimento, seja no curto ou seja no longo, os prejuízos podem ser deduzidos.

Taxa de custódia

Essa é uma taxa que costuma surpreender quem é iniciante porque nem todo mundo as conhece. Ela é cobrada pela própria Bolsa de Valores, como uma forma de arcar com os custos operacionais por guardar suas ações, se você mantê-las em carteira por mais de um dia.

Ou seja, ela é cobrada para prazos de investimento que duram mais de um dia, então não é cobrada para Day Trade. Sabe o melhor? Aqui na Toro você não paga taxa de custódia para ações.

Taxa de emolumentos

Essa também é uma taxa cobrada pela Bolsa de Valores, e seu cálculo é feito proporcionalmente ao valor da compra e venda de ações. O valor percentual da taxa de emolumentos é calculado sobre o total do volume negociado. Mas você deve saber que o total cobrado varia de acordo com:

  • O tipo de operação, que pode ser normal ou Day Trade (curtíssimo prazo).
  • A categoria de quem investe — pessoa física, fundos ou clubes de investimento.
  • O valor investido.

O cálculo dos emolumentos é um pouco complexo, mas não se preocupe porque ele é cobrado diretamente no seu extrato. Para entender melhor sobre esse tema, você pode acessar a página da Bolsa.

Taxa de corretagem

Talvez você até já tenha ouvido falar sobre essa taxa. Ela é cobrada pelas corretoras de valores, pela qual você investe, cada vez que você compra e vende uma ação.

O valor cobrado de corretagem pode ser uma quantia fixa por operação ou uma porcentagem sobre o valor total movimentado. Lembra quando falamos no início deste bloco que, dependendo da corretora, os custos com taxas e afins podem afetar negativamente os seus ganhos?

Bem, a taxa de corretagem é uma das que mais pode causar esse problema, pois uma corretora de valores pode determinar o valor que será cobrado por ela (desde que atenda às exigências dos órgãos reguladores).

Por isso é tão importante escolher uma boa corretora para investir. Aqui na Toro, o jeito de cobrar corretagem é bem diferente.

Confiamos tanto nas nossas recomendações, que você só paga corretagem quando tem lucro com a nossa oportunidade recomendada. Portanto, se você tiver prejuízo, a taxa de corretagem é zero.

Vale lembrar que, se você fizer um investimento que não foi recomendado pela nossa equipe na nossa plataforma, a taxa de corretagem cobrada será de acordo com uma tabela tradicional, que está entre as mais baratas do mercado.

Nós criamos esse sistema de ganha-ganha, porque só queremos ganhar se você ganhar também. Queremos estar do seu lado tanto nos ganhos quanto nas perdas. Além de ter o desafio constante de oferecer excelentes oportunidades da Bolsa para você investir bem.

Conheça as melhores oportunidades da Bolsa agora
Explore o mercado

Comprar ações - como saber a hora certa de investir?

Depois de saber quanto custa para comprar ações, é chegada a hora de colocar tudo que aprendeu em prática, certo? Mas se você prestou bastante atenção ao que falamos até aqui, talvez ainda tenha dúvidas sobre a hora certa de investir.

Como saber o momento mais oportuno para comprar ou vender uma ação? Bem, uma coisa precisamos deixar claro desde já: investir na Bolsa de Valores não depende de sorte, como muitos ainda pensam, e sim de estratégia.

Entenda melhor sobre isso no vídeo abaixo:


Não existe fórmula mágica ou bola de cristal que vá te fazer se tornar um grande investidor do dia para a noite. Existem sim grandes chances de ter ótimos resultados observando o mercado e identificando as tendências que ele apresenta.

É por isso que um bom investidor é aquele que lança mão das chamadas análise de ações. Existem dois tipos principais: a análise técnica e a análise fundamentalista. Confira no quadro a seguir as principais diferenças entre elas:

Análise técnica Análise fundamentalista
Também chamada de análise gráfica. É uma observação sobre o movimento do preço de uma ação através de um gráfico. É bastante utilizada para investimentos de curtíssimo, curto e médio prazo, para identificar o cenário de maior probabilidade de acontecer com aquela ação nos próximos minutos, horas, dias, semanas ou até meses. Ao contrário da análise técnica, a fundamentalista foca mais no longo prazo. Ela é uma observação detalhada sobre as perspectivas de valorização de uma ação para os próximos meses e anos. Ela leva em consideração não apenas o preço da ação, mas também a saúde financeira e a governança da empresa.

Agora ficou mais fácil entender a principal diferença entre elas, não é? A análise técnica é mais usada por investidores que buscam oportunidades da Bolsa em um curto espaço de tempo, enquanto a fundamentalista é mais indicada para quem deseja investir pensando no longo prazo.

Vale lembrar que essas análises não conseguem prever com 100% de acerto o que vai acontecer com o preço de uma ação no futuro. Elas simplesmente apontam o caminho que tem mais chances de ocorrer conforme as tendências que o mercado aponta.

Relembramos a importância de investir
com estratégia para proteger seu dinheiro, caso o que era esperado não aconteça.

Mas não se preocupe, porque na Toro nós te ajudamos a investir nas melhores oportunidades da Bolsa do momento. Além de aproveitar as oportunidades que nosso time de experts indica, você pode clicar para entender os motivos de estarmos indicando comprar ou vender aquela ação naquele momento.

Você pode ver a tendência para uma ação do seu interesse, e checar os detalhes da análise que nossa equipe fez. E ainda conferir, por exemplo, qual é a visão geral dos nossos analistas e quais são os pontos negativos e positivos daquela empresa.

Legal, não é? Entender todo esse processo faz parte do aprendizado de como saber a hora certa de comprar ações. E aproveitar uma oportunidade no momento certo é essencial para ter bons resultados e alcançar o sucesso com seus investimentos.

Aprenda como se tornar um investidor de sucesso na Bolsa
Acesse o curso gratuito



Leia outros artigos da nossa série: