Quer descobrir como comprar ações na Bolsa? Esse mercado parece empolgante para você? Muitas pessoas têm interesse nesse assunto, mas preferem deixar de lado por acharem que ele é complicado e, o pior, muito arriscado.

Porém, cada vez mais pessoas têm aberto os seus olhos para o investimento na Bolsa de Valores e, acredite, comprar ações pode ser um investimento muito seguro se você fizer a aplicação da forma correta.

O nosso objetivo com este artigo é mostrar como investir na Bolsa de Valores. Ao final dele, você verá que comprar ações é muito mais simples do que você imagina. Confira!

4 maneiras de comprar ações

É possível comprar ações de 4 formas diferentes, basicamente. Veja a seguir como funciona cada uma delas:

1. Fundos de Investimento

O fundo de investimento é uma espécie de reunião de vários investidores. Cada participante adquire um ou mais cotas do fundo, e o valor total é administrado por um gestor. É como se cada investidor do fundo fosse dono de um apartamento em um prédio e o gestor do fundo fosse o síndico.

Ao investir em um fundo você estará, basicamente, aumentando o capital total dele para que a pessoa que gerencia a conta faça as aplicações e monte sua carteira de investimento. Quando as aplicações geram lucros, é feita a distribuição aos participantes do fundo de acordo com o seu percentual de participação no valor total aplicado.

A vantagem dos fundos de investimento é que as despesas com corretagem e custódia são diluídas entre os participantes. No entanto, uma das principais desvantagens é que você não poderá escolher os ativos que serão investidos, já que essa responsabilidade é exclusiva do gestor do fundo.

2. Clubes de Investimento

Os Clubes de Investimento têm certa semelhança com os fundos, uma vez que o patrimônio também é dividido em cotas. A diferença é que, nesse caso, trata-se de pequenas sociedades de pessoas físicas que querem investir na Bolsa de Valores.

Geralmente, ele é composto por amigos e familiares que reúnem uma quantia em dinheiro, elegem alguém para geri-la. Com o dinheiro de cada um dos participantes, investem na Bolsa de Valores e recebem os lucros da aplicação, de acordo com o valor que cada um investiu inicialmente.

3. Exchange Traded Funds (ETFs)

Ao comprar uma ETF você, basicamente, adquirirá uma cesta de ações de uma só vez. Essa pode ser uma excelente alternativa para quem quer ter rentabilidades diversificadas dentro do Mercado de Ações.

A principal vantagem dessa modalidade, além da diversificação, são os baixos custos e maior rentabilidade. No entanto, ela pode não ser vantajosa quando o valor investido for muito baixo, tendo em vista que as taxas podem comprometer o retorno do seu investimento. Outra desvantagem é que, assim como nos exemplos anteriores, você não poderá escolher em qual título seu dinheiro será aplicado.

4. Mercado tradicional

Por fim, a última e a melhor forma de fazer a compra de ações nada mais é que a compra direta. Nesse caso, você escolhe os títulos e arca com todos os custos que incidem sobre ele. Assim, o seu investimento fica totalmente sob seu controle e da sua estratégia de investimento.

Para explicar melhor como essa modalidade de investimento na Bolsa funciona, veja a seguir um passo a passo para comprar ações.

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Saiba como comprar ações

Agora que você entendeu que existem 4 formas de investir em ações, conheceu seus critérios, vantagens e desvantagens, chegou o momento de mostrar como você aplica o seu dinheiro em ações. Você vai se surpreender ao descobrir como é simples fazer isso.

  • O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores. Atualmente, existem diversas empresas que oferecem esse tipo de serviço. Escolha aquela que proporcionará o melhor custo em relação à qualidade do atendimento.
  • O passo seguinte também é muito simples. Você precisará enviar dinheiro para a sua nova conta na corretora. Para isso, você pode realizar um DOC ou TED, seguindo as orientações da corretora que você escolheu.
  • Com o dinheiro na conta da corretora, o terceiro passo é definir o seu perfil de investidor e objetivos. Muitas pessoas negligenciam essa etapa e acabam partindo para os próximos passos sem saber exatamente o que desejam ao fazer um investimento. Isso pode ser um problema bem maior do que muita gente imagina. Não ter total noção sobre seu perfil e seus objetivos pode fazer com que os resultados dos investimentos nesse mercado fiquem bem abaixo do esperado.
  • Por fim, o último passo, é escolher os ativos disponíveis para compra no sistema da sua corretora. Todas as transações são feitas online, então você não precisa abrir mão do conforto e comodidade da sua casa para comprar ações.

Pode falar: aprender como comprar ações na Bolsa de Valores é bem mais simples do que você imaginava, não é?

Invista nas melhores oportunidades da Bolsa com um clique. Veja agora

Taxas e custos para comprar ações da Bolsa

As taxas do Mercado de Ações, à primeira vista, podem assustar um pouco quem ainda não conhece bem essa aplicação. Mas não precisa se preocupar. Com uma boa estratégia, é possível conseguir uma excelente rentabilidade, mesmo pagando esses valores.

Conheça as principais taxas cobradas na hora de fazer a compra de ações:

  • Taxa de administração:
    Aparece principalmente em fundos de investimento e serve para custear os serviços de gestão do investimento.Taxa de corretagem: cobrada pela corretora em cada um dos processos de compra e venda de títulos na Bolsa de Valores.
  • Taxa de performance:
    Cobrada quando a rentabilidade de um título ultrapassa a estimativa de outras aplicações financeiras.
  • Taxa de custódia:
    Valor pago para que o título seja mantido. Funciona basicamente como uma espécie de guarda das ações adquiridas e mantidas pelo investidor;
  • Taxa de emolumentos:
    Única taxa cobrada pela Bolsa de Valores. Ocorre sobre cada transação de compra e venda de ações.

Quais os riscos de comprar ações na Bolsa de Valores

Um dos principais motivos que faz com que muitas pessoas deixem de comprar ações é o risco que está ligado a esse tipo de aplicação. O mais importante é saber que todo e qualquer investimento em renda variável, que é o caso da Bolsa de Valores, terá certo grau de risco. Isso acontece porque o mercado é muito dinâmico e está em constante movimentação.

No entanto, é possível minimizar esses riscos com algumas práticas simples, como: estudar bem o mercado, analisar a fundo se é uma boa ideia adquirir ações de uma determinada empresa, além de ter uma carteira diversificada e não investir tudo em apenas um título.

É importante saber que apenas conhecer o processo de comprar ações não é suficiente. É preciso entender o momento certo para realizar a compra ou venda de uma ação.

E esse é um passo essencial para qualquer pessoa que queira investir na Bolsa de Valores, até mesmo para os mais experientes.

Por isso, independentemente do seu nível e tempo nesse mercado, é muito importante que você sempre busque informações sobre o assunto.

Além disso, se você ainda tiver alguma dúvida sobre o processo de comprar ações, algumas corretoras oferecem um serviço de assessoria para te ajudar a selecionar os melhores ativos, sempre respeitando seus objetivos e seu perfil de investidor.

Veja as ações mais negociadas da Bolsa hoje. Acesse grátis