Se você já se deparou com este termo no mercado financeiro, possivelmente teve dúvidas sobre o que significa ADR, qual a relação dele com ações como Vale, Petr4, Gerdau e outros destaques da Bolsa de Valores no Brasil.

ADR significa American Depositary Receipt, em português, Recibos Depositários Americanos.

Resumidamente, ADRs são recibos de ações estrangeiras emitidos nos Estados Unidos para negociação em bolsa.

Esse tipo de recibo foi criado para que empresas estrangeiras pudessem participar do mercado de ações nos Estados Unidos, e os investidores americanos, por sua vez, conseguissem comprar ações de outros países.

Ou seja, para as ações de uma empresa brasileira serem negociadas em bolsa nos Estados Unidos, como na NYSE (Bolsa de Nova York) ou na NASDAQ, não basta que elas estejam listadas na B3, elas precisam ser emitidas em forma de títulos, e esses títulos são chamados ADRs.

Os ADRs são emitidos por bancos americanos e negociados em bolsa através de corretoras de valores, assim como ações e outros títulos. E as principais empresas brasileiras participam deste mercado.

Portanto, investidores estadunidenses conseguem investir na Bolsa de Valores brasileira, indiretamente, comprando um ADR da PETR4, da Vale ou da Gerdau, por exemplo, da mesma forma que compram ações de empresas do seu país.

Conheça o jeito mais fácil de investir na Bolsa
Aprenda grátis

Entenda como funciona o ADR

Também chamados de Certificados de Ações, os ADRs funcionam como títulos. A diferença é que eles são vinculado a empresas estrangeiras. A sua necessidade surgiu pela dificuldade de comprar ações em países estrangeiros, além da complexidade em realizar operações rápidas (como o Day Trade) com preços em moedas diferentes.

Por isso, o jeito encontrado foi transformar ações estrangeiras em títulos americanos, através do ADR. Mas como isso acontece?

Primeiro, um banco nacional compra as ações de determinada empresa do seu país, se tornando responsável pela custódia dessas ações.

Nos EUA, bancos estadunidenses fazem a compra dessas ações estrangeiras, em uma grande quantidade, agrupam as ações em lotes e transformam em títulos (ADRs), que são emitidos em cada uma das bolsas americanas, como na Bolsa de Nova York (NYSE) e na Nasdaq.

As empresas estrangeiras, por sua vez, fornecem informações detalhadas sobre suas finanças ao banco que as adquiriu.

Quais as vantagens dos ADRs?

ADRs são uma forma interessante de diversificar os investimentos, com qualidades tanto para os investidores americanos quanto para as empresas estrangeiras que têm suas ações transformadas em ADRs.

  • Para os investidores, investir em um ADR é uma maneira fácil e barata de comprar ações de uma empresa estrangeira, lucrando com outros mercados e diversificando seus investimentos.
  • Para a empresa estrangeira e o banco responsável pela custódia de suas ações, participar do mercado de ADRs permite que tenham maior acesso aos Estados Unidos, podendo explorar o mercado de renda variável de uma das maiores economias do mundo.

Veja abaixo algumas das principais ações que possuem ADRs negociadas nas bolsas americanas:

ADRs de empresas brasileiras nos EUA
Empresa Código na Bovespa Código do ADR Número de ações por ADR
Ambev ABEV3 ABEV 1
Azul AZUL4 AZUL 3
Bradesco BBDC3 e BBDC4 BBD e BBDO 1
Braskem BRKM5 BAK 2
BRF BRFS3 BRFS 1
Cemig CMIG3 e CMIG4 CIGC e CIG 1
Copel CPLE6  ELP 1
CPFL Energia CPFE3 CPL 2
 Eletrobras ELET3 e ELET6 EBR e EBRB 
 Embraer  EMBR3 ERJ 
Fibria Celulose  FIBR3 FBR 1
Gerdau GGBR4  GGB
Gol GOLL4 GOL 2
Itaú Unibanco ITUB4 ITUB 1
Oi OIBR4 OIBRC 5
Petrobras PETR4 PBR 2
Telefônica Brasil VIVT4 VIV 1
Tim  TIMP3 TSU 5
Vale VALE3 VALE 1

Veja as ações que podem subir nos próximos minutos. Veja agora

Como funciona o preço de um ADR?

Os bancos americanos que emitem o ADR são chamados bancos depositários, e são eles que definem qual proporção de ADRs nos EUA corresponde a uma ação no país de origem. Ou seja, quantos ADR’s da Petrobras equivalem, em valor, a 1 ação PETR4.

Por isso, os bancos têm o poder de definir um valor de ADR bastante alto para torná-lo substancial, ou muito baixo, para torná-lo acessível a pequenos investidores. Então, cada ADR pode representar uma ação, um lote de várias ações, ou uma fração daquela ação.

Por exemplo: uma ação que, no Brasil, possui um valor referente a US$100,00, pode ser equivalente a 10 ADRs de US$10,00.

Tipos de ADR

Existem três tipos diferentes de ADR e cada um deles possuem algumas peculiaridades:

  • ADR nível 1 - este é o tipo mais básico de ADR, onde as empresas estrangeiras não precisam fornecer tantas informações sobre suas finanças, uma vez que ele possui menos exigências da Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission - SEC). Esse tipo de ADR é negociado em mercado de balcão e a empresa não precisa lançar novas ações no mercado.
  • ADR nível 2 - este tipo de ADR já possui um pouco mais de exigências do que o nível anterior, por isso a empresa é obrigada a divulgar suas informações financeiras ao banco depositário. Em contrapartida, esse tipo de ADR costuma ter mais negociações do que o tipo anterior. Sua negociação é realizada em bolsa de valores e a empresa não é obrigada a lançar novas ações no mercado.
  • ADR nível 3 - este é o tipo de ADR mais prestigiado entre os três, uma vez que eles são obrigatoriamente vinculados a ações novas. Ou seja, para ter um ADR de nível 3, uma empresa precisa lançar novas ações no mercado através de uma oferta pública na bolsa. Por isso, eles têm o potencial de levantar capital e conquistar uma maior visibilidade nos mercados de bolsa dos Estados Unidos.

Como investir em ações americanas no Brasil?

Como você pode perceber, os ADRs são títulos negociados no mercado dos Estados Unidos, então eles são um meio de investidores americanos investirem em ações do nosso país. Mas e o contrário? Como você pode investir em ações americanas no Brasil?

Existem, basicamente 3 formas de investir nos Estados Unidos e aproveitar oportunidades de lucro de uma das maiores potências mundiais:

BDRs

Da mesma forma que existem os ADRs nos Estados Unidos, em nosso mercado são emitidos os BDRs - Brazilian Depositary Receipts, ou Recibos Depositários Brasileiros. Eles funcionam de forma semelhante, sendo certificados de ações estrangeiras emitidos como títulos na Bolsa de Valores do Brasil, e aqui eles são regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Alguns exemplos de BDRs são: AAPL34 (Apple), MSFT34 (Microsoft) e COCA34 (Coca-Cola).

Vale lembrar que nem sempre os BDR’s possuem um alto volume de negociação, por isso é preciso ter muito cuidado ao investir nesses ativos, e optar por outras alternativas, como as seguintes, pode ser uma forma mais interessante de investir nos Estados Unidos.

S&P500

O S&P500, abreviação de Standard & Poors 500, é um índice composto pelas 500 maiores empresas dos Estados Unidos listadas nas bolsas de valores americanas, como Apple, Coca-Cola, Nike, Disney, dentre outras.

Este índice funciona de forma semelhante ao nosso Índice Bovespa, e, assim como ele, pode ser negociado na Bolsa de Valores através de contratos futuros. O código de negociação do índice é ISP e esses contratos são muito procurados por investidores que buscam retornos mais expressivos e de curtíssimo prazo.

Dólar

O dólar hoje é uma das moedas mais importantes do mundo, e serve de referência para todos os outros países, impactando em diversos produtos do nosso dia a dia e até mesmo no valor da nossa moeda, o Real.

Assim como o S&P500, é possível investir no dólar comprando contratos futuros na Bolsa de Valores, e esses contratos oferecem ótimas oportunidades de ganhos rápidos a investidores que estão dispostos a assumir um maior risco por retornos mais expressivos.

Aprenda a investir na Bolsa de Valores em menos de 1 hora. Assista grátis