Acionista é quem detém ao menos uma ação que representa uma fração do patrimônio de empresas classificadas como sociedade anônima (SA). Os tipos de acionista variam de acordo com a quantidade e com a classe de ações que possuem.

Um dos grandes pilares do capitalismo moderno é a constituição de empresas por meio das Sociedades Anônimas, em que vários investidores podem fazer parte da composição do capital total, podendo, dessa forma, ter uma participação nos lucros gerados e diluir o risco da aplicação com outras pessoas. Não à toa que é uma das modalidades de investimento que mais crescem entre as pessoas físicas.

Um estudo realizado pela B3, em 2021, aponta que quase 4 milhões de CPFs já são acionistas de empresas na Bolsa de Valores, um aumento de 43% ante o ano anterior.

No artigo de hoje, você aprenderá o que de fato é ser acionista de uma empresa, seus tipos, direitos e deveres, assim como se tornar sócio das principais e maiores companhias de capital aberto do Brasil.

Nova call to actionAproveite o jeito mais fácil de investir agora mesmo Faça seu cadastro grátis na Toro

O que é um acionista de uma empresa?

São considerados acionistas quem detém ao menos uma ação que representa a fatia mínima do patrimônio de empresas classificadas como sociedade anônima (SA). No caso das SAs, a empresa não pertence a um único indivíduo, mas o seu capital social total é dividido em ações que podem ser negociadas livremente.

Todas as empresas com ações negociadas na Bolsa – também chamadas de "capital aberto" – são SAs cujas ações você pode comprar para ser dono da companhia em proporção ao número de papéis que detém em relação ao total.

As companhias listadas na B3 normalmente tem o capital social dividido em milhões e até bilhões de ações. Logo, mesmo que o investidor adquira uma porção pequena em relação ao total, possuirá os mesmos direitos dos acionistas controladores.

Entenda mais sobre a Bolsa de Valores com o conteúdo em vídeo especial com o Analista de Investimentos da Toro, Lucas Carvalho:

Invista na Bolsa com taxa Zero de verdade Abra sua conta grátis

Quais são os deveres e direitos do acionista?

Entre as principais responsabilidades do acionista está o acompanhamento do funcionamento e dos resultados empresa, o que pode ser realizado por meio dos canais e divulgações do departamento de Relação com Investidores. Logo, quem é sócio, não acompanha apenas o valor da cotação, mas o desempenho geral da empresa.

Já sobre os direitos, eles se dividem em duas categorias:

  • Direitos essenciais: dizem respeito à participação nos lucros, direito à fiscalização da empresa (por conselho fiscal), direito ao voto (quando aplicável), entre outros.
  • Direitos modificáveis: decorrentes da lei ou do estatuto da empresa que podem ser alterados ou excluídos, com exceção dos que são essenciais.

Acionista x cotista: quais são as diferenças?

Agora que você já sabe o que é ser acionista de uma empresa, é relevante que também saiba a diferença para o termo cotista, outro que frequentemente aparece no mercado financeiro.

Como vimos, o acionista é quem possui ao menos uma ação de alguma empresa do tipo SA. Por outro lado, cotista é a terminologia adotada para quem detém cotas do patrimônio de Fundos de Investimentos, como os ETFs, Fundos de Renda Fixa e os Fundos Imobiliários, por exemplo.

Essa distinção é importante sobretudo para quem investe com o objetivo de se tornar sócio de empresas. Quando você adquire ações, também passa a ser um dos donos da companhia.

No caso da compra de cotas, está obtendo o direito de participar de um Fundo que aplica o patrimônio dos cotistas em determinada estratégia de investimentos. Por isso, no caso dos Fundos de Ações, por exemplo, você não se torna sócio das empresas por ter cotas do Fundo. 

Nova call to action

Quais são os tipos de acionista?

Inicialmente, é necessário lembrar os tipos de ações. Isso é importante, pois os tipos de acionistas que veremos a seguir dependem de quais classes de ações eles são donos.

Tipos de ações

Basicamente, os tipos de ações mais comuns e importantes para as empresas de capital aberto são:

Ordinárias (ON)

As ordinárias são as ações que conferem direito a voto em assembleias da empresa (reuniões em que são definidos os rumos, estratégias, eleições e decisões gerais da administração). Ou seja, é a mesma ação dos controladores. 

Preferenciais (PN)

As ações preferenciais são as que dão preferência no recebimento de proventos como dividendos e bonificações, mas não dão direito a voto. Em outros termos, não permite nenhum tipo de atuação no controle da empresa, mesmo que o acionista seja dono da maioria das PNs.  

Golden share

As golden shares são uma classe especial de ação não negociada na Bolsa que permite ao seu detentor o poder especial de veto, mesmo não sendo o acionista controlador. Elas são comuns em privatizações em que o governo cede o controle da empresa, mas mantém a golden share, podendo vetar decisões como: liquidação, denominação social, mudança de sede, separação de ativos e outros.

Quer saber mais sobre o conceito de ações? Assista ao vídeo a seguir com a nossa Analista de Investimentos, Paloma Brum, que esclarece as principais dúvidas sobre o tema:

Quais são as melhores ações para investir hoje? Acesse grátis e descubra

Agora que você conhece os tipos de ações, é importante que saiba diferenciar os tipos de acionistas de acordo com a quantidade de ações que possuem de determinada empresa, o que permite fazer importantes considerações sobre a governança corporativa antes de se tornar sócio.

O que é acionista minoritário?

Os acionistas minoritários são aqueles que detém ações da empresa – com ou sem direito a voto –, mas não possui o controle acionário. Em outras palavras, eles são donos de parcelas menores de 50% do capital total.

Os minoritários também são donos e têm direito a voto (no caso das ações ordinárias), mas, como possuem uma fatia menor do patrimônio, não controlam a empresa.

O que é acionista majoritário?

Já o acionista majoritário é aquele que possui mais de 50% de todas as ações da empresa com direito a voto e, dessa forma, detém o controle acionário.

Portanto, para ser majoritário, é preciso ser dono de ações ON, uma vez que elas são as que possibilitam votar nas assembleias. Em muitos casos, o acionista majoritário também é o controlador.

O que é acionista controlador?

Em boa parte dos casos, o acionista majoritário também é o controlador da empresa, isto é, aquele que mais induz as decisões por possuir a maior parte das ações votantes.

Contudo, o capital social pode estar dividido de forma que nenhum investidor tenha mais de 50% das ações. Então, os minoritários podem se articular de modo a formar grupos controladores, de acordo com o somatório das suas posições e influência nos momentos de votação ou eleição de membros do Conselho de Administração.

Como um acionista ganha dinheiro?

Mas, afinal, como um acionista ganha dinheiro? Quais são as vantagens de ser sócio de uma empresa listada Na Bolsa de Valores? A remuneração dos sócios pode acontecer das seguintes formas:

1. Valorização da cotação 

Ao adquirir as ações de uma boa empresa, a maneira mais essencial de ganhar é com a valorização dos preços no tempo e isso tem mais chances de acontecer no longo prazo, se a empresa apresentar bons resultados.

No curto prazo, as oscilações da cotação estão sujeitas a inúmeros fatores: boatos, notícias, divulgação de resultados, mudanças no setor, ciclos econômicos, entre outras. Contudo, os Analistas de mercado tendem a concordar que, no longo prazo, a valorização das empresas tende a seguir os fundamentos, ou seja, se é bem gerida e apresenta resultados consistentes.

2. Dividendos e juros sobre o capital próprio

Outro modo muito comum de remuneração dos acionistas se dá pela distribuição de uma parcela do lucro líquido (o que sobra após pagar todas as obrigações, impostos e custos). 

Essa distribuição pode acontecer por meio de dividendos ou juros sobre o capital próprio. A diferença entre essas duas formas se dá na tributação. Na primeira, não há retenção de Imposto de Renda para o acionista, enquanto na segunda sim.

filtro-dividendos

3. Recompra de ações

Além disso, com o intuito de gerar mais valor aos sócios, a companhia pode realizar programas de recompra de ações. Nessas ocasiões, a empresa usa dinheiro do caixa e recompra parte das ações que estão em circulação no mercado. Esses papéis podem ser guardados em tesouraria ou cancelados.

Isso gera valor ao acionista, pois sua parcela na participação aumenta. Por exemplo: suponha que você é dono de 1.000 ações do total de 100.000 papéis de uma empresa. Logo, você detém 1% do patrimônio. Se, após o programa de recompra, há apenas 90.000 ações compondo tal patrimônio, sua participação aumentou para 1,11%.

4. Bonificações em ações

Por fim, os acionistas podem ganhar também recebendo bonificações em ações. Isso acontece quando a empresa distribui aos sócios novas ações proporcionalmente ao seu número de ações atual. 

Ou seja, ao invés de distribuir o lucro em dinheiro, a empresa emite novas ações e as reparte entre quem já é sócio da companhia. Desse modo, sua parcela no patrimônio total se mantém sem você precisar desembolsar nada para comprar novas ações.

Como começar a investir e ser um acionista?

Para se tornar acionista de qualquer empresa de capital aberto, isto é, aquelas negociadas na Bolsa de Valores, é preciso adquirir ao menos uma ação delas.

Para comprar as ações, você precisa de uma conta ativa em uma corretora de valores, transferir o dinheiro da sua conta no banco e, na plataforma da corretora, buscar a ação pelo código de negociação.

Então, basta configurar a quantidade, conferir o valor da ordem e confirmar o investimento. Pronto! Você já é acionista da empresa e tem direito a receber os benefícios de todos os outros sócios.

Siga os passos do infográfico abaixo e aprenda como comprar as suas primeiras ações:

Como investir na Bolsa de Valores

Caso ainda tenha alguma dúvida ou dificuldade no processo, bem como saber quais ações escolher para investir, veja o vídeo abaixo em que você pode se tornar acionista das melhores empresas seguindo as dicas dos nossos especialistas:

Descubra seu perfil de investidor e invista com corretagem Zero Comece agora na Toro