O informe de rendimentos do INSS para os aposentados e pensionistas já está disponível para consulta. Esses dados são de extrema importância, pois precisam ser incluídos em sua declaração do Imposto de Renda 2019, sabia disso?

No artigo de hoje, você entenderá um pouco mais sobre esse documento, como ele deve ser informado em sua declaração, quais as formas de ter acesso a ele, bem como, outras instituições que também precisam emitir.

O que é o informe de rendimentos?

O informe de rendimentos é um documento utilizado por um contribuinte para saber quanto foi pago, recebido ou movimentado em valores monetários em determinada organização dentro do período de um ano. Tal documento é essencial para o preenchimento correto da declaração do Imposto de Renda e também para sua transmissão.

O objetivo principal do informe de rendimentos é facilitar a informação dos dados à Receita Federal por meio da declaração do IR.

Como tratam-se de dados anuais, dificilmente uma pessoa conseguiria realizar todos os controles necessários para que essas informações pudessem ser inseridas anualmente.

Sendo assim, com a ajuda da tecnologia, o Governo Federal obrigou às instituições (empresas, bancos, corretoras de valores, etc) a realizarem esse processo e, em seguida, encaminhar ao contribuinte todas essas informações.

Além de facilitar a vida do contribuinte, o informe de rendimentos também é uma excelente fonte de fiscalização para a Receita Federal, tendo em vista que, os órgãos, empresas e instituições que são obrigados a emitir, enviam esse documento dias antes do início do prazo para envio da declaração do Imposto de Renda.

Com isso, além de ajudar que ninguém perca o prazo, as informações também ajudam o fisco a verificar se todos os dados foram inseridos da forma correta na declaração.

Vale lembrar que, quando alguma informação não bate com a base de dados da Receita, o contribuinte pode ser chamado para esclarecer os fatos. E isso pode atrasar o pagamento da sua restituição.

Por isso é tão importante ter cuidado com as informações que são inseridas. Dessa forma, depois de enviar sua declaração, você não precisa se preocupar com a malha fina e pode focar em planejar o que fazer com o dinheiro da sua restituição.

Saiba onde investir sua restituição do Imposto de Renda
Simule e compare

Como consultar o informe de rendimentos do INSS 2019?

Como já mencionamos, o beneficiário do INSS já pode emitir o seu extrato por meio do portal da Previdência Social, ou do aplicativo Meu INSS. Entretanto, para que você consiga retirar o seu documento, é necessário ter em mãos algumas informações. Por exemplo:

  • Número do benefício.
  • Data de nascimento.
  • Nome completo.
  • CPF

O aplicativo Meu INSS é, de fato, uma revolução que ajuda muitas pessoas, mesmo aquelas que ainda não são beneficiadas pela aposentadoria. Por meio dele, é possível realizar uma série de consultas referentes ao recebimento de benefícios pelo INSS, entre eles, o extrato que estamos discutindo neste artigo.

Realizar a consulta do informe de rendimentos INSS é muito fácil. O primeiro passo é acessar o site da Previdência Social.

Nessa página, você encontrará uma série de informações sobre a emissão do documento, entre elas, a possibilidade da utilização do aplicativo Meu INSS, e também sobre os atendimentos presenciais nas agências do órgão.

A segunda etapa é clicar no botão amarelo escrito “Solicitar”, no início da página. Você será redirecionado para o campo de coleta de informações. Nessa etapa, o processo já está quase concluído.

Assim, basta selecionar o Ano-calendário que deseja imprimir. Funciona, basicamente, da seguinte forma: se estamos em 2019, o ano calendário que servirá de base para a transmissão da declaração do Imposto de Renda é o de 2018 (afinal sua declaração se refere aos ganhos e despesas que teve no ano passado). Sendo assim, é desse período que você deve solicitar.

Em seguida, no próximo campo, você deverá digitar o número do benefício, sua data de nascimento, nome e CPF. Além disso, também é necessário digitar o código de segurança no final da página.

Feito isso, basta clicar no botão “Consultar”. Após alguns segundos, dependendo da velocidade da sua internet e capacidade do computador ou smartphone, o sistema apresentará o extrato do INSS que deverá ser utilizado em sua declaração do Imposto de Renda.

Imposto de Renda descomplicado: veja o guia gratuito
Baixe grátis

Quais instituições precisam entregar o informe de rendimentos 2019?

A emissão do extrato de rendimentos não é uma atribuição exclusiva do INSS. Existem outras organizações que são obrigadas a emitir tal documento para as pessoas que têm determinados tipos de vínculos.

Esse documento, assim como o extrato do INSS, deve conter todos os dados necessários para que a pessoa possa declarar à Receita Federal todos os rendimentos obtidos dentro de um ano.

Agora, vamos mostrar os outros informes de rendimento que você deve obter para enviar sua declaração do Imposto de Renda direitinho. Veja só:

Bancos

Os bancos devem enviar todos os anos o informe de rendimentos dos seus clientes. Nesse documento, consta toda a movimentação financeira que a pessoa efetuou durante todo o ano de forma resumida, mostrando os montantes mensais.

Ou seja, o informe de rendimentos do seu banco deve trazer os valores da sua conta corrente, conta poupança, investimentos e outras informações obrigatórias para a sua declaração.

Além disso, devem conter outras informações como a Razão Social da instituição e o CNPJ, uma vez que esses dados devem ser incluídos na declaração.

Planos de saúde

Os planos de saúde também devem enviar aos seus clientes o seu demonstrativo de pagamentos efetuados. Esse informe é de extrema importância, principalmente, pelo fato de os gastos com saúde poderem ser deduzidos na base de cálculo do Imposto de Renda.

Também é importante que você guarde esse documento junto da sua declaração do Imposto de Renda por, pelo menos, 5 anos.

A Receita Federal pode solicitar que você comprove algumas despesas informadas e esse informe será o documento oficial para fazer isso.

Caso você tenha feito alguma cirurgia ou gastado um pouco mais que o normal com o plano de saúde, também é interessante arquivar as notas fiscais que médicos, clínicas e hospitais enviaram para você.

Se tiver alguma dúvida, quanto a essas despesas e como declará-las, vale pedir ajuda a um profissional de contabilidade. O mais importante é não ter dúvidas na hora de fazer sua declaração.

Imposto de Renda descomplicado: veja o guia gratuito
Baixe grátis

Aluguéis

O pagamento ou recebimento de aluguéis é um elemento a ser informado em sua declaração do IR. Muitas pessoas acabam esquecendo desse ponto, que pode levar à malha fina de forma muito rápida.

O proprietário do imóvel deve apresentar o informe de rendimentos para comprovar as receitas obtidas nos aluguéis de seus imóveis, mesmo que o montante não ultrapasse o valor mínimo para pagamento de acordo com a tabela de Imposto de Renda.

O locador, por sua vez, também necessita informar seus pagamentos e isso é feito por meio do informe de rendimentos emitido pelo locatário, dono do imóvel alugado no Imposto de Renda sobre aluguel.

Empresas

Por fim, chegamos ao informe de rendimentos que tem a maior incidência nas declarações do IR, ou seja, aquele que a empresa emite para os seus colaboradores.

Com esse documento, um contribuinte que tem um emprego com carteira assinada pode inserir todos os dados de seus recebimentos, bem como, algumas das deduções que são permitidas pela legislação.

No informe de rendimentos do empregado deve conter — além dos dados básicos da empresa como nome e CNPJ — os salários pagos ao longo do ano, descontos para recolhimento à Previdência Social e o Imposto de Renda retido na fonte.

Esse informe de rendimentos que a empresa emite também é enviado à Receita Federal.

Sendo assim, antes mesmo de o contribuinte transmitir a sua declaração do Imposto de Renda, o órgão já sabe quanto ele ganhou e o valor que foi descontado.

É por esse motivo que muitas pessoas caem na malha fina, por causa de erros na hora de inserir os dados do seu informe de rendimento emitido pela empresa que trabalha.

Sendo assim, tenha muita atenção e cautela na hora de fazer esse processo pois a Receita confere os dados que você enviou com aqueles enviados pela empresa que você trabalha.

Além do seu próprio informe de rendimentos, também é necessário solicitar o documento dos seus dependentes que têm emprego formal.

Isso porque esses dados também precisarão ser inseridos na sua declaração do Imposto de Renda. A falta de dados de rendimentos dos dependentes pode gerar uma interpretação por parte da Receita Federal de que você está inserindo aquela pessoa apenas para reduzir a base de cálculo do Imposto de Renda.

Isso acontece com muita frequência, pois a Receita facilmente tem acesso aos dados de recebimentos de salário de uma pessoa. Portanto, tenha muito cuidado com isso e seja consciente de que está inserindo a informação correta.

Pagar o tributo corretamente é consideravelmente melhor do que tentar fraudar a declaração e depois receber uma penalidade.

Principalmente nos dias de hoje, em que a Receita Federal do Brasil realiza diversos cruzamentos de bancos de dados para obter informações dos seus contribuintes.

Como já falamos, é muito importante enviar tudo corretamente, de acordo com o que está escrito nos seus informes de rendimentos. Além de evitar dor de cabeça, você pode focar no que realmente importa: planejar o seu futuro investindo sua restituição do Imposto de Renda.

Saiba onde investir sua restituição do Imposto de Renda
Simule e compare

Qual é o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2019?

Tenha muita atenção quanto ao prazo para entrega da sua declaração do Imposto de Renda. Em 2019, o documento começou a ser transmitido no dia 07 de março e termina no dia 30 de abril.

Apesar de ser um prazo bom, de 55 dias, é muito importante não enrolar e deixar tudo para a última hora.

É importante começar a juntar os comprovantes e informes de rendimento, antes mesmo do prazo ter início.

Caso seu banco, corretora ou empresa ainda não tenha enviado o seu informe de rendimentos, entre em contato com cada um deles para fazer a solicitação o quanto antes.

Ter todas as informações em mãos é fundamental para evitar erros. Fazer sua declaração sem o informe de rendimentos pode trazer muita dor de cabeça, pois qualquer erro pode te fazer cair na malha fina.

Além disso, quanto mais cedo enviar sua declaração, mais chances de receber sua restituição de IR em menos tempo.

Agora que você já sabe o que é e como emitir o seu informe de rendimentos, fica bem mais fácil ficar em dia com a Receita. Caso já esteja com tudo em mãos, envie sua declaração do Imposto de Renda antes que o prazo acabe.



Quer saber mais sobre o Imposto de Renda? Baixe grátis o guia descomplicado:

Imposto-de-Renda-declaracao