Variados são os indicadores e ferramentas matemáticas e estatísticas para tornar a aplicação da Analise Técnica em operações de trading na Bolsa de Valores. Uma das mais populares entre eles são as Bandas de Bollinger, instrumento muito útil no dia a dia do trader.

As Bandas de Bollinger podem inclusive ser utilizadas para definição de suportes e resistências e interpretação sobre a volatilidade do mercado.

Neste artigo, você aprenderá o que são essas bandas, como elas funcionam, o cálculo envolvido na sua configuração e as operações que podem ser feitas observando esses indicadores para ampliar seus ganhos e agir com melhor gerenciamento de riscos. Vamos lá?

Que tal um plano de investimentos personalizado para você? Clique aqui e  invista com ajuda de expertsQuer ter o Profit grátis para sempre?  Clique aqui e vença na Bolsa com a  melhor ferramenta do mercado

O que são e para o que servem as Bandas de Bollinger?

Primeiro, vamos entender o que são as Bandas de Bollinger e sua utilidade nas operações de Day Trade e Swing Trade.

Esse é um indicador de volatilidade desenvolvido nos anos 1980 pelo analista financeiro americano John Bollinger como uma variação dos envelopes (medida de análise gráfica que estabelece médias móveis acima e abaixo de uma média móvel simples baseada em uma porcentagem).

Um dos autores de Análise Técnica mais lidos do mercado, Flávio Lemos, define as Bandas de Bollinger como um

"indicador para uma média móvel calculada com default de 20 períodos, a partir da qual, são adicionadas duas bandas, uma superior e outra inferior, que se situam a 2 desvios padrão da média móvel base".

Simplificando, a ideia é "envelopar" a variação dos preços dentro ou próximo de bandas acima e abaixo da média móvel com o intuito de acompanhar a volatilidade, antecipar topos e fundos e estimar se um ativo está sobrevendido ou sobrecomprado.

Por definição, essas bandas também poderão ser úteis como auxiliares na detecção de linhas de suporte e resistência dos preços, aumentando o seu leque de aplicações.

Lembre-se que, para usar as Bandas de Bollinger e demais indicadores técnicos, é recomendável contar com as melhores plataformas para trading do mercado. Confira um vídeo especial em que nosso Analista, Victor Lima, fala mais sobre o assunto:

Quer ter o Profit grátis para sempre?  Clique aqui e vença na Bolsa com a  melhor ferramenta do mercado


Exemplo de Bandas de Bollinger no gráfico

Confira abaixo um exemplo prático da aplicação das Bandas de Bollinger no Toro Trader, uma das melhores plataformas do mercado. Se quiser, clique na imagem para ampliar. 

Gráfico de Bandas de BollingerQuer ter o Profit grátis para sempre?  Clique aqui e vença na Bolsa com a  melhor ferramenta do mercado

Como configurar o setup das Bandas de Bollinger?

Para fazer a configuração das Bandas de Bollinger, o trader deve utilizar a Média Móvel Simples (MMS) ou Aritmética (MMA). O uso da Média Móvel Exponencial, segundo o autor citado, não apresentaram bons resultados e ganhos significativos.

Fórmula e cálculo dos períodos para as Bandas de Bollinger

Como dissemos, por padrão, a média móvel escolhida é a de 20 períodos, assim como os 2 desvios-padrão. Contudo, esses números podem ser configurados de modo a serem adaptáveis ao seu perfil de trader, prazo e objetivos.

Resumindo:

  • Linha central: Média Móvel Simples (MMS) de 20 períodos
  • Banda inferior: MMS (20 períodos) – 2x desvio-padrão de 20 períodos
  • Banda superior: MMS (20 períodos) + 2x desvio-padrão de 20 períodos 

Flávio Lemos ainda destaca que a diferença para os envelopes tradicionais é que as Bandas de Bollinger usam o desvio-padrão ao invés de uma porcentagem fixa como nos envelopes. 

Ao propor o uso do desvio-padrão, a ideia de Bollinger era medir a volatilidade do mercado, já que esse indicador estatístico fornece a dispersão do conjunto.

Ou seja, quanto maior o desvio-padrão, maior a volatilidade e mais afastadas estarão as bandas superiores e inferiores.

Quando a volatilidade do mercado é menor, as bandas ficam mais próximas da média móvel central. Ao medir a volatilidade dos preços, as Bandas de Bollinger ajustam-se as condições do mercado. Isto é o que as tornam tão úteis para os traders. Assim, eles podem encontrar quase todos valores de preços entre as duas bandas.

Como auxiliares, você ainda pode usar os seguintes indicadores derivados das Bandas de Bollinger:

  • Indicador %b: busca evidenciar qual é a posição do preço em relação às bandas. Sua fórmula é %b = (preço de fechamento – banda inferior) ÷ (banda superior – inferior). O resultado é normalmente um valor entre zero (0), mais perto da banda inferior e e um (1), mais próximo da superior.
  • BandWidth (BW): visa calcular a largura das bandas e a distância em relação à média de 20 períodos. Serve para identificar quando a volatilidade do mercado aumenta, distanciando as bandas. 

Além disso, sempre é recomendável continuar seus estudos para dominar as melhores estratégias para aplicar no mercado. Antes de passar ao próximo tópico, clique no link a seguir e confira as aulas, cursos e conteúdos que nossa equipe disponibiliza para você aprender mais:

Nova call to action Aprenda com quem realmente entende do assunto Veja aulas gratuitas do básico ao avançado

Como interpretar e operar com Bandas de Bollinger?

Antes de entrarmos no uso prático das Bandas de Bollinger, tenha atenção de, como alerta Flávio Lemos, "esse indicador não mostra para qual lado o mercado irá, mas apenas que uma boa variação ocorrerá".

Além disso, elas podem sinalizar a entrada de um determinado movimento. Isto é, o trader pode utilizá-las para identificar que, quando as linhas se expandem, a oscilação das cotações será grande.

Por exemplo: após uma forte alta ou baixa na tendência, o mercado pode entre em uma zona de estabilização, apresentando fracos volumes de negociação, acima ou abaixo do cruzamento entre preço e a média móvel. Para melhor monitorar esse comportamento, os traders usam as bandas de preços, que abrangem o espectro de negociação ao redor da tendência.

Sabemos que os preços dos ativos oscilam de forma aleatória e irregular no curto prazo. Os Analistas usam médias móveis como linhas de suporte e resistência para antecipar o preço de uma ação.

Além disso, eles estipulam e extrapolam resistências superiores e suportes inferiores e, então, formam bandas em que esperam que os preços fiquem contidos.

Já outros traders costumam desenhar linhas retas que unem ambos topos ou fundos de preços para identificar os extremos de preços superiores ou inferiores e, em seguida, adicionam linhas paralelas para definir a banda de movimentos dos preços.

Enquanto os preços não se movem para fora dessas bandas, o trader geralmente pode ficar razoavelmente confiante de que as cotações estão se movendo e se comportando como o esperado.

Possíveis vendas

Quando da formação de topos duplos, ou seja, duas altas seguidas de intensidade semelhante, desenhando um "M" no gráfico, isso pode ser um sinal de esgotamento da força de uma tendência de alta.

Quando os preços continuamente tocam a linha superior das Bandas de Bollinger, são ditos como sobrecompra, sinalizando venda.

Possíveis compras

Já quando há a formação de fundos duplos, isto é, duas quedas seguidas formando a figura de um "W", pode ser uma oportunidade de estudar uma compra do ativo, pois representará possivelmente um indicativo de perda de força da tendência de baixa. 

Então, quando repetidamente batem na inferior, são caracterizados como sobrevenda, indicando compra.

Cruzamento de médias

Ao usar Bandas de Bollinger, os traders costumar estipular as faixas superiores e inferiores como alvos de preço. Se o preço desvia para fora da banda inferior e cruza acima da média de 20 dias (a linha do meio), a banda superior representa a meta de preço superior.

Em uma forte tendência de alta, os preços geralmente oscilam entre a banda superior e a média móvel de 20 dias. Quando isso acontece, um cruzamento abaixo da média móvel de 20 dias adverte de uma inversão da tendência para o lado negativo.

Comprar quando os preços das ações cruzam abaixo da banda inferior muitas vezes ajuda os traders a tirar proveito das condições de sobrevenda e lucrar quando o preço do ativo negociado vai em direção à linha central da média móvel.

Para terminar, as Bandas de Bollinger são muito utilizadas no Day Trade, as estratégias com ativos de Renda Variável que começam e terminam no mesmo dia. Quer saber mais sobre esse tipo de operação? Então assista a um vídeo especial com o expert da Toro, Hélder Wakabayashi:

Opere minicontratos sem pagar mensalidade e nem corretagem Vença na Bolsa com  Profit grátis para sempre