O Boletim da Temporada de Balanços do 1T22 da Toro Investimentos traz para você, semanalmente, quem se destacou no último trimestre contábil e quais são as perspectivas para o longo prazo destas companhias, segundo nosso time de experts.  

⭐Destaques da temporada de balanços


Todas as semanas, os Analistas da Toro Investimentos comentam os resultados trimestrais das principais empresas da Bolsa de Valores.

É a chance de se atualizar sobre as empresas das quais que você é acionista ou encontrar boas oportunidades para investir. 

Desta vez, as empresas com balanços do 1T22 analisados são: Embraer, Gol, Hypera, Multiplan, Neoenergia, Vale e Weg. 

1. Embraer (EMBR3)

A Embraer reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Prejuízo líquido R$ 170,7 milhões Prejuízo líquido R$ 489,8 milhões –65%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • A empresa aumentou o volume da entrega de jatos executivos (8 unidades) e comerciais (6 unidades). Lembrando ainda que a companhia firmou contratos com o Ministério da Defesa do Brasil, o que gerou cerca de US$ 600 milhões em receitas.
  • A receita líquida caiu 31%, chegando á R$ 3,07 bilhões com o mês de paralisação da produção na companhia em janeiro pela reintegração sistêmica e legal da unidade de negócio da Aviação comercial.
  • No operacional, o Ebit e o Ebitda ajustados foram de –R$ 163,4 milhões e +R$ 45,4 milhões, respectivamente.

Por fim, o mercado também acompanha o Fluxo de Caixa Livre da Embraer, que teve um resultado negativo de R$434,8 milhões, reduzindo do R$1,21 bilhão de um ano antes. No endividamento, a dívida total é de R$16,8 bilhões, uma redução de R$ 5,6 bilhões contra o resultado do 4T21.

JoaoOpinião do Analista
Ouça o comentário de João Freitas sobre os resultados da Embraer no 1T22:


2. Gol (GOLL4)

A Gol reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Lucro líquido de R$ 2,61 bilhões Prejuízo líquido de R$ 2,51 bilhões Reversão de prejuízo


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • Os números positivos no resultado líquido tiveram forte influência das variações cambiais favoráveis à companhia, que se preocupa com o cenário à frente com o aumento dos custos do petróleo e alta inflacionária.
  • A empresa também ressaltou as melhores margens Ebitda (5,6%) e Ebitda(16,8%) desde o início da pandemia. A receita líquida mais do que dobrou no período, somando R$3,2 bilhões.
  • O número de Passageiro-Quilômetro Transportado Pago (RPK) aumentou 46,5%, enquanto o total de Assento-Quilômetro Ofertado (ASK) cresceu 44,4%.

A Gol também chamou atenção para o aumento na taxa de ocupação (+1,1 p.p.) e utilização de aeronaves (+13,4%), sendo que recebeu 8 novos Boeings 737. As vendas de janeiro a março superaram o nível pré-pandemia de 2019, especialmente me março, cujo volume aumentou 60%, além do aumento de 49,5% no número de passageiros transportados (6,7 milhões), o equivalente a 73% do que era no 1T19.

PalomaOpinião da Analista
Ouça o comentário de Paloma Brum sobre os resultados da Gol no 1T22:


3. Hypera (HYPE3)

A Hypera reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Lucro líquido de R$ 347,7 milhões Lucro líquido de R$ 299,7 milhões +13,8%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • Os principais números do balanço destacaram a receita líquida com alta de 27,6% (R$1,49 bi), elevação de 39,7% do Ebitda das operações continuadas (R$ 505,7 milhões) e +106,4%  no Fluxo de Caixa Operacional (R$311,8 milhões) sobre o 1T21.
  • Neste trimestre, a companhia também finalizou a aquisição das marcas da Sanofi e teve crescimento de 21,5% no sell-out orgânico, favorecido pelo portfólio adquirido da Takeda.
  • Em proventos, a empresa declarou o pagamento de R$ 194,8 milhões em Juros sobre o Capital Próprio.

A administração da Hypera destacou também o reforço na venda de produtos de prescrição, beneficiado pelo crescimento de medicamentos crônicos e das marcas líderes do mercado. No ramo de Skincare, a empresa teve crescimento superior ao do mercado com o lançamento de novas linhas de produtos. Por fim, a companhia avançou na estratégia institucional, comercializando os primeiros lotes de imunoglobulina.

JoaoOpinião do Analista
Ouça o comentário de João Freitas sobre os resultados da Hypera no 1T22:


4. Multiplan (MULT3)

A Multiplan reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Lucro líquido de R$ 171,5 milhões Lucro líquido de R$ 46,31 milhões +270,5%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • O lucro do período também veio forte em relação ao período pré-pandemia, subindo 86,6% acima do 1º trimestre de 2019.
  • No operacional, contra o 1º trimestre de 2019, houve alta de 28,2% no Ebitda, chegando a R$ 295,4 milhões.
  • Nas receita, houve alta de 33,5% na receita bruta (R$ 453,76 milhões) e 36,4% na receita líquida R$ 420,04 milhões também comparando com o 1T19, números recordes para a Multiplan. Já a receita de locação aumentou 41,1%, totalizando R$ 353,2 milhões na mesma base. 

A empresa ainda destacou o aumento de 75% nas vendas trimestrais dos lojistas comparando com o 1T21. A Multiplan também está executando um programa de recompra de ações, gerando mais valor para seus acionistas e a administração comemorou o aumento do número de investidores estrangeiros e do free float, que chegou a 59,2% em março.

JoaoOpinião do Analista
Ouça o comentário de João Freitas sobre os resultados da Multiplan no 1T22:

 

5. Neoenergia (NEOE3)

A Neoenergia reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Lucro líquido de R$ 1,212 bilhão Lucro líquido de R$ 1,007 bilhão +20%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • A companhia apresentou ainda alta de 15% na receita operacional líquida ante o 1T21, totalizando R$ 9,882 bilhões e 39% no Ebitda, chegando a R$ 3,169 bilhões.
  • O avanço nos projetos eólico e solar, além da expansão das redes de distribuidoras possibilitaram uma alta de 34% no Capex de R$2,4 bilhões.
  • Nos indicadores operacionais, Neoenergia apresentou redução na energia distribuída (-1,3%), na energia injetada (-1,5) e ala no número de clientes (+2,1%).

Após a divulgação dos números, o mercado reagiu positivamente ao balanço, fazendo as ações subirem 5% no pregão imediatamente posterior. A administração ressaltou que, no trimestre, conseguiu maior eficiência na gestão de custos, absorvendo a inflação e promovendo novos negócios.

JoaoOpinião do Analista
Ouça o comentário de João Freitas sobre os resultados da Neoenergia no 1T22:

 


6. Vale (VALE3)

A Vale reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Prejuízo líquido de R$ 23,046 bilhões Lucro líquido de R$ 30,5 bilhões –24%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • O resultado líquido no lucro da Vale teve impacto direto do período chuvoso em Minas Gerais e pelo desempenho mais fraco no Sistema Norte.
  • Além disso, a Vale teve o impacto da menor demanda da China, que afetou o volume de vendas de minério de ferro e pelotas. 
  • Em dólares, o lucro líquido da Vale foi de US$4,5 bilhões, uma redução de 19,6% contra o mesmo trimestre do ano passado. 
  • No operacional, a mineradora informou Ebitda ajustado de R$35,5 bilhões, abaixo dos R$45,74 bi do ano passado.

Lembrando ainda que a Vale vem de um 2021 muito forte, em que apresentou o maior lucro de uma empresa de capital aberto já registrado no Brasil. A companhia informou ainda que seu conselho de administração aprovou um novo programa de recompra de ações e ADRs de 18 meses para a conclusão e que chegará até 10% do número de papéis em circulação.

PalomaOpinião da Analista
Ouça o comentário de Paloma Brum sobre os resultados da Vale no 1T22:


7. Weg (WEGE3)

A Weg reportou o seguinte resultado na divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022:

Resultado do 1T22 Resultado do 1T21 Variação (%)
Lucro líquido de R$ 943,9 milhões Lucro líquido de R$ 764,26 milhões +23,5%


🔑 Pontos-chave para entender o resultado: 

  • A empresa destacou o bom desempenho de vendas nas principais linhas de negócio no Brasil pela crescente busca de geração de energia renovável e boa demanda industrial.
  • No mercado externo, a Weg enxerga uma demanda industrial ainda aqueciada, especialmente nas vendas para setores de óleo & gás, mineração e papel & celulose.
  • Nas vendas, a receita operacional líquida totalizou R$6,83 bilhões no trimestre, alta de 34,5% ante o 1T21 e 4,4% acima do 4T21. Cerca de 51% das receitas vieram do exterior ante os 46% de um ano antes. 

Por fim, a companhia também apresentou forte desempenho operacional ao entregar um Ebitda 21,3% maior (R$1,233 bilhão) e aumento de 1,9 p.p. na margem Ebitda, que chegou a 18,1%. O Retorno Sobre o Capital Investido (ROIC) chegou a 29,7% no 1T22, aumento de 1,5 p.p. também contra o mesmo tri do ano passado.

PalomaOpinião da Analista
Ouça o comentário de Paloma Brum sobre os resultados da Weg no 1T22:

 
 
Tear-Off Calendar on Google Agenda de balanços do 1T22
 

As seguintes empresas divulgam seus resultados do 1º trimestre do ano nos próximos dias:

Empresa Data
Celulose Irani 29/04
Centauro 02/05
Localiza 02/05
Neogrid 02/05
Movida 02/05
Pague Menos 02/05
PetroRio 03/05
Klabin 03/05
3R Petroleum 03/05
Cielo 03/05
Raia Drogasil 03/05
Tim 03/05
Vulcabras 03/05
CSN e CSN Mineração 04/05
Energias do Brasil 04/05
Pão de Açúcar 04/05
Suzano 04/05
Totvs 04/05
Ambev 05/05
Gerdau 05/05
Alpargatas 05/05
Arezzo 05/05
Bradesco 05/05
C&A 05/05
Carrefour 05/05
EcoRodovias 05/05
Engie 05/05
Fleury 05/05
Lojas Renner 05/05
Natura 05/05
Petrobras 05/05
Rumo 05/05
Sanepar 05/05
Porto Seguro 06/05
Sabesp 06/05
 
Quais são os melhores investimentos para 2022?  Clique aqui e veja os ativos  selecionados por especialistas
🔎Por que acompanhar os resultados trimestrais?


Independentemente se você investe para o curto ou para o longo prazo, os resultados trimestrais das empresas listadas na Bolsa fornecem valiosos indicadores sobre o momento atual das companhias e sua expectativa de crescimento no futuro.

Se você é acionista de uma empresa de capital aberto e investe para o longo prazo, é o momento de avaliar o desempenho apresentado, fazer a leitura da atualização dos múltiplos na Análise Fundamentalista, estudar o crescimento da companhia e observar como ela performa frente às suas concorrentes.

Já se você opera no curto prazo, estar por dentro dos balanços trimestrais é fundamental para compreender como o mercado vai interpretar os resultados reportados, seja eles acima, em linha ou abaixo das expectativas dos investidores.

Que tal um plano de investimentos personalizado para você? Clique aqui e  invista com ajuda de experts


nerd-face_1f913Quem são os especialistas da Toro? 

Conheça os Analistas de Investimentos da Toro que comentam os balanços das empresas nesta temporada:
 
Foto-paloma-redondoPaloma Brum – Analista de Investimentos com certificação CNPI, formada em Economia pelo IBMEC e em Relações Internacionais pela PUC Minas. Atua com foco no mercado de capitais, especialmente em análises de ativos para longo prazo, macroeconomia e Fundos de Investimento.

 
Foto-joao-redondoJoão Freitas– Analista de Investimentos com certificação CNPI-P e PQO operações. Tem experiência na área financeira e mercado de capitais, com foco em análise e planejamento de carteiras de FIIs e mercado internacional. Formado em Administração de Empresas pela PUC Minas e em Gestão Financeira pelo UniBH, possui mais de 5 anos de experiência com investimentos e atua na Toro Investimentos desde 2018.
 
Que tal um plano de investimentos personalizado para você? Clique aqui e  invista com ajuda de experts