Começar a investir no Tesouro Direto e ter bons resultados é o desejo de muitos brasileiros. Não é à toa que hoje em dia existem quase 2 milhões de pessoas cadastradas no programa.

O que nem todo mundo compreende é que a conquista do sucesso com esse tipo de aplicação começa com uma boa simulação de investimento. Afinal, após conhecer a rentabilidade estimada de um investimento fica mais fácil decidir quando e onde investir.

Se você ainda não sabe como simular o rendimento do Tesouro, não se preocupe. Neste artigo, vamos te mostrar:

  • Como funciona o simulador de Tesouro Direto.
  • Principais características dessa aplicação financeira.
  • Se vale a pena investir no Tesouro Direto.

Conheça o simulador de Tesouro Direto

Entre tantas vantagens que o Tesouro Direto oferece, umas delas pode ser muito interessante para quem está em dúvida sobre qual título comprar: o simulador de Tesouro Direto.

Essa funcionalidade já era oferecida através da calculadora do Tesouro, que permitia calcular a rentabilidade estimada dos títulos a partir dos valores e prazos de escolha do investidor. Mas o programa criou um novo simulador, ainda mais prático e fácil de fazer a simulação de investimento.

Para simular o seu investimento no Tesouro Direto pelo novo sistema, você só precisa acessar o site do simulador. Logo na página de boas-vindas, você tem duas opções:

  1. Descobrir qual o título mais indicado para o seu objetivo
  2. Ir diretamente para a simulação de investimento no Tesouro Direto

simulador-tesouro-direto-tela-2


Não sei que título escolher

Na primeira opção, o sistema mostra uma série de possíveis objetivos, como: aposentadoria, casa própria, comprar um carro, férias, entre outras.

Após escolher a meta que mais se adequa às suas expectativas, você deverá definir o prazo da aplicação, podendo selecionar entre curto, médio ou longo prazo. Se não tiver certeza, tudo bem, porque também há a opção "não sei".

simulador-tesouro-direto-tela-3

Dependendo do que escolher, haverá uma terceira etapa para que você decida o que é mais importante: preservar seu poder de compra ou saber exatamente quanto vai ganhar no dia do vencimento do título.

De toda forma, o passo final é a indicação do título mais interessante para você, definido a partir das suas respostas. Com esse resultado, você pode começar a investir ou fazer a simulação para entender qual a estimativa de ganhos com esse título.

Invista nos melhores investimentos da Renda Fixa com um clique. Veja agora


Quero simular uma aplicação

A segunda opção que aparece na página de boas-vindas do simulador, por sua vez, vai te direcionar para a etapa de escolha de um título. Após definir qual título deseja, você terá duas opções: investir ou fazer uma simulação do seu rendimento.

simulador-tesouro-direto-tela-4

Se escolher simular, poderá seguir dois caminhos: informar quanto quer investir hoje ou quanto deseja resgatar no futuro. Dependendo do caminho que seguir, você precisará indicar se prefere aplicar dinheiro uma única vez ou fazer aportes mensais.

O sistema vai mostrar o resultado da simulação, contendo um gráfico comparando o rendimento do Tesouro com outras aplicações financeiras.

E você ainda pode solicitar o envio do resultado da simulação para o seu e-mail e também checar todos os detalhes, caso queira estudar melhor as opções. Também dá para começar tudo novamente e fazer outras simulações, mudando o título, os valores e o prazo desejado. Legal né?

Viu só como o simulador pode ajudar na hora de decidir onde investir? Com ele, você tem uma noção melhor de quanto o seu investimento pode render, entender os prazos, conhecer as taxas envolvidas, e até saber quanto de Imposto de Renda terá que pagar ao final.

E vale lembrar que, apesar do bom rendimento do Tesouro Direto, nem sempre ele é a melhor opção para o seu objetivo. Por isso, é importante conhecer e comparar também outros investimentos.

Conheça os melhores investimentos do mercado. Simule e compare

O rendimento do Tesouro Direto

Agora que você descobriu como é simples fazer uma simulação, vamos mostrar como funciona a rentabilidade desse tipo de investimento. Você sabe qual o rendimento do Tesouro Direto?

Os títulos públicos podem ter sua rentabilidade de 3 formas diferentes. Conhecendo as suas modalidades, você poderá entender melhor os resultados do simulador e fica mais fácil escolher o título mais rentável e o mais indicado para o seu objetivo. Veja os 3 tipos de rendimento do Tesouro Direto:

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é um título que tem sua rentabilidade definida no momento da compra. Ele possui um fluxo de pagamentos simples: você faz a aplicação e recebe o valor investido somado de juros, na data de vencimento do título.

A característica mais marcante desse tipo de investimento é a certeza sobre o valor do retorno do título. Isso significa que, se você permanecer com ele até o momento do resgate, já sabe quanto receberá de retorno desde o momento da compra.

Tesouro Pós-fixado

Os títulos pós-fixados têm taxas ligadas a taxas do mercado, como a Taxa Selic, que vão se moldando de acordo com as variações do mercado. Ele é mais indicado para investidores mais conservadores que pretendem aplicar em longo prazo e, diferentemente do exemplo anterior, não há como saber o valor do resgate antecipadamente. Você consegue ver uma estimativa, mas o valor exato só será definido no dia do vencimento. Um exemplo é o Tesouro Direto Selic.

Tesouro Híbrido

O Tesouro híbrido tem uma remuneração composta por duas partes: uma prefixada e outra pós-fixada que, geralmente, é vinculada ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), um indicador da economia brasileira calculado pelo IBGE e muito utilizado para medir a inflação do país. Um exemplo disso é o Tesouro IPCA.

Como investir no Tesouro Direto

Investir no Tesouro Direto é um processo bem simples:

  • Em primeiro lugar, você precisa abrir uma conta em uma corretora de valores.
  • Em seguida, você deve solicitar que a corretora efetue o seu cadastro no programa do Governo Federal. Algumas corretoras já fazem esse cadastro automaticamente quando você abre uma conta.
  • Depois dos procedimentos de cadastro, você pode fazer login no site do Tesouro Nacional para adquirir os seus títulos, ou comprar diretamente pela plataforma da sua corretora.

Para ilustrar como é fácil esse processo, assista ao vídeo abaixo e entenda como as pessoas encontram títulos adequados aos seus próprios objetivos: 

Muito simples, não é mesmo? Mas lembre-se que mais importante do que saber os passos para investir no Tesouro Direto é saber escolher o título certo para o seu investimento. Contar com ajuda profissional nesse momento pode fazer toda diferença.

As melhores corretoras de valores podem ajudar na escolha do título que se adequa melhor ao seu perfil e seus objetivos. Afinal, você já sabe que a definição desses dois fatores é muito importante para quem deseja ter sucesso nos investimentos.

Invista nos melhores investimentos da Renda Fixa com um clique. Veja agora

Custos e tributações do Tesouro Direto

O investimento no Tesouro Direto tem alguns custos. Os principais deles sãoa taxa de administração, cobrada pela corretora de valores e que pode variar de acordo com as condições da sua corretora, e a taxa de custódia, cobrada pela Bolsa, que gira em torno de 0,3% ao ano.

Além disso, há incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para investimentos realizados e resgatados em menos de 30 dias e do Imposto de Renda, que será descontado do rendimento do seu título no momento do resgate, o que chamamos de imposto recolhido na fonte.

A alíquota a ser paga pelo IR segue uma tabela regressiva. Ou seja, quanto mais tempo seu investimentos durar, menor será o percentual a ser pago de IR, como você pode ver abaixo:

  • Até 180 dias: 22,5%.
  • De 181 a 360 dias: 20%.
  • De 361 até 720 dias: 17,5%.
  • Acima de 720 dias: 15%.

Vale a pena investir no Tesouro Direto?

O Tesouro Direto tem se mostrado uma excelente opção de aplicação financeira para os investidores que procuram uma rentabilidade melhor que a Poupança, sem abrir mão da segurança.

Ele pode ser uma alternativa interessante para investidores mais conservadores, ou para quem não tem muito tempo para acompanhar as suas aplicações financeiras. Mas veja bem, ter pouco tempo não significa deixar de acompanhar, ok? Você deve estar sempre de olho nos seus investimentos.

Além de conhecer e saber calcular o rendimento do Tesouro Direto, o segredo do sucesso dos investidores é ter uma carteira de investimento diversificada. Essa é a uma ótima estratégia para proteger seu patrimônio, além de poder experimentar várias rentabilidades de títulos diferentes.

Conheça os melhores investimentos do mercado. Simule e compare